Federação Revolucionária Armênia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Federação Revolucionária Arménia
Հայ Յեղափոխական Դաշնակցութիւն
Líder Hrant Markarian
Fundação 1890
Sede Yerevan,  Armênia
Ideologia Social-democracia
Socialismo democrático
Nacionalismo arménio
Anti-comunismo
Espectro político Centro-esquerda
Membros  (2012) 6.800
Afiliação internacional Internacional Socialista
Afiliação europeia Partido Socialista Europeu (observador)
Site
[1]

A Federação Revolucionária Arménia (conhecida pela sigla FRA, em armênio ՀՅԴ, HoHiTa, de Հայ Յեղափոխական Դաշնակցութիւն, transl. Hay Heghapokhakan Dashnaktsutiun ou Hay Heghapokhagan Tashnagtsutiun, ou apenas Դաշնակ, Dashnak ou Tashnag), é um partido político armênio, fundado em Tiflis (atual Tbilisi na Geórgia) em 1890 por Christapor Mikaelian, Stepan Zorian, e Simon Zavarian.[1] O partido opera na Armênia, nos países em que a diáspora armênia se faz presente, notavelmente no Líbano e domina De facto Nagorno Karabakh.[2][3]

A FRA adota o socialismo e é membro da Internacional Socialista. Seus membros se fazem presentes em partidos políticos da diáspora e possui membros em quase 200 países. Comparados com outros partidos políticos armênios, que tem seus projetos em educação ou projetos humanitários, o Dashnaktsutiun é o mais politizado e tradicionalmente é o baluarte do nacionalismo e orgulho armênio. Os membros do partido são chamados de Dashnaktsagan (no armênio oriental) ou Tashnagtsagan (no armênio ocidental). Entre os membros, uns se chamam pelo nome, de um modo mais formal, e outros se chamam de camaradas (Ընկեր ou Unger para os homens, Ընկերուհի ou Ungerouhi para as mulheres).[4]

A FRA iniciou suas atividades no Império Turco Otomano nos anos de 1890 tentando unificar vários pequenos grupos no Império que desejavam mudanças e reformas, e defendiam vilas armênias de massacres que assolavam armênios em diversas áreas do Império. Membros da FRA formaram as Unidades irregulares armênias, conhecidas como Fedayin, que eram grupos de civis armados que defendiam cidades e povoados armênios de massacres patrocinados pelo Estado. Os dashnaks também trabalharam para criar uma Armênia livre, independente e unificada. Entretanto, eles as vezes organizavam seus objetivos em favor de uma maior aproximação real de sua autonomia reivindicada.

Em 1917, o partido foi fundamental na criação da curta República Democrática da Armênia, até a anexação pela URSS em 1920.[5] Após isso, as lideranças do partido foram exiladas pelos comunistas, a FRA se estabeleceu nos países da diáspora, onde ajudavam as comunidades armênias a manterem a sua cultura e tradição. Após a queda da URSS, o partido retornou à Armênia, onde tem agora uma importância significante.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

ArméniaArménia

Presidenciais[editar | editar código-fonte]

Data Candidato

apoiado

1ª Volta 2ª Volta
Votos % Votos %
1991 Sos Sargsyan N/D 4,3 (3.º)
1996 Vazgen Manukyan 516 129 41,0 (2.º)
1998 Vazgen Manukyan 172 449 12,2 (3.º)
2003 Nenhum candidato apoiado
2008 Vahan Hovhannisyan 100 966 6,2 (4.º)
2013 Serj Sargsyan 861 160 58,6 (1.º)

Legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Votos % +/- Deputados +/- Status
1990 N/D N/D
12 / 259
Oposição
1995 N/D N/D
1 / 190
Oposição
1999 84 232 7,8 (4.º)
8 / 131
Aumento7 Oposição
2003 134 849 11,5 (4.º) Aumento4,1
11 / 131
Aumento3 Oposição
2007 177 907 13,2 (3.º) Aumento1,7
16 / 131
Aumento5 Governo
2012 85 550 5,7 (5.º) Baixa6,5
5 / 131
Baixa11 Governo

Alto-CarabaqueNagorno-Karabahk

Data Votos % +/- Deputados +/- Status
2000 N/D N/D
9 / 33
Oposição
2005 9 836 16,2 (3.º)
3 / 33
Baixa6 Oposição
2010 12 725 19,1 (3.º) Aumento2,9
6 / 33
Aumento3 Oposição
2015 12 965 18,8 (3.º) Baixa0,3
7 / 33
Aumento1 Oposição

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]