Gare d'Austerlitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gare d' Auztrelitz
Gare Paris-Austerlitz.jpg
Vista frontal da Gare d'Auztrelitz.
Uso atual Estação ferroviária
Estação de metropolitano
Administração SNCF
Linhas Metrô de Paris
5, 10
Ferroviário
RER C
Intercités de nuit
Intercités Grand bassin parisien sud
Intercités 100% Éco
TER Centre-Val de Loire
Eurostar
TGV
Serviços Terminal rodoviárioTáxiEscada rolante
Informações históricas
Inauguração 20 de setembro de 1840 (176 anos)
Localização
Localização Paris,  França

Gare d'Austerlitz (Estação de Austerlitz) é um dos seis grandes terminais ferroviários em Paris. Está situada na margem esquerda do Rio Sena, na parte sudeste da cidade, no 13º arrondissement. É o início da estrada de ferro Paris-Bordeaux; a linha de Toulouse está ligada a esta linha. Desde a introdução do TGV Atlantique - usando Gare Montparnasse - Austerlitz perdeu a maioria de seus serviços para o sudoeste de longa distância. É usada por cerca de 30 milhões de passageiros por ano, cerca de metade do número passando por Montparnasse.

Os Trens Hotéis Elipsos (Trenhotel) operados em conjunto entre RENFE e SNCF são operados daqui para Madrid e Barcelona. Eles partiam no início da noite, chegando na manhã seguinte. Com o início de um TGV direto de Paris a Barcelona, ​​em 15 de dezembro de 2013, os serviços do Trenhotel foram terminados.

História[editar | editar código-fonte]

A Gare d'Austerlitz foi construída em 1840 para servir primeiro ao Paris-Corbeil então a linha Paris-Orleans. A estação foi originalmente chamada de Gare d'Orléans. Uma extensão foi projetada entre 1865 e 1868 pelo arquiteto Pierre-Louis Renaud.

A estação leva o nome da cidade tcheca antes conhecida como Austerlitz (hoje Slavkov u Brna). Lá Napoleão I derrotou os números superiores da Terceira Coalizão em 02 de dezembro de 1805 na Batalha de Austerlitz.

Futuro[editar | editar código-fonte]

Um grande projeto de reforma da Gare d'Austerlitz está em andamento. Quatro novas plataformas estão sendo construídas e todas as faixas existentes estão sendo reformadas. O interior será reconstruído, a fim de lidar com os serviços do TGV Sud-Est e TGV Atlantique, parcialmente transferidos da Gare de Lyon e Gare Montparnasse, ambas aos quais estão em sua capacidade máxima. Todo o trabalho está previsto para ser concluído em 2020, e será o dobro da atividade na estação.

Serviços[editar | editar código-fonte]

  • serviços intermunicipais (Intercités) Paris - Orléans
  • serviços intermunicipais (Intercités) Paris - Orléans - Blois - Tours
  • serviços intermunicipais (Intercités) Paris - Orléans - Vierzon - Bourges - Montluçon
  • serviços intermunicipais (Téoz ou Téoz ECO) Paris - Vierzon - Limoges - Brive - Toulouse - Narbonne - Cerbère
  • serviços noturnos (Intercités de Nuit) Paris - Orléans - Dax - Irun / Tarbes
  • serviço noturno (Intercités de Nuit) Paris - Limoges - Portbou / Latour-de-Carol / Luchon
  • serviços noturnos (Intercités de Nuit) Paris - Orléans - Toulouse / Albi
  • serviços noturnos (Intercités de Nuit) Paris - Toulon - Nice
  • serviço noturno (Intercités de Nuit) Paris - Chambéry - Bourg-Saint-Maurice / Saint-Gervais-les-Bains
  • serviço noturno (Intercités de Nuit) Paris - Gap - Briançon

A Gare d'Austerlitz também abriga estações do Metrô de Paris (linhas 5 e 10) e do RER (linha C), ver Estação Gare d'Austerlitz (Metrô de Paris) e RER.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Roland, Gérard (2003). Estações de metrô. D'Abbesses à Wagram. Éditions Bonneton.

Ver também[editar | editar código-fonte]