Exército Nacional Sírio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exército Nacional Sírio
Participante na Guerra Civil Síria
TFSA-Turkey.jpg
Datas 24 de agosto de 2016 - 30 de dezembro de 2017 (grupos rebeldes apoiados pela Turquia)
30 de dezembro de 2017 - presente (Exército Nacional Sírio)
Ideologia Islamismo (maioria)
Secularismo (minoria)
Pró-Turquia
Pró-Erdogan
Sentimento anti-curdo
Objetivos Expulsar o Estado Islâmico da fronteira com a Turquia
Impedir o avanço das Forças Democráticas Sírias
Estabelecimento de uma "zona de segurança"
Organização
Parte de Flag of Syria (1932-1958; 1961-1963).svg Governo Interino Sírio
Líder Coronel Ahmed Othan
Orientação
religiosa
Sunismo
Origem
étnica
Árabes
Turcomenos
Curdos
Sede Jarablus, Síria
Área de
operações
Norte da Síria
Efetivos 10 000 - 12 000 soldados
Relação com outros grupos
Aliados  Turquia
Inimigos AQMI Flag asymmetric.svg Estado Islâmico (EI)
Flag of Syrian Democratic Forces.svg Forças Democráticas Sírias
 Síria (poucos confrontos)
Conflitos
Guerra Civil Síria
Combatentes do Al-Bab.

O Exército Livre da Síria (Pró-Turquia), também conhecido por Exército Nacional Sírio[1], é uma organização composta por grupos rebeldes, antigos membros do Exército Livre da Síria e outros diversos grupos, que colaboraram com a Turquia, aquando da intervenção turca na Guerra Civil Síria.[2]

Os objectivos deste grupo são, colaborar com as Forças Armadas da Turquia em criar uma zona de segurança na fronteira entre a Síria e a Turquia, expulsar o Estado Islâmico e impedir que as forças curdas unifiquem os seus territórios, bem como, criar um Exército Nacional que opere na região controlada por este grupo.[3]

Os inimigos desta organização são o Estado Islâmico, as Forças Democráticas Sírias, bem como, o Exército Árabe Sírio, embora, com este último, tenha tido poucos confrontos.[4]

O exército também constitui a sua força policial, conhecido como a Polícia Livre da Síria.[5]

A formação oficial do Exército Nacional Sírio foi anunciada, oficialmente, a 30 de dezembro de 2017, unificando cerca de 30 diferentes grupos rebeldes que controlam territórios no Norte da Síria (Intervenção turca), declarando-se leal ao Governo Interino Sírio, e tendo a sua sede na cidade de Azaz[6].

Grupos membros[editar | editar código-fonte]

Os grupos membros do Exército Nacional Sírio são os seguintes[7]:

Referências