Gare d'Austerlitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gare d' Auztrelitz
Gare Paris-Austerlitz.jpg
Vista frontal da Gare d'Auztrelitz.
Uso atual Estação ferroviária
Estação de metropolitano
Administração SNCF
Linhas Metrô de Paris
5, 10
Ferroviário
RER C
Intercités de nuit
Intercités Grand bassin parisien sud
Intercités 100% Éco
TER Centre-Val de Loire
Eurostar
TGV
Serviços Terminal rodoviárioTáxiEscada rolante
Informações históricas
Inauguração 20 de setembro de 1840 (178 anos)
Localização
Localização Paris,  França

Gare d'Austerlitz (Estação de Austerlitz) ou Gare de Paris-Austerlitz é um dos seis grandes terminais ferroviários em Paris. Está situada na margem esquerda do Rio Sena, na parte sudeste da cidade, no 13º arrondissement. É o início da estrada de ferro Paris-Bordeaux; a linha de Toulouse está ligada a esta linha. Desde a introdução do TGV Atlantique - usando Gare Montparnasse - Austerlitz perdeu a maioria de seus serviços para o sudoeste de longa distância. É usada por cerca de 30 milhões de passageiros por ano, cerca de metade do número passando por Montparnasse.

Os Trens Hotéis Elipsos (Trenhotel) operados em conjunto entre RENFE e SNCF são operados daqui para Madrid e Barcelona. Eles partiam no início da noite, chegando na manhã seguinte. Com o início de um TGV direto de Paris a Barcelona, ​​em 15 de dezembro de 2013, os serviços do Trenhotel foram terminados.

História[editar | editar código-fonte]

A Gare d'Austerlitz foi construída em 1840 para servir primeiro ao Paris-Corbeil então a linha Paris-Orleans. A estação foi originalmente chamada de Gare d'Orléans. Uma extensão foi projetada entre 1865 e 1868 pelo arquiteto Pierre-Louis Renaud.

A estação leva o nome da cidade tcheca antes conhecida como Austerlitz (hoje Slavkov u Brna). Lá Napoleão I derrotou os números superiores da Terceira Coalizão em 02 de dezembro de 1805 na Batalha de Austerlitz.

Futuro[editar | editar código-fonte]

Um grande projeto de reforma da Gare d'Austerlitz está em andamento. Quatro novas plataformas estão sendo construídas e todas as faixas existentes estão sendo reformadas. O interior será reconstruído, a fim de lidar com os serviços do TGV Sud-Est e TGV Atlantique, parcialmente transferidos da Gare de Lyon e Gare Montparnasse, ambas aos quais estão em sua capacidade máxima. Todo o trabalho está previsto para ser concluído em 2020, e será o dobro da atividade na estação.

Serviços[editar | editar código-fonte]

  • serviços intermunicipais (Intercités) Paris - Orléans
  • serviços intermunicipais (Intercités) Paris - Orléans - Blois - Tours
  • serviços intermunicipais (Intercités) Paris - Orléans - Vierzon - Bourges - Montluçon
  • serviços intermunicipais (Téoz ou Téoz ECO) Paris - Vierzon - Limoges - Brive - Toulouse - Narbonne - Cerbère
  • serviços noturnos (Intercités de Nuit) Paris - Orléans - Dax - Irun / Tarbes
  • serviço noturno (Intercités de Nuit) Paris - Limoges - Portbou / Latour-de-Carol / Luchon
  • serviços noturnos (Intercités de Nuit) Paris - Orléans - Toulouse / Albi
  • serviços noturnos (Intercités de Nuit) Paris - Toulon - Nice
  • serviço noturno (Intercités de Nuit) Paris - Chambéry - Bourg-Saint-Maurice / Saint-Gervais-les-Bains
  • serviço noturno (Intercités de Nuit) Paris - Gap - Briançon

A Gare d'Austerlitz também abriga estações do Metrô de Paris (linhas 5 e 10) e do RER (linha C), na Estação Gare d'Austerlitz (Metrô de Paris).

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Roland, Gérard (2003). Estações de metrô. D'Abbesses à Wagram. Éditions Bonneton.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Gare d'Austerlitz