Futbolniy Klub Karpaty Lviv

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Karpaty Lviv
FC Karpaty Lviv.png
Nome Futbolniy Klub Karpaty Lviv
Alcunhas "Zeleno-Bili" ("Verde-Brancos")
"Zeleni Levy" ("Leões Verdes")
Fundação 18 de janeiro de 1963 (59 anos)[1]
Estádio Estádio da Ucrânia
Capacidade 28.051
Localização Lviv
Presidente Ucrânia Stepan Yurchyshyn
Treinador(a) Ucrânia Andriy Tlumak
Material (d)esportivo Joma
Competição Campeontato Ucraniano 3ª Divisão
Website https://fckarpaty.org.ua/
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

Futbolniy Klub Karpaty Lviv, ou simplesmente Karpaty Lviv[2][3](em língua ucraniana, Футбольний клуб "Карпати" Львів), é um clube de futebol da Ucrânia[4][5] da cidade de Lviv.[6] Atualmente, disputa a temporada 2021-22 da liga correspondente à terceira divisão do futebol ucraniano.[7][8][9]

História[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado em 1963, ainda na época da União Soviética.[10]

A equipe principal disputaria atualmente o Campeonato Ucraniano 3ª Divisão.[11]

Copa da URSS[editar | editar código-fonte]

Em 17 de agosto de 1969, o Karpaty se tornou o primeiro (e único) clube na história do futebol da URSS que ganhou a Copa da URSS jogando na Primeira Liga Soviética. O caminho para a taça não foi menos emocionante como a final em si. No caminho, os Leões foram desafiados por pesos pesados ​​soviéticos como Ararat Yerevan e Chornomorets Odesa. A rodada das quartas de final os igualou com Trud Voronezh, que na rodada anterior havia eliminado o Spartak Moscou. Após uma ligeira vitória sobre Voronezh, o Karpaty enfrentou os construtores de navios de Mykolaiv. O jogo foi percebido pelos Lvivians como a chance de vingar a derrota no ano passado para os Mykolaivans, que lhes custou uma passagem para a Premiership soviética. Uma pontuação de 2 a 0 foi suficiente para garantir uma viagem a Moscou.

Na final, o Karpaty enfrentou a equipe do Exército Vermelho de Rostov-on-Don no Estádio Lenin. Os homens do exército de Rostov eram um dos melhores clubes soviéticos em meados da década de 1960 e para esse jogo foram considerados os favoritos, sendo os representantes da Primeira Liga Soviética. Antes do início do jogo, o capitão do Karpaty, Ihor Kulchytskyi, tradicionalmente cumprimentava todos os árbitros, exceto o árbitro assistente, Eugen Härms. O motivo foi que Härms, o árbitro estoniano responsável pelo jogo do ano anterior contra o Uralmash Sverdlovsk, permitiu um gol de impedimento óbvio que acabou contribuindo para a negação de uma promoção do Karpaty. O Karpaty estava perdendo por 0 a 1 já após os primeiros 20 minutos e até o final do tempo não conseguiu empatar, mas vários torcedores do Karpaty levaram seu time para a frente.

Na segunda parte, os ucranianos quebraram o rumo do jogo e dois gols de Lykhachov e Bulhakov colocaram os leões em vantagem. Perto do final do jogo, a equipe do Rostov marcou mais um gol, mas de impedimento. O árbitro principal, sem consultar os seus assistentes, permitiu inicialmente o gol e os russos correram alegremente para o centro do campo. No entanto, um momento depois, ele percebeu o sinal de mão de Härms, que havia identificado um impedimento e reverteu sua decisão, concedendo a vitória a Lviv.

Na temporada seguinte, o primeiro adversário do Karpaty na Taça dos Vencedores das Taças foi o romeno Steaua București, que liderado por István Kovács avançou com um total de 4-3.

SKA Karpaty (1981–1989)[editar | editar código-fonte]

Em 1981, o Karpaty fundiu-se com outra equipe da cidade, SKA Lviv, pertencente ao Distrito Militar dos Cárpatos. Em 1980, o Karpaty foi rebaixado da Primeira Liga Soviética (Vysshaya Liga) e na Primeira Liga Soviética de 1981 ficou apenas em 11º.[12] Já antes do final da temporada surgiram rumores sobre uma possível fusão.[13] A lógica dos autores dessa decisão foi em seguir, a cidade está recebendo uma equipe, mais forte e competitiva.[14] Em janeiro de 1982, os dirigentes do futebol regional finalmente decidiram se unir aos clubes.[15] Foi motivado pelo fato de ser difícil financiar duas equipes.[16] Como resultado, o Karpaty foi liquidado e seu lugar na Primeira Liga Soviética foi ocupado pela equipe do exército SKA Karpaty, que foi estabelecida no lugar do SKA Lviv.[17] A nova equipe foi formada por jogadores do SKA, do Karpaty e vários outros que chegaram recentemente.[18] O treinador principal tornou-se o russo Nikolay Samarin.[19] Acredita-se que o técnico ucraniano e soviético Valeriy Lobanovskiy comentou sobre a liquidação do Karpaty, que é um desastre do futebol em toda a região ocidental da república.[20] O que não levaria uma única década antes que eles percebessem toda a tragédia dessa fusão.[21]

O recém-criado SKA Karpaty estava jogando nas cores vermelho e branco, e as cores tradicionais verdes e brancas foram proibidas. Militsiya estava observando que os torcedores não traziam nenhuma marca verde para as arquibancadas.[22] O comparecimento do clube caiu imediatamente.[23] Em 1980, os jogos em casa do Karpaty eram visitados em média por 20-25 mil espectadores.[24] Na primeira temporada após a fusão das equipes de Lviv no estádio, estavam reunindo cerca de 5-6 mil espectadores.[25] Os jogadores recém-chegados também não ficaram muito tempo com o clube do exército e foram embora assim que o serviço militar foi encerrado.[26]

O SKA Karpaty continuou jogando na Primeira Liga Soviética até 1989, chegando perto da promoção em 1986, quando o CSKA Moscou foi promovido à frente do Karpaty no saldo de gols. Como sua maior conquista, o SKA Karpaty ficou em terceiro lugar duas vezes enquanto era treinado por Volodymyr Bulhakov. Depois disso, seu desempenho piorou. Se em 1987 o clube conseguiu colocar o quinto lugar, depois de mais dois anos ele literalmente atingiu o fundo do poço, ficando em último lugar. Perdeu 18 de seus 21 jogos fora de casa e sua sequência de derrotas chegou a 15 jogos. A um dos jogos em casa chegou a assistir apenas 54 espectadores, o que foi o absoluto anti-recorde da época.[27]

Renascimento[editar | editar código-fonte]

O renascimento do Karpaty começou com a publicação em um jornal. Em 1983, o jornalista e escritor Ivan Salo escreveu um artigo crítico "Futebol... fora do jogo" de impedimento). Agora, devido à censura na União Soviética, ousou ser impresso apenas em quatro anos no jornal "Leninska molod" (A Juventude de Lenin).[28] O autor exigia a separação do SKA Karpaty em duas equipes, como era antes. O assunto foi ampliado por "Sportyvna Hazeta". Em novembro-dezembro de 1988, a editora realizou um comício "Ya, mama, tato – za komandu Karpaty" (Mãe, pai e eu – para a equipe Karpaty). O jornal conseguiu reunir 70.000 assinaturas de toda a Ucrânia. Depois disso, o caso realmente saiu do impasse. A delegação de Lviv partiu para Kiev para negociações com a federação republicana de futebol (SSR ucraniana, precursora da UAF). As negociações também foram realizadas com Moscou.[29]

Finalmente, em 5 de janeiro de 1989, às 15h00, no escritório nº 290 do Comitê Estadual de Esportes da União Soviética, em Luzhniki Embankment, em Moscou, foi assinado o certificado sobre o renascimento do time de futebol Karpaty. Sua assinatura colocou o futuro presidente da Federação de Futebol da União Soviética Vyacheslav Koloskov. E em 10 de janeiro em "Sportyvna Hazeta", foi impresso um texto intitulado "O aniversário do clube". Já se passaram sete anos desde o momento da liquidação do Karpaty. Os Leões começaram a jogar na Segunda Liga (Zona 5, não "ucraniana"), e o SKA continuou a jogar na Primeira.[30]

O renascimento do clube foi assumido pela liderança da Fábrica Elektron, em instalações das quais, em 1963, o Karpaty foi realmente criado. Em 2019, já o falecido Yuriy Dyachuk-Stavytskyi estava dizendo: "Naquela época eu trabalhava como treinador principal do Prykarpattia Ivano-Frankivsk. Para Lviv fui convidado junto com Rostyslav Zaremba (na época ele chefiava um clube dos fãs de futebol do Karpaty). Foi-nos dito que o clube precisava ser transferido. Para o escritório, nos foi atribuído um espaço na vulytsia Dudaieva.[31] No terceiro andar havia dois quartos. Encontramos algumas cadeiras e uma mesa de revistas.Trouxe minha máquina de escrever pessoal, muita gente lembra. Meus amigos riram de mim dizendo "Por que você precisa disso?" A mesma coisa foi dita a Rostyslav quando nós dois chegamos a um terreno vazio de fato.[32]

No entanto, em Karpaty renovado reuniu uma equipe pronta para a batalha como para Lviv retornou um bom número de "filhotes adotivos" locais (ex-recrutas) como Stepan Yurchyshyn, Serhiy Kvasnykov, Viktor Rafalchuk, Hryhoriy Batych, Vasyl Leskiv, Bohdan Bandura e outros. Um chefe de esquadrão tornou-se Ihor Kulchytskyi, como treinador principal foi nomeado Borys Rossykhin, enquanto seu assistente tornou-se Rostyslav Potochniak. As empresas estavam nos transferindo seus fundos, e as pessoas estavam simplesmente trazendo em suas tampas o dinheiro que coletavam nas ruas da cidade. Então, peço que não se confunda, o time de futebol foi criado em 1963, e o clube – em 1989. (Muitos times de futebol foram forçados a adotar a política soviética de khozraschyot durante esse período, alguns mais cedo do que outros.) Essas são duas datas históricas importantes".[33]

Liga Ucraniana (1991–presente)[editar | editar código-fonte]

Desde que a Ucrânia conquistou sua independência, o Karpaty participou principalmente das competições da Premier League ucraniana. Eles alcançaram o 3º lugar em 1997-98 , seu maior resultado na primeira divisão ucraniana até o momento, e foram vice-campeões da Copa da Ucrânia duas vezes, perdendo ambas as vezes para o Dínamo de Kiev na final.

A décima terceira temporada na Premier League ucraniana tornou-se infeliz para o Karpaty e na temporada 2003-04 a equipe foi rebaixada para o Persha Liha. No entanto, o Karpaty permaneceu lá apenas por duas temporadas e na temporada 2005-06, o clube conseguiu ficar em segundo lugar no Persha Liha, que o promoveu ao Vyscha Liha no ano seguinte.

Em agosto de 2017, o presidente do clube, Petro Dyminskyi, enquanto dirigia perto de Lviv, colidiu com outro carro matando uma jovem. Poucos dias depois, ele deixou a Ucrânia em um jato particular quando a polícia iniciou a investigação. Em dezembro de 2017, o tribunal distrital de Kiev ordenou sua detenção e pediu ajuda à Interpol. Em 2018, Dyminskyi apelou à Interpol para ignorar o pedido. Dyminskyi ainda está foragido e escondido.

Foi então que Oleh Smaliychuk se tornou um dos principais executivos do clube como vice-presidente. O Karpaty evitou o rebaixamento na temporada anterior de 2016-17 devido a sanções administrativas impostas ao FC Dnipro. Em junho de 2017, o Karpaty substituiu seu treinador pelo especialista estrangeiro Sergio Navarro, enquanto o argentino Dario Drudi, que recentemente trabalhou no FC Zirka Kropyvnytskyi, tornou-se diretor executivo do clube. Para o clube também foram trazidos vários jogadores de língua espanhola.

O clube começou mal a temporada 2017-18 perdendo em casa para o recém-promovido NK Veres Rivne, que se mudou temporariamente para Lviv (1: 6), o que levou os torcedores a pedir aos jogadores que tirassem o uniforme e parassem para desonrar as cores do clube. Após a derrota, Navarro renunciou e foi substituído por Serhiy Zaytsev, mas isso não ajudou muito. O clube ainda lutou e após a derrota fora de casa contra o FC Prykarpattia Ivano-Frankivsk da Segunda Liga (1:2), os hooligans do clube começaram tumultos em massa no estádio, briga com a polícia local e pararam o ônibus com o Karpaty retornando perto de Lviv. Depois de mais uma derrota em casa para o FC Mariupol e mantendo-se no 11º lugar (de 12), Zaitsev deixou o posto e foi substituído por Oleh Boychyshyn. O novo treinador conseguiu melhorar a posição da tabela do clube durante o segundo turno e o clube saiu da zona de rebaixamento.

Após um início um tanto ruim na temporada 2018-19, com duas derrotas em casa em quatro jogos, Boychyshyn foi substituído pelo português José Morais. A forma do clube não melhorou muito e depois de ver surpreendentes vitórias fora de casa frente ao FC Dynamo Kyiv e FC Chornomorets Odesa, o Karpaty continuou a lutar para ultrapassar a zona de despromoção. No final de novembro de 2018, o treinador português partiu para a Coreia e Boychyshyn assumiu como interino. No entanto, antes do final da metade, o clube após esta troca de treinador voltou à zona de rebaixamento. Durante as férias de inverno para o clube foi trazido outro especialista espanhol, Fabri Gonzálezque, deveria atualizar o clube, porém seus esforços foram escassos e o clube permaneceu em seu 10º lugar. Fabri também não conseguiu vencer o FC Inhulets Petrove nas quartas de final domésticas que jogou em um nível inferior. Pouco antes do final, Fabri foi substituído por Oleksandr Chyzhevskyi, que conseguiu vencer o FC Arsenal Kyiv e o play-off de rebaixamento contra o FC Volyn Lutsk. Uma excelente temporada teve um possível jogador Marian Shved, que acabou de completar 22 anos e terminou a temporada em terceiro na lista de artilheiros com 14 registros. Ele também foi negociado com o clube escocês Celtic FC, mas permaneceu emprestado ao Karpaty até o final da temporada.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O FC Karpaty joga seus jogos em casa no Estádio da Ucrânia. O estádio foi construído em 1963 como Estádio Druzhba (Amizade) e renomeado para Estádio Ukraina em 1992. O estádio foi renovado várias vezes desde então, a última ocorreu em 2001. Atualmente, a arena tem capacidade para 29.004 espectadores.

O estádio também foi o palco da partida final da primeira temporada da Premier League ucraniana em 1992, na qual Tavriya Simferopol derrotou o Dynamo Kyiv.

Também foi um dos palcos dos jogos da seleção nacional de futebol da Ucrânia, sendo o mais recente uma vitória por 1 a 0 sobre a Bielorrússia em 6 de setembro de 2008, durante as eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010.

Elenco 2022[editar | editar código-fonte]

Fontes: fckarpaty.com.ua[34] e pfl.ua[35]

Nota: Bandeiras indicam equipe nacional, conforme definido pelas regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade não-FIFA.

N.º Posição Jogador
1 Ucrânia G Maksym Kuchynskyi
3 Ucrânia D Serhiy Siminin
4 Ucrânia D Valeriy Boldenkov
5 Ucrânia D Ivan Lobay
7 Ucrânia M Andriy Tkachuk
8 Ucrânia M Ambrosiy Chachua
9 Ucrânia A Denys Kozhanov (Capitão)
15 Ucrânia D Oleksandr Matkobozhyk
17 Ucrânia M Anatoliy Titunin
18 Ucrânia M Illya Povaliy
21 Ucrânia D Oleksandr Dudarenko
N.º Posição Jogador
28 Ucrânia G Nazar-Stefan Sass
30 Ucrânia M Vladyslav Pryimak
38 Ucrânia G Ivan Siletskyi
74 Ucrânia A Maksym Humenyuk
77 Ucrânia A Denys Halenkov
90 Ucrânia D Volodymyr Zastavnyi
93 Ucrânia D Ivan Tsyupa
99 Ucrânia A Yevhen Budnik
Ucrânia D Andriy Markovych
Ucrânia M Ihor Semenyna

Títulos do Clube[editar | editar código-fonte]

Doméstico[editar | editar código-fonte]

União Soviética[editar | editar código-fonte]

Ucraniana[editar | editar código-fonte]

Não-oficial[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «ФК "Карпати" Львів». fckarpaty.org.ua (em ucraniano). Consultado em 4 de abril de 2022 
  2. «ФК "Карпати" Львів». fckarpaty.org.ua (em ucraniano). Consultado em 4 de abril de 2022 
  3. «Karpaty Lviv». pt.bsportsfan.com. Consultado em 4 de abril de 2022 
  4. «Професіональна футбольна ліга України». pfl.ua. Consultado em 4 de abril de 2022 
  5. «Karpaty Lviv placar ao vivo, calendário e resultados - Futebol - SofaScore». www.sofascore.com. Consultado em 4 de abril de 2022 
  6. «Karpaty Lviv - Players, Ranking and Transfers - 21/22». www.footballdatabase.eu. Consultado em 4 de abril de 2022 
  7. «Karpaty Lviv placar ao vivo, calendário e resultados - Futebol - SofaScore». www.sofascore.com. Consultado em 4 de abril de 2022 
  8. «Karpaty Lviv». pt.bsportsfan.com. Consultado em 4 de abril de 2022 
  9. «"ФК "АТЛЕТ"" — 43092875 — Опендатабот». opendatabot.ua (em ucraniano). Consultado em 4 de abril de 2022 
  10. «Karpaty Lviv - Players, Ranking and Transfers - 21/22». www.footballdatabase.eu. Consultado em 4 de abril de 2022 
  11. «Професіональна футбольна ліга України». pfl.ua. Consultado em 4 de abril de 2022 
  12. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  13. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  14. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  15. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  16. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  17. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  18. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  19. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  20. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  21. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  22. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  23. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  24. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  25. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  26. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  27. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  28. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  29. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  30. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  31. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  32. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  33. ««Карпати» вже помирали і відроджувалися. Як це було - Апельсинова кава - Блоги - UA.Tribuna.com». web.archive.org. 1 de setembro de 2020. Consultado em 4 de abril de 2022 
  34. «Основна команда ФК Карпати - FCKarpaty.Com.Ua - Сайт фанів і вболівальників Карпати». fckarpaty.com.ua. Consultado em 4 de abril de 2022 
  35. «Професіональна футбольна ліга України». pfl.ua. Consultado em 4 de abril de 2022 
Bandeira de UcrâniaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol ucranianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.