Europa da Liberdade e da Democracia Directa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Europa da Liberdade e da Democracia Directa
Europe of Freedom and Direct Democracy
Líder Nigel Farage
David Borrelli
Fundação 2009
Ideologia Populismo
Nacionalismo
Eurocepticismo
Afiliação europeia Aliança pela Democracia Directa na Europa
Parlamento Europeu
45 / 751

Europa da Liberdade e da Democracia Directa é um grupo político europeu eurocéptico de politicamente de direita com assento no Parlamento Europeu. Formado após as eleições parlamentares europeias de 2009, era constituído sobretudo por elementos da União para a Europa das Nações e do grupo Independência/Democracia, ambos extintos no final da anterior magistratura.

Após as Eleições para o Parlamento Europeu de 2014, o grupo foi refundado com o nome de Europa da Liberdade e da Democracia Directa, sendo que só 2 dos partidos membros do actual grupo já se encontrava juntos no grupo da Europa da Liberdade e da Democracia.

História[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Depois das eleições parlamentares europeias de 2009, houve dois grupos políticos europeus, o União para a Europa das Nações e o Independência/Democracia, que estavam em apuros. Ao Partido da Independência do Reino Unido, parte do grupo Independência/Democracia, as eleições tinham corrido bem, mas todos os outros partidos do seu grupo tinham tido resultados bastante fracos. A União para a Europa das Nanções perdera também deputados europeus e os dois grupos tinham caído abaixo do número mínimo de deputados necessário para a constituição de um grupo no Parlamento Europeu.[1] [2]

Após as Eleições para o Parlamento Europeu de 2014, o grupo da Europa da Liberdade e da Democracia ficou em perigo de desaparecer, muito devido ao abandono de partidos como o Partido Popular Dinamarquês e o Partido dos Verdadeiros Finlandeses que se juntaram ao grupo dos Reformistas e Conservadores Europeus, ou, também por fracos resultados obtidos por membros do grupo como, a Concentração Popular Ortodoxa e o Partido Nacional Eslovaco.

O grupo lá se consegui reorganizar e continuar como grupo parlamentar no Parlamento Europeu, com o nome de Europa da Liberdade e da Democracia Directa, essencialmente, graças à inclusão de novos partidos como o MoVimento 5 Estrelas e os Democratas Suecos que, permitiram assegurar os requisitos exigidos para formar um grupo parlamentar [3] .

Membros (2009-2014)[editar | editar código-fonte]

Europa da Liberdade e da Democracia tem 28[4] deputados eleitos para o parlamento europeu:

A laranja claro, países da União Europeia com um ou dois deputados europeus afetos ao grupo Europa da Liberdade e da Democracia. A laranja escuro, países da União Europeia com mais de dois deputados europeus eleitos afetos ao grupo Europa da Liberdade e da Democracia.
Estado Membro Partido D Grupo Anterior
 Dinamarca Partido Popular da Dinamarca 1[4] União para a Europa das Nações
 Finlândia Partido dos Verdadeiros Finlandeses 1[4] nenhum
 França Movimento por França 1[4] Independência/Democracia
 Grécia Concentração Popular Ortodoxa 2[4] Independência/Democracia
 Itália Liga Norte 9[4] União para a Europa das Nações
 Lituânia Ordem e Justiça 2[4] União para a Europa das Nações
 Países Baixos Partido Político Reformado 1[4] Independência/Democracia
 Eslováquia Partido Nacional Eslovaco 1[4] nenhum
 Reino Unido Partido da Independência do Reino Unido 10[4] Independência/Democracia

Membros (2014-2019)[editar | editar código-fonte]

Europa da Liberdade e da Democracia Directa tem 45 deputados europeus no Parlamento Europeu:

País Nome D
 França Independente
1 / 74
 Itália MoVimento 5 Estrelas
17 / 73
 Lituânia Ordem e Justiça
1 / 11
 Polónia Coligação pela Renovação da República - Liberdade e Esperança
1 / 51
 Reino Unido Partido de Independência do Reino Unido
22 / 73
 República Checa Partido dos Cidadãos Livres
1 / 21
 Suécia Democratas Suecos
2 / 20

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]