Estádio Nílton Santos (Palmas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o estádio no Rio de Janeiro, também conhecido como Engenhão, veja Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro).
Nilton Santos
Estádio Nilton Santos
Sisbrace: Star full.svg Star full.svg Star empty.svg Star empty.svg Star empty.svg[1]


Nome Estádio Nilton Santos
Características
Local Plano Diretor Sul, Palmas, Tocantins,  Brasil
Gramado Grama natural (105x70 m)
Capacidade 12.000 Pessoas
Construção
Custo R$ 13 000 000 (R$ 13 Milhões)
Inauguração
Data 12 de outubro de 2000 (16 anos)
Partida inaugural Seleção Tocantinense Sub-20 2x2 Seleção Brasileira Sub-17
Primeiro gol Malzone (Seleção Brasileira Sub-17)
Recordes
Público recorde 11.167 Pessoas
Data recorde 27 de fevereiro de 2008
Partida com mais público Palmas 0x7 Atlético Mineiro
Outras informações
Competições Tocantins Campeonato Tocantinense - 1ª Divisão

Tocantins Campeonato Tocantinense - 2ª Divisão

Proprietário Governo do Estado do Tocantins
Administrador Prefeitura de Palmas
Arquiteto Paulo Henrique Paranhos
Mandante Palmas Futebol e Regatas
Capital Futebol Clube
Tocantins Futebol Clube

O Estádio Nilton Santos é um estádio de futebol que está localizado no plano diretor sul da cidade de Palmas, capital do Tocantins. Sendo o maior estádio do estado, recebe jogos do campeonato tocantinense, campeonato brasileiro serie D e copa do Brasil. Tem seus mandos de jogos em mãos dos clubes da capital (Palmas).

História[editar | editar código-fonte]

Foi inaugurado no dia 12 de outubro de 2000, tem capacidade para 12.000 torcedores. O estádio sedia jogos de todas as equipes da capital tocantinense. Recebeu o nome do bicampeão mundial Nilton Santos, que na época desenvolvia um projeto social com jovens através do futebol.[2]

O primeiro gol no estádio Nilton Santos foi marcado pelo atacante Malzone, que nesta ocasião jogava pela Seleção Brasileira Sub-17, no amistoso Seleção Brasileira Sub-17 2x2 Seleção Tocantinense Sub-20, realizado no dia 20 de outubro de 2000 na inauguração do estádio.

O seu maior publico é de 11.167 pessoas no jogo entre o Palmas e o Atlético MG com vitoria do galo por 7 a 0 (2 gols de Danilinho e Marcelo Nicácio, 1 gol de Márcio Araujo, Renan e Gérson.) pela 1º fase da copa do Brasil em 2008, no estádio Nilton Santos.

O primeiro gol, valendo por uma competição oficial, foi marcado pelo meia Wesnalton do Palmas, na vitória do Palmas sobre o Gama por 2x0, em jogo válido pela Copa Centro-Oeste, no dia 18 de janeiro de 2001.

Posse da Prefeitura Municipal[editar | editar código-fonte]

Cedido pelo Governo do Tocantins através de uma publicação no Diário Oficial do Estado (DOE), do dia 22 de dezembro de 2014. De acordo com o documento publicado no DOE, a área que abrange o estádio e o Kartódromo Rubens Barrichello está cedida para o município por 20 anos.

Copa do Mundo de 2014[editar | editar código-fonte]

O estádio Nilton Santos, fez parte do catálogo de CTs (Centro de Treinamento) da Copa do Mundo de 2014, que teve o Brasil como país sede.

Jogos Mundiais dos Povos Indígenas[editar | editar código-fonte]

O estádio recentemente, sediou o primeiro Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, que aconteceu entre os dias 23 de outubro a 1º de novembro de 2015. Os jogos contou com 22 etnias brasileiras, além de indígenas de mais de 20 países pelo mundo. O estádio passou por várias reformas feitas pelo governo do estado do Tocantins, por meio da secretaria de infraestrutura, com o investimento de cerca de R$ 600 mil.

Vila Olímpica Indígena[editar | editar código-fonte]

A Vila Olímpica Indígena, foi onde os Indígenas se estabeleceram durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. A vila apresenta comodidade, ginásio, arena, e área de natação, tudo utilizado nos jogos que aconteceram em 2015.

Kartódromo Rubens Barrichello[editar | editar código-fonte]

Localizado aos arredores do estádio, o Kartódromo Rubens Barrichello, foi construído para sediar os eventos automobilístico na capital. O local recebe corridas de kart, exposições de carros, entre outros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Classificação de estádios de futebol (Sisbrace)». Ministério dos Esportes. 25 de fevereiro de 2017 
  2. «Estádio no Tocantins é o único do Brasil com nome de Nilton Santos». Consultado em 28 de novembro de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.