Fire Emblem: Rekka no Ken

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fire Emblem: Rekka no Ken
Desenvolvedora(s) Intelligent Systems
Publicadora(s) Nintendo
Diretor(es) Taeko Kaneda
Kentarou Nishimura
Produtor(es) Toru Narihiro
Takehiro Izushi
Escritor(es) Ken Yokoyama
Kouhei Maeda
Programador(es) Makoto Katayama
Artista(s) Sachiko Wada
Ryo Hirata
Daisuke Izuka
Eiji Kaneda (não-creditado)
Compositor(es) Yuka Tsujiyoko
Saki Haruyama
Plataforma(s) Game Boy Advance
Série Fire Emblem
Data(s) de lançamento
  • JP 25 de abril de 2003
  • AN 3 de novembro de 2003
  • EU 16 de julho de 2004
Gênero(s) RPG de estratégia
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Fire Emblem: Fuin no Tsurugi
Fire Emblem: The Sacred Stones

Fire Emblem: Rekka no Ken (ファイアーエムブレム 烈火の剣, Fire Emblem: The Sword of Flame?), lançado no Ocidente apenas como Fire Emblem, é um RPG eletrônico de estratégia desenvolvido pela Intelligent Systems e publicado pela Nintendo para o Game Boy Advance. Parte da série Fire Emblem, é o segundo dessa lançado para a plataforma e o primeiro a ser localizado para o Ocidente. Foi lançado em 2003 no Japão e na América do Norte e 2004 na Europa.

Ambientado no continente de Elibe, segue a história de Lyn, Eliwood e Hector, três jovens lordes que aventuram-se na procura do pai de Eliwood e, posteriormente, para impedir uma conspiração que a ameaça a estabilidade de Elibe. Na jogabilidade, o sistema de batalhas, condizente com os padrões da série, realiza-se num mapa quadriculado no formato de tabuleiro. As unidades possuem classes diferentes que alteram suas habilidades e ficam permanentemente mortos se derrotados em batalha.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Fire Emblem: Rekka no Ken é um jogo de estratégia/RPG. O jogo desenrola-se em mapas nos quais tem-se por objectivo ou erradicar a equipa inimiga ou o seu líder, ou então conquistar um castelo ou trono. Joga-se por turnos, onde o jogador (de cor azul) é o primeiro a jogar, depois os inimigos (de cor vermelha) e por fim as unidades neutras (verdes). O mapa está dividido em quadrados, os quais não estão divididos na visão normal, mas, ao selecionar uma unidade para a mover, os quadrados nos quais a unidade pode se movimentar aparecem a azul. Existem várias condicionantes estratégicas.

Suporte de personagens[editar | editar código-fonte]

O Suporte de Personagens (Character Support), é a relação que as personagens têm entre si, que, na batalha, os tornam mais fortes quando subjacentes um ao outro. A classificação da relação vai de C a A. Cabe ao jogador cultivar as relações entre as personagens durante a batalha, mantendo as unidades subjacentes e mandano-as conversar entre si quando possível, aumentando assim o nível da relação. Cada personagem tem apenas 5 conversas de suporte possíveis, podendo, no máximo, ter uma relação A e uma B. Para se saber com que personagens uma personagem pode ter relações de suporte com, é necessário ter-se a Adivinha ou o Nils, os quais mostram o menu de Suporte de Personagens no menu antes do início de uma batalha.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Fire Emblem foi anunciado no começo de 2003, sendo o segundo jogo da série para Game Boy Advance.[1]

Referências

  1. Cortney Stone. «Yet Another Fire Emblem Game Coming to GBA». RPGamer. Consultado em 21 de janeiro de 2017. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]