Fleet Street

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A Fleet Street em 2005.

Fleet Street é uma rua em Londres, Inglaterra, batizada em homenagem ao rio Fleet. Foi a sede da imprensa britânica até à década de 1980. Mesmo depois do último grande representante da mídia, a Reuters, ter deixado a região em 2005, o nome da rua continua a ser usado como uma metonímia para a imprensa nacional britânica.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira tipografia da Inglaterra foi instalada aqui no fim do século XV por um assistente de William Caxton. Em 1702, o primeiro jornal, The Daily Courant, foi publicado na Fleet Street - a sua localização era conveniente tanto em relação à City quanto a Westminster, principais fontes de notícias. Desde então, Fleet Street passou a ser o centro da indústria editorial de Londres. As rotativas sob os escritórios do diário foram abandonadas em 1987, quando a nova tecnologia permitiu produzir jornais longe do centro, em áreas como Wapping e Docklands. Os dramaturgos Shakespeare e Ben Jonson eram fregueses da velha Mitre Tavern, hoje no n.º 37. [1]

Referências

  1. Leapman, M. (2000). Guia American Express Londres, Editora Civilização, pg. 138-139.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fleet Street
Ícone de esboço Este sobre Geografia do Reino Unido é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.