Frente Nacional para a Libertação da Síria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Frente Nacional para a Libertação
Participante na Guerra Civil Síria
WataniaTahrirFlag.png
Datas 28 de maio de 2018 - presente
Ideologia Islamismo
Fundamentalismo Islâmico
Pró-Turquia
Sentimento anti-curdo
Objetivos Expulsar Tahrir al-Sham da região de Idlib
Garantir a influência turca na província
Organização
Parte de Flag of Syria (1932-1958; 1961-1963).svg Oposição Síria
Líder Cor. Fadlallah al-Haji
Ahmad Sarhan
Walid al-Mushayil
Anad al-Darwish
Orientação
religiosa
Sunismo
Origem
étnica
Árabes
Grupos Flag of the Sham Legion.svg Legião do Sham

New Logo of the Free Idlib Army.svg Exército Livre de Idlib
Flag of the 1st Coastal Division.svg 1.ª Divisão Costeira
Logo of Jaish al-Tahrir.jpg Jaysh al-Nukhba
Flag of the Jaysh al-Nasr.svg Jaysh al-Nasr
2.º Exército
1.ª Divisão de Infantaria
2.ª Divisão Costeira
Brigada da Liberdade Islâmica
A partir de agosto de 2018:
Flag of Syria (1932-1958; 1961-1963).svg Frente da Libertação da Síria

23px Suqour al-Sham
23px Jaysh al-Ahrar

Área de
operações
Noroeste da Síria
Efetivos 70.000
Relação com outros grupos
Aliados  Turquia
TFSA-Turkey.jpg Exército Nacional Sírio
Logo of the Army of Glory.png Jaysh al-Izza
Flag of Hayat Tahrir al-Sham.svg Tahrir al-Sham (De facto)
Inimigos Síria República Árabe Síria
Flag of Syrian Democratic Forces.svg Forças Democráticas Sírias
Flag of Hayat Tahrir al-Sham.svg Tahrir al-Sham (Oficialmente)
Conflitos
Guerra Civil Síria

A Frente Nacional para a Libertação da Síria (FNLS) (em árabe: جبهة الوطنية للتحرير‎, Jabhat al-Wataniya lil-Tahrir; em inglês: National Front for Liberation) é uma coligação de diversos grupos rebeldes da Oposição Síria que combatem na Guerra Civil Síria. A Frente foi formada em Maio de 2018 no noroeste da Síria[1] por 11 grupos rebeldes e recebe apoio substancial da Turquia[2].

Análise[editar | editar código-fonte]

Analistas consideram que a fundação da FNLS é mais um passo para o governo turco combater a influência de Tahrir al-Sham (braço armada da Al-Qaeda na Síria) na província de Idlib, onde o Exército Turco tem diversos postos de observação[3].

História[editar | editar código-fonte]

Em 4 de Junho de 2018, a Brigada dos Mártires do Islão, parte da Frente da Libertação da Síria, juntou-se à Legião do Sham e, como tal, juntou-se à FNLS[4].

Em Agosto de 2018, a Frente da Libertação da Síria, que contêm dois dos grupos mais fortes da Oposição Síria, Ahrar al-Sham e o Movimento Nour al-Din al-Zenki, bem como Jaysh al-Ahrar e a União de Damasco decidiram juntarem-se à Frente[5].

Em 5 de Agosto de 2018, iniciou uma campanha para prender qualquer pessoa suspeita de tentar iniciar negociações de reconciliação com o governo de Bashar al-Assad, levando à detenção de 45 pessoas[6][7].

Em 9 de Agosto, a Legião do Sham, membro da FNLS, lançou um ataque contra posições das Unidades de Proteção Popular (YPG) na zona sul da região de Afrîn, matando 4 combatentes curdos e capturando algumas armas e munições[8].

Em 14 de Agosto, o grupo lançou um vídeo mostrando o treino da auto-proclamada "Forças da Unidades SWAT 82"[9]. No mesmo dia, cerca de 200 combatentes formaram a Brigada Livre de Hayan e juntaram-se à FNLS com o objectivo de unir as diversas facções rebeldes, combater as forças governamentais e evitar um conflito contra outros grupos da Oposição Síria[10]. No dia seguinte, a Brigada do Norte Livre também se juntou à Frente[11] e, a 27 de Agosto, o Batalhão do Imã Ali juntou-se a esta brigada integrante da FNLS[12].

Em 23 de Setembro, a FNLS declarou o seu apoio ao acordo de Desmilitarização de Idlib, assinado pela Turquia e Rússia em Sochi[13].

Referências

  1. «Many factions in the province of Idlib are moving to merge under the name "National Liberation Front"». Call Syria. 11 de maio de 2018 
  2. «11 فصيلًا يشكلون "الجبهة الوطنية للتحرير" في إدلب - عنب بلدي». عنب بلدي (em árabe). 29 de maio de 2018 
  3. «Syrian war: Understanding Idlib's rebel factions». IRIN (em inglês). 3 de setembro de 2018 
  4. «Qalaat Al Mudiq on Twitter». Twitter 
  5. «تعرف على أبرز قيادات "الجبهة الوطنية للتحرير" - عنب بلدي». عنب بلدي (em árabe). 1 de agosto de 2018 
  6. «"الجبهة الوطنية للتحرير" تبدأ حملة أمنية ضد "عرابي المصالحات" - عنب بلدي». عنب بلدي (em árabe). 5 de agosto de 2018 
  7. «"National Liberation Front" campaign against promoters of surrender to the Syrian regime expands to the cities of "Ma'arat al-Nu'man and Ariha». Call Syria. 13 de agosto de 2018 
  8. «أربعة قتلى لـ "الوحدات" الكردية في منطقة عفرين بمواجهات مع "الحر"». smartnews-agency.com (em árabe). Consultado em 24 de setembro de 2018 
  9. «الجبهة الوطنية للتحرير on Twitter». Twitter. Consultado em 24 de setembro de 2018 
  10. «عشرات المقاتلين يشكلون لواء شمال حلب ويعلنون الانضمام لـ"الجبهة الوطنية"». smartnews-agency.com (em árabe). Consultado em 24 de setembro de 2018 
  11. الشامية, محرر الدرر (15 de agosto de 2018). «"الجبهة الوطنية للتحرير" تتوسّع بانضمام فصيل عسكري جديد». الدرر الشامية (em árabe) 
  12. «‎كودي on Twitter». Twitter 
  13. «Wary Pro-Turkey Syria rebels accept Idlib deal | MEO». MEO (em inglês). 23 de setembro de 2018