Finn (vela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Veleiro Classe Finn.

Finn é um barco de quinze pés para um velejador. É uma classe olímpica para a vela. Foi projetado pelo designer sueco, Rickard Sarby para a Olimpíada de 1952, em Helsinque. Desde a estréia em 1952 o barco esteve presente em todas as olímpiadas de verão, tornando-o um dos veleiros mais prolíficos.

História[editar | editar código-fonte]

Marca de identificação da classe.

A origem da classe aconteceu em 1948 quando a Associação Finlandesa de Iatismo estava procurando um novo barco para as Olimpíadas, um construtor de barcos escandinavo e também velejador, Richard Sarby, enviou seu projeto para a Federação que, embora não tenha sido aceito de início, ele foi convidado a participar de uma construção de um novo barco baseado no seu protótipo, esse barco é o FireFly, que viria a tornar-se o Finn [1].

Foram construídos mais de 12 000 barcos da classe, e atualmente existem frotilhas ativas em 65 países [2].

Competidores brasileiros[editar | editar código-fonte]

O velejador Jörg Bruder foi campeão pan-americano nos Jogos Pan-Americanos de 1967 (Winnipeg) e 1971 (Cáli), tornando-se tri-campeão do mundo nos anos de 1970 (Cascais), 1971 (Toronto) e 1972 (Anzio) na classe Finn.[3][4][5] Um novo título por brasileiros veio com Jorge Zarif em 2013. Zarif é filho de Jorge Zarif Neto, que navegou pela Finn em duas Olimpíadas, 1984 (Los Angeles) e 1988 (Seul).[6] Zarif chegou ao quarto lugar nos Jogos de 2016 no Rio de Janeiro, igualando a melhor participação brasileira na classe - Cláudio Biekarck alcançou a posição em 1976 (Montreal) e 1980 (Moscou).[7]

Características[editar | editar código-fonte]

Conhecido como catboat - mastro colocado muito à frente do veleiro - tem uma superfície vélica importante, 10 m², mas mesmo sendo maneável e rápido é considerado um barco muito exigente, já que não basta só ser bom velejador para ganhar, uma vez que é preciso pesar mais de 80 Kg para o levar ao seu máximo com vento forte [8].

Referências

  1. International Finn Association. «50 Years of the Finn» (em inglês). Consultado em 15 de novembro de 2010 
  2. Frederico Melo. «Classe Finn». Consultado em 15 de novembro de 2010 
  3. «Mares e Navegantes: Joerg Bruder (biografia)». maresenavegantes.com.br. Consultado em 15 de novembro de 2010 
  4. «Segeln - Finn-Dinghy». sport-komplett.de (em alemão). Consultado em 15 de novembro de 2010 
  5. «Segeln - Star». sport-komplett.de (em alemão). Consultado em 15 de novembro de 2010 
  6. Aos 21 anos, Jorge Zarif conquista título mundial da classe Finn
  7. Finn Focus at Rio2016: Rio reflections
  8. Classe Finn JO 1952 (em francês) - Abril 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre esporte/desporto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.