Fundo soberano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Fundo soberano ou fundo de riqueza soberana (em inglês: sovereign wealth fund, SWF) é um instrumento financeiro adotado por alguns países que utilizam parte de suas reservas internacionais. Os fundos soberanos administram recursos provenientes, em sua maioria, da venda de recursos minerais e petróleo. Segundo o International Working Group of Sovereign Wealth Funds (IWG), a principal fonte financeira para os Fundos Soberanos é a venda de recursos minerais e os royalties diretamente ligados à atividade de exploração destes recursos.

Embora menos representativa, há uma parcela de recursos oriundas de superávits em conta-corrente, sobretudo nos Fundos Soberanos dos países asiáticos, que experimentaram na década de 1990 um incremento no fluxo financeiro e comercial. Entre os mais importantes, figuram os de Dubai, Noruega, Catar, Singapura e China, este criado em 2007 com aporte de 200 bilhões de dólares. Essa modalidade de investimento estatal está crescendo de forma considerável e vem sendo utilizada, na maioria das vezes, para adquirir participações em empresas estrangeiras, com objetivos financeiros e estratégicos.

Os países mais industrializados (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Reino Unido, Itália e Japão), reunidos no G7, pediram o estabelecimento de um código de boas práticas para estes fundos, a fim de fortalecer principalmente sua "transparência e previsibilidade", diante da intensa movimentação de capitais verificados durante a crise resultante da quebra do banco Lehman Brothers e o consequente estouro da bolha imobiliária americana em 2008.

Para o Fundo Monetário Internacional (FMI), o aumento em tamanho e em número desses fundos merece atenção reforçada, diante das conseqüências potenciais que poderão ter sobre os mercados financeiros e os investimentos, especialmente quanto ao financiamento de grupos extremistas pelo mundo. Em 2008 estimava-se que o montante dos fundos soberanos já somava três trilhões de dólares.

O Fundo Soberano do Brasil (FSB) foi o fundo soberano do Brasil, criado em 24 de dezembro de 2008 e extinto em 20 de setembro de 2019 e tinha como objetivos promover investimentos em ativos no Brasil e no exterior, formar poupança pública, fomentar projetos de interesse estratégico do País localizados no exterior e mitigar os efeitos dos ciclos econômicos.[1][2][3]

Alguns entes federativos criaram seus próprios fundos soberanos, como os estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, e os municípios de Niterói, Maricá (RJ) e Ilha Bela (SP), a partir recursos de royalties de petróleo e gás natural.[4]

Maiores fundos soberanos do mundo
País Sigla Nome Ativos (em bilhões) Data de fundação Origem valor por cidadão
Flag of Norway.svg Noruega SPU Fundo Estatal de Pensões $875,0[5] 1976 Petróleo $163.000
Flag of Abu Dhabi Abu Dhabi ADIA Abu Dhabi Investment Authority $350[6] 1990 Petróleo $74.500
 Singapura GIC Government of Singapore Investment Corporation $330,0[7] 1981 Diversos $100.000
Arábia Saudita - diversos $300,0 n/a Petróleo $15.000
Kuwait KIA Kuwait Investment Authority $250,0 1953 Petróleo $80.000
 China CIC China Investment Corporation $200,0 2007.09.28 Diversos $151
 Singapura - Temasek Holdings $159,2[7] 1974 Diversos $35.400
 Rússia SFRF Stabilization Fund of the Russian Federation $158,0[8] 2004.01.01 Petróleo $1.180
 Canadá CPP CPP Investment Board $119,4 1999 Petróleo $12.800
 Austrália FFMA Australian Government Future Fund $61,3[9] 2004 Diversos $2.900
 Catar QIA Qatar Investment Authority $50,0[10] 2000 Petróleo $250.000
 Estados Unidos (Alasca) APFC Alaska Permanent Fund $40,1 1976 Petróleo $61.000
 Líbia - - $40,0 2007 Petróleo $7.200
 Brunei BIA Brunei Investment Agency $30,0 1983 Petróleo $90.100
 Coreia do Sul KIC Korea Investment Corporation $20,0 2005 Diversos $417
 Malásia KN Khazanah Nasional $18,3 1993 Diversos $658
Cazaquistão KNF Kazakhstan National Fund $17,8 2000 Petróleo $1.170
Taiwan NSF National Stabilisation Fund $15,0 2000 Diversos $652
 Irão OSF National Development Fund $12,9 1999 Petróleo $174
Flag of Dubai Dubai - Istithmar n/a 2003 Petróleo n/a

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]