Europa da Liberdade e da Democracia Directa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Europa da Liberdade e da Democracia Directa
Europe of Freedom and Direct Democracy
Líder Nigel Farage
David Borrelli
Fundação 2009
Ideologia Populismo de direita
Nacionalismo
Eurocepticismo
Espectro político Direita
Extrema direita
Afiliação europeia Aliança pela Democracia Directa na Europa
Parlamento Europeu
39 / 751

Europa da Liberdade e da Democracia Directa é um grupo político europeu eurocéptico de politicamente de direita com assento no Parlamento Europeu. Formado após as eleições parlamentares europeias de 2009, era constituído sobretudo por elementos da União para a Europa das Nações e do grupo Independência/Democracia, ambos extintos no final da anterior magistratura.

Após as Eleições para o Parlamento Europeu de 2014, o grupo foi refundado com o nome de Europa da Liberdade e da Democracia Directa, sendo que só 2 dos partidos membros do actual grupo já se encontrava juntos no grupo da Europa da Liberdade e da Democracia.

História[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Depois das eleições parlamentares europeias de 2009, houve dois grupos políticos europeus, o União para a Europa das Nações e o Independência/Democracia, que estavam em apuros. Ao Partido da Independência do Reino Unido, parte do grupo Independência/Democracia, as eleições tinham corrido bem, mas todos os outros partidos do seu grupo tinham tido resultados bastante fracos. A União para a Europa das Nanções perdera também deputados europeus e os dois grupos tinham caído abaixo do número mínimo de deputados necessário para a constituição de um grupo no Parlamento Europeu.[1][2]

Após as Eleições para o Parlamento Europeu de 2014, o grupo da Europa da Liberdade e da Democracia ficou em perigo de desaparecer, muito devido ao abandono de partidos como o Partido Popular Dinamarquês e o Partido dos Verdadeiros Finlandeses que se juntaram ao grupo dos Reformistas e Conservadores Europeus, ou, também por fracos resultados obtidos por membros do grupo como, a Concentração Popular Ortodoxa e o Partido Nacional Eslovaco.

O grupo lá se consegui reorganizar e continuar como grupo parlamentar no Parlamento Europeu, com o nome de Europa da Liberdade e da Democracia Directa, essencialmente, graças à inclusão de novos partidos como o MoVimento 5 Estrelas e os Democratas Suecos que, permitiram assegurar os requisitos exigidos para formar um grupo parlamentar [3].

Membros (2009-2014)[editar | editar código-fonte]

Europa da Liberdade e da Democracia tem 28[4] deputados eleitos para o parlamento europeu:

Estado Membro Partido D Grupo Anterior
 Dinamarca Partido Popular da Dinamarca 1[4] União para a Europa das Nações
 Finlândia Partido dos Verdadeiros Finlandeses 1[4] nenhum
 França Movimento por França 1[4] Independência/Democracia
 Grécia Concentração Popular Ortodoxa 2[4] Independência/Democracia
 Itália Liga Norte 9[4] União para a Europa das Nações
 Lituânia Ordem e Justiça 2[4] União para a Europa das Nações
 Países Baixos Partido Político Reformado 1[4] Independência/Democracia
 Eslováquia Partido Nacional Eslovaco 1[4] nenhum
 Reino Unido Partido da Independência do Reino Unido 10[4] Independência/Democracia

Membros (2014-2019)[editar | editar código-fonte]

Europa da Liberdade e da Democracia Directa tem 42 deputados europeus no Parlamento Europeu:

País Nome Deputados CI. Resultado
 Alemanha Alternativa para a Alemanha
1 / 96
5.º
7,0 / 100,0
 França Os Patriotas
2 / 74
Levantar a França
1 / 74
7.º
3,8 / 100,0
Os Franceses Livres
1 / 74
Independentes
2 / 74
 Itália MoVimento 5 Estrelas
14 / 73
2.º
21,2 / 100,0
 Lituânia Ordem e Justiça
1 / 11
4.º
14,3 / 100,0
 Polónia Liberdade
1 / 51
 Reino Unido Partido do Brexit
8 / 73
Partido de Independência do Reino Unido
3 / 73
1.º
26,6 / 100,0
Partido Libertário
1 / 73
Partido Social Democrata
1 / 73
Independentes
2 / 73
 República Checa Partido dos Cidadãos Livres
1 / 21
7.º
5,2 / 100,0

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]