Flávio Amado da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flávio Amado
Informações pessoais
Nome completo Flávio Amado da Silva
Data de nasc. 30 de dezembro de 1979 (37 anos)
Local de nasc. Luanda,  Angola
Nacionalidade angolana
Altura 1, 75 m
Destro
Informações profissionais
Período em atividade 20002014 (14 anos)
Clube atual Aposentado
Número 16
Posição Atacante
Clubes de juventude
1999 Angola Petro de Luanda
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20002005
20052009
20092011
2011
2012
20132014
Angola Petro de Luanda
Egito Al-Ahli
Arábia Saudita Al-Shabab
Catar Al-Kharaitiyat
Bélgica Lierse
Angola Petro de Luanda
0132 0000(47)
0145 0000(53)
0007 00000(5)
0000 00000(0)
0007 00000(1)
0022 00000(9)
Seleção nacional
20002011 Flag of Angola.svg Angola 0081 0000(34)

Flávio Amado da Silva, mais conhecido como Flávio Amado, ou simplesmente Flávio (Luanda, 30 de dezembro de 1979), é um ex-futebolista angolano que atuava como atacante, e que geralmente jogava ao lado do astro Akwá, no ataque angolano.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ele marcou três dos quatro golos de cabeça. Na Angola na Copa Africana das Nações 2006, apesar de ser mais conhecido como criador de jogadas do que como finalizador. Gosta de enfrentar a defesa adversária e fazer cruzamentos precisos. Em 2005, foi jogar no Al Ahly, aonde conquistou a Copa dos Campeões Africanos e representou o continente no Mundial de Clubes da FIFA de 2006.

Ele também marcou o único Gol de Angola em uma copa do mundo.

Flávio representou o elenco da Seleção Angolana de Futebol no Campeonato Africano das Nações de 2012.[2] Actualmente, Flávio é treinador adjunto da equipa sénior do clube desportivo Atlético Petróleo de Luanda, vulgo Petro de Luanda, que juntamente com a sua equipa técnica, assumiram a responsabilidade em treinar a Seleção Nacional de Futebol, acumulando entretanto funções, nos dois órgãos desportivos nacionais.

Referências

  1. «Perfil de Flávio Amado». OGol 
  2. «Elenco ANG'12». Consultado em 20 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]