Futbolniy Klub Metalist

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
ФК «Металіст»
FC Metalist
Metalist Kharkiv logo.png
Nome Футбо́льний Клуб «Металіст» (Futbolniy Klub Metalist)
Alcunhas Zhovto-Syni (Auricerúleo)
Principal rival Dnipro
Fundação 1925 (97 anos)
Estádio OSC Metalist
Capacidade 40 003
Localização Kharkiv, Ucrânia
Presidente Oleksandr Yaroslavsky
Treinador(a) Oleksandr Sevidov
Patrocinador(a) DHC
Material (d)esportivo Joma
Competição Persha-Liha
Website metalist.ua
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Futbolniy Klub Metalist (em ucraniano: Футбо́льний Клуб «Металіст») ou FC Metalist (em ucraniano: ФК «Металіст») e também conhecido pelo seu antigo nome Metalist Kharkiv (em ucraniano: «Металіст» Харків), é uma equipe ucraniana de futebol sediada na cidade de Kharkiv, Ucrânia. Fundado em 1925, o auri-cerúleo subiu todos os degraus do sistema de futebol soviético até ser promovido ao Campeonato Soviético de Futebol em 1960 e se firmar com uma das grandes equipe da república e agora nação ucraniana.

Após um período difícil que incluiu, mudança de nome e rebaixamento, o Metalist foi promovido novamente à liga principal em 1982, onde permaneceu até a dissolução da competição. Após o fim da URSS, foi um dos protagonistas da recém formada Premier-Liha.

A equipe foi desativada em 2016 devido problemas relacionados a salário de jogadores, o que levou ao surgimento de 2 novas equipes na cidade com nomes similares (FC Metal e Metalist 1925).

Em 2021, após trabalho conjunto entre a cidade somado ao investimento do antigo dono do Metalist Kharkiv e atual dono do FC Metalist, Oleksandr Yaroslavskyi, a equipe retornou suas atividades, voltando a funcionar no lugar da equipe do FC Metal. Atualmente o clube está disputando a Persha-Liha.

História[editar | editar código-fonte]

O FC Metalist Kharkiv foi inicialmente fundado em 11 de dezembro de 1925 como KhPZ (1925-1940), devido sua localização dentro das instalações da fabrica de locomotivas a vapor de Kharkiv (hoje Fábrica Malyshev), fornecendo o financiamento e permitindo o uso de suas terras para iniciar o clube de futebol.[1]

Dez anos depois, o clube conquistou o campeonato da cidade de Kharkiv, o que permitiu ao clube entrar na Copa da URSS na temporada seguinte. Após a Segunda Guerra Mundial, o clube passou a ter o nome de Dzerzhinets (1947-1952), voltando a jogar em competições locais, só voltando em a Segunda Divisão Soviética em 1947 sendo rebaixado três temporadas depois. Na primeira década do pós-guerra, o clube foi completamente ofuscado pelo rival da cidade, o FC Lokomotyv Kharkiv, que era membro da sociedade esportiva soviética Lokomotiv.

Em 1956 Metalist, agora como Avanhard (1956-1967), retornou à Segunda Liga B soviética substituindo seu rival da cidade o Lokomotyv Khakriv. Logo em seguida foi promovido à Primeira Liga Soviética, em 1958, e depois para a Super Liga Soviética, em 1960, onde o clube permaneceu por 4 temporadas, mas foi rebaixado em 1963 e logo em seguida voltou a disputar a Liga B.

Nos anos 70 a equipe melhorou seu desempenho e voltou a elite do futebol soviético como campeão, em 1979. O clube permaneceu no Campeonato Soviético por 10 temporadas com várias campanhas de destaque.

Em 1983, o Metalist Kharkiv foi vice-campeão da Copa da União Soviética (perdendo por 1 a 0 para o Shakhtar Donetsk), porém, na temporada 1987-1988 sagrou-se campeão ao derrotar o tradicional Torpedo Moscou pelo placar de 2-0 em pleno Estádio Lujnikino, com o resultado, ganhou uma vaga para a Taça dos Clubes Vencedores de Taças (Cup Winner’s Cup) na temporada 1988-99.[2] A formação da equipe era composta por nomes como: oapitão da equipe - Potochniak, Sivukha, Kosolapov, Kriachko, Degtiariov, Kamarzayev, Ledney, Malko, Tkachenko, Bernikov, Saakov, Gorbik, Sapeshko, Linke, Bachiashvili, Tsymbaliuk, Dovbiy, Shalenko, Zhuravchak, Dvurechenskiy, Tukhovskiy e outros. Na competição internacional, a equipe avançou até só até as oitavos-de-final, eliminando o FK Borac Banja Luka, 0-2 fora e 4-0 na ucrânia, na fase seguinte, eliminado pleo Roda JC, 0-1 fora e 0-0 em casa.[3]

Em 1991 foi disputado o último Campeonato Soviético de Futebol, onde ficou na 15ª posição. O clube jogou a elite do futebol soviético por 14 temporadas. A maior conquista foi o 6º lugar em 1961. Yuri Tarasov foi o jogador que mais disputou partidas na liga principal pelo Metalist, foram 220 jogos com 61 gols marcados, sendo o maior artilheiro da equipe nesse período.

Futebol na Ucrânia Independe[editar | editar código-fonte]

Após a dissolução da União Soviética e a formação de uma Ucrânia independente, o Metalist Kharkiv ingressou na primeira temporada do Campeonato Ucraniano de Futebol, em 1992. O clube terminou em quinto lugar, uma conquista que nunca superaria até a temporada 2006-07, terminando em quinto lugar mais três vezes desde então, o mais notável vindo durante a temporada 2001-02.

Torcida do Metalist

O clube terminou com 40 pontos, em pé de igualdade com Metalurh Zaporizhzhya e Dnipro Dnipropetrovsk para um empate a três. Esperava-se que o Metalist ficasse em quarto lugar (e posteriormente disputaria a Taça UEFA) em virtude ser melhor no confronto direto entre as três equipas (que é o critério de desempate oficial a utilizar nas competições nacionais), mas na sequência de um protesto do Metalurh Zaporizhzhya e de uma decisão arbitrária da PFL (o órgão administrativo da liga), o Metalurh Zaporizhzhya foi premiado com o quarto lugar.

Equipe do Metalist

Após temporada ruim em 2002-2003, somado a uma gestão desastrosa, a equipe acabou ficando em último colocado, sendo rebaixado para a segunda divisão da ucrânia. Demonstrando sua força, na temporada seguinte a equipe retornou a elite do futebol nacional com ótima campanha e na segunda colocação.

Era Yaroslavsky[editar | editar código-fonte]

Após grave crise financeira, a equipe foi vendida para Oleksandr Yaroslavsky, dono da DCH, empreiteira do ramo da construção civil e um dos homens mais ricos e influentes da Ucrânia.

Oleksandr Yaroslavsky

A aquisição foi responsável pela injeção de grande investimento no clube, cominando com a transformação total do Metalist Kharkiv em todas as área do clubes e estreitando ainda mais a relação do clube com a comunidade. Nessa época também foi a chegada de um dos maiores técnicos ucranianos e da história do clube, Markevich Miron Bogdanovich, que comandou o clube de 2005 até 2014.

O clube viveu uma das épocas mais vencedoras de sua história, boas campanhas no torneio nacional, que lhe permitiram a disputa de vários torneios a nível europeu durante muitos anos e em sequência. Esse período confirmou o Metalist como uma das maiores forças do futebol ucraniano e também sua representatividade a nível internacional. O clube manteve nesse período médias acima de 26.000 torcedores por temporada, chegando até ficar acima dos 31.000 em outras, o Estádio Metalist teve muita importância, construído em 1925, foi modernizado em 2009 para receber partidas da Eurocopa de 2012 e marcar de vez a cidade de Kharkiv e o Metalist no mundo.

Tamanho sucesso da equipe também foi responsável pelo saída de Yaroslavsky, o prefeito da cidade de Kharkiv (Gennady Kernes), queria exercer sua influência do dentro do clube, essa situação gerou conflitos com o dono do Metalist que foi forçado a vender a equipe em dezembro de 2012.[4]

Competições europeias[editar | editar código-fonte]

A primeira participação do Metalist Kharkiv em competições europeias foi na Taça dos Clubes Vencedores de Taças (Cup Winner’s Cup) na temporada 1988-99, voltando as disputas europeias na disputa da Copa da UEFA de 2007-08, o Metalist terminou em terceiro lugar no campeonato nacional, ganhando a vaga. Na competição, a equipe foi eliminada na primeira fcódigase, jogo de ida contra o Everton em pleno Goodison Park, empate em 1-1, porém, no jogo da volta derrota em casa por 2-3 e eliminação.

Metalist em temporada 2010-11.

Na Copa da UEFA de 2008–09, a equipe teve uma de suas melhores campanha em competições europeias, eliminou o Beşiktaş por 4 a 2 no placar agregado, derrota na turquia por 2-1 e goleada em Kharkiv, classificando a equipe para a fase de grupos. Na fase de grupos, a equipe fez uma campanha histórica, terminou em 1º lugar de forma invicta, com 3 vitórias e 1 empate, o grupo era formado por tradicionais equipes europeias como o SL Benfica e o Galatasaray, além de equipes como Olympiacos e Hertha BSC. Na primeira fase do mata-mata, o Metalist eliminou a Sampdoria, 3 a 0 no placar agregado, nas oitavas um confronto ucraniano diante do Dynamo Kyiv. Depois de perder em Kiev por 1 a 0, o Metalist venceu a partida de volta por 3 a 2, mas foi eliminado pela regra dos gols fora de casa.

Metalist temporada 2011-12

Na Copa UEFA de 2009-10, o Metalist venceu a equipe croata HNK Rijeka por 4 a 1 no placar agregado, mas vindo a ser eliminado na fase seguinte diante do Sturm Graz das Áustria pelo placar de 2 a 1 no agregado. Na Copa UEFA de 2010-11 mais uma boa campanha, eliminou o AC Omonia na fase pré-liminar, na fase de grupos passou em 2º no grupo formado PSV Eindhoven, Sampdoria e Debreceni, vindo a ser eliminado na fase seguinte diante do Bayer Leverkusen pelo placar de 6 a 0 no agregado.

Torcida do Metalist em jogo contra o RB Salzburg

A campanha da Copa UEFA de 2011-2012 foi a melhor de sua história, alcançou a fase de grupos ao vencer a equipe do Sochaux, 0-0 na França e 4-0 na Ucrânia, em seguida veio uma fase de grupos onde a equipe passou invicta, com 6 jogos, 4 vitórias e 2 empates, defrontando equipes como AZ Alkmaar, Austria Wien e Malmö FF, na fase seguinte eliminou o Red Bull Salzburg com duas goleadas de 4-0 e 4-1, nas oitavas enfrentou a equipe grega do Olympiacos, após placares de 2-1 e 1-0, classificou para as quartas de final pela regra do gol fora, na fase seguinte diante do Sporting CP, o Metalist não conseguiu avançar, sendo eliminado pelo placar de 3 a 2 no agregado.

Já na temporada da Copa UEFA de 2012-2013, a equipe também fez boa campanha, mas seria sua última disputa de torneios europeus. No torneio eliminou a equipe romena do Dinamo București, na fase de grupos terminou em primeiro, com 4 vitórias 1 empate e 1 derrota, (Bayer Leverkusen, Rosenborg e Rapid Wien), na fase seguinte foi eliminado pelo Newcastle United, após em pate por 0-0 no St James' Park a equipe perdeu em casa por 1-0 com um gol de pênalti.

Punição da UEFA[editar | editar código-fonte]

Em 14 de agosto de 2013, a UEFA desqualificou o Metalist Kharkiv de todas as suas competições.[5][6] Esse fato ocorreu durante a disputa da 3ª Pré-eliminatória da Liga dos Campeões da UEFA de 2013–14. A decisão da UEFA foi motivada em decorrência de um escândalo de manipulação de resultados em jogos do campeonato ucraniano na temporada 2007-2008.[7] O clube chegou a recorrer da decisão, mas o Tribunal Arbitral do Esporte rejeitou o recurso do clube em 16 de agosto de 2013.[8]

Fim do Metalist Kharkiv[editar | editar código-fonte]

O clube foi vendido por cerca de 300 milhões de euros para o grupo "GazUkraine-200" comando pelo empresário Serhiy Kurchenko, o novo proprietário assumiu o clube no final de dezembro de 2012. Dentre as principais promessas afrente do clube, o presidente prometeu ganhar o campeonato nacional em três anos e a Taça dos Campeões em cinco anos.

A equipe chegou a ter bons desempenhos dentro de campo, mas longe do que já tinha feito, e fora dele nada ia bem. O clube deixou de pagar salários aos atletas, causando uma grande debandada de jogadores, os que ficaram tiveram que conviver com situações desagradáveis.

Torcida do Metalist protestando

O clube devia dinheiro até para novos jogadores, em determinada partida, contra o PFK Oleksandriya, o capitão da equipe Alexey Long e o goleiro Sergey Pogoriliyse se recusaram a entrar em campo como protesto aos atrasos salarias, a partida só foi iniciada após 30 minutos. O capitão logo deixou o clube.

Pouco mais de um ano afrente do clube, Serhiy Kurchenko deixou a Ucrânia em fevereiro de 2014 logo após eclodir a Revolução Ucraniana de 2014, abandonando o clube. Em 2016, após intervenção da Liga Ucraniana devido as dívidas salarias, o clube foi punido e caiu para as divisões inferiores nacionais, o clube chegou a apelar da decisão na Associação Ucraniana de Futebol, mas foi recusado.[9] Em outubro de 2017, um tribunal ucraniano confiscou o Metalist Kharkiv de posse de Kurchenko e o colocou, junto de toda estrutura, sob propriedade do Estado.

Nascimento de 2 clubes[editar | editar código-fonte]

Após o fim do Metalist Kharkiv em 2016, dois novos clubes foram criados em Kharkiv com variações do nome do clube "Metalist". Desde julho de 2016, uma equipe chamada "SK Metalist Kharkiv" joga no Kharkiv Oblast Championship, cujo proprietário é o ex-proprietário do antigo Metalist Kharkiv: Serhiy Kurchenko.

Em agosto de 2016, outro clube chamado Metalist 1925, começou a operar na Liga Ucraniana de Futebol Amador com a intenção declarada de competir Persha Liha, no segunda divisão profissional da Ucrânia. Hoje, a equipe disputa o primeiro escalão do futebol ucraniano, a Premier Liha, os proprietários são um grupo de investidores não ligados a antiga equipe de Kharkiv. Além disso, em julho de 2020, o ex-diretor esportivo do FC Metalist, Yevhen Krasnikov, criou o FC Metal que participou por muito tempo da Druha Liha.

Renascimento: FC Metalist[editar | editar código-fonte]

No início de maio de 2020, Oleksandr Yaroslavskyi, que tinha sido responsável por grandes momentos da história do Metalist Kharkiv, anunciou que deseja cuidar das dívidas existentes do Metalist e liquidar todas, viabilizando um retorno da equipe.

Oleksandr Yaroslavskyi

Em congresso da Federação Ucraniana de Futebol realizado na cidade de Kharkiv, no dia 24 de maio, Yaroslavsky foi o onvidado de honra, em seu discurso relembrou todas as maravilhas que fez na cidade, investimento e desenvolvimento em todos os setores da sociedade, quando era o dono do maior clube da cidade, e também anunciou a volta do Metalist.[10]

"Estou muito feliz e satisfeito que o Congresso esteja sendo realizado aqui, também será um impulso e incentivo adicional para ir mais fundo, pegar mais dinheiro e investir mais no seu time favorito. Acho que depois de 7 de junho, quando a seleção vai jogar, espero que tudo fique bem, vamos começar a reconstrução do nosso estádio, base e academia. Acho que em um ano vamos restaurá-los, colocá-los em ordem, e eles vão sediar brilhantemente nosso time favorito "Metalist" e os grandes europeus, que irão encantar o povo de Kharkov"[10]

No mesmo perídio, uma serie de iniciativas da administração pública foram tomados para facilitar o investimento em melhorias e reforma da estrutura do Oblast Sports Complex Metalist,[11] uma delas foi a decisão do Conselho Regional de Kharkiv em transferir todo o controle da infraestrutura do Metalist para a cidade.[12]

Yevhen Krasnikov

O fundador do FC Metal, ex-dirigente do Metalist Kharkiv e amigo de Oleksandr Yaroslavskyi, Yevhen Krasnikov, foi convidado a participar do projeto, com isso, após o cumprimento de todos os critérios necessário para a participação das competições organizadas pela Federação Ucraniana, no dia 24 de junho de 2021 o clube recebeu o certificado da mesma dando autorização para o FC Metalist existir no lugar do FC Metal, que nessa altura tinha se tornado campeão da Druha Liha (3º divisão) e voltava para a Persha Liha (2º divisão).[13]

“O nosso Metalist favorito recebeu um documento oficial de admissão aos jogos da Primeira Liga - um certificado UAF. Os critérios mencionados ali são a qualidade da infraestrutura e do pessoal, o nível de formação e gestão esportiva do clube e o momento legal referente à nova denominação do clube. A partir deste momento temos em mãos o documento oficial de que o verdadeiro "Metalista" voltou do esquecimento. Parabéns a todos os fãs [...]"[13]

O retorno de Yaroslavskyi ao futebol levantou algumas críticas relacionadas com a política da cidade de Kharkiv. Depois de vencer a terceira divisão em junho de 2021, foi confirmado que o FC Metal foi renomeado para FC Metalist e o antigo logotipo do clube foi devolvido, juntamente com sua marca e história.

Jogo disputado entre o Deportivo de La Coruña e o Metalist pelo Troféu Teresa Herrera.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O estádio do clube fica no Oblast Sports Complex Metalist (em ucraniano: Обласний спортивний комплекс «Металіст»). Construído por determinação de Anastas Mikoyan, sendo inaugurado em 12 de setembro de 1926 como Estádio Tractor.

Estádio do Metalist

Em 1940 mudou para Estádio Dzerzhinets em homenagem a Félix Dzerjinsky, sendo rebatizado para o atual nome em 1967.

Em 2009, durante a gestão de Oleksandr Yaroslavsky, o estádio foi remodelado para a Eurocopa de 2012. Junto do estádio, que agora teve sua modernização e aumento de capacidade para 40.003 espectadores (3º maior estádio da Ucrânia), foi construído um complexo esportivo. A base de treinamento é composta por dois complexos modernos: um hotel com piscina e um centro médico e de reabilitação com academias. Em 2009, 6 campos de futebol foram reconstruídos.

Em julho de 2009, a reconstrução da base de treinamento na vila de Vysokyi foi concluída a um custo aproximado de 2.6 milhões de euros. Durante a reconstrução, foi construído um edifício com 50 quartos duplos e individuais, uma zona VIP com quartos "luxo", um centro de reabilitação médica com piscina de 17 × 8 m, bem como uma zona de controlo antidopagem e um centro de imprensa. Os campos de futebol também foram modernizados.

Torcida[editar | editar código-fonte]

O clube oscila entre a 4º e 5º torcida mais popular do país. Em 2011, o Instituto Internacional de Sociologia de Kiev identificou que 4,4% dos torcedores do futebol ucraniano eram apoiadores do Auri-cerúleo.

Ultras do Metalist

Como é comum na Europa, as torcidas organizadas que fazem a festa nos estádios é também a mesma que promove as brigas, os famosos Ultras. No caso do Metalist não é diferente, os torcedores do clube são considerados os mais violentos da Ucrânia.

O apoio dentro e fora de campo é um dos mais numerosos entre os torcedores ucranianos. Os Ultras do Metalist são aliados dos Ultras do Chornomorets Odess e do Kryvbas Kryvyi Rih. As torcidas rivais: Dynamo Kyiv, Shakhtar Donetsk, Vorskla Poltava, Mariupol, Obolon, Metallurh Donetsk e Arsenal Kyiv, o destaque vai para a rivalidade com os Ultras do Dnipro, a equipe é a principal rival do Metalist, com quem faz o «Східним класико» (Clássico Oriental).

Vale destacar que as duas equipes rivais deixaram de existir no mesmo período, em seus lugares nasceram o SC Dnipro-1 e o Metalist 1925, ambos não tem relação com seus antecessores e também não caíram nas graças da torcida, pelo contrario, revolta. Tamanho sofrimento acabou aproximando as torcidas rivais.

Os Ultras do Metalist tiveram e estão tendo um papel importante para a cidade e para a Ucrânia, participaram ativamente dos movimentos da Revolução Ucraniana de 2014, no mesmo ano combateram os separatistas na região de Kharkiv e também em Donbass,[14] e recentemente lutam na linha de frente da Invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Títulos Nacionais da Ucrânia (a partir de 1992)
Competição Títulos Temporadas
Flag of Ukraine.svg Druha Liha - 3ª Divisão 1 2020-21**
Títulos Nacionais da União Soviética (1936-1991)
Competição Títulos Temporadas
Flag of the USSR (1936-1955).svg Copa da URSS 1 1987-88
Flag of the USSR (1936-1955).svg Campeonato Soviético - 2ª Divisão 1 1981
Flag of the Ukrainian Soviet Socialist Republic.svg Campeonato de futebol do SSR Ucraniano 1 1978

Cscr-featured.svg Campeão Invicto

** Campeão como FC Metal

Transferências[editar | editar código-fonte]

Legenda

Retornando de Empréstimo.: Jogadores que voltam de empréstimo
Emprestado.: Jogadores emprestados

Entradas
Jogador Clube anterior
Saídas
Jogador Clube de destino

Treinadores do clube[editar | editar código-fonte]

  • Ucrânia A. Bem (1947-1948)
  • Ucrânia I. Zolotukhin (1957-1958)
  • Ucrânia V. Zub (1959)
  • Ucrânia A. Ponamaryov (1960-1961)
  • Ucrânia V. Zub (1962)
  • Ucrânia V. Zhilin (1962-1963)
  • Ucrânia V. Novikov (1963-1964)
  • Ucrânia E. Eliseev (1965-1966)
  • Ucrânia Viktor Kanevskiy (1966-1971)
  • Ucrânia V. Zub (1974-1975)
  • Ucrânia O. Oshenkov (1975-1976)
  • Ucrânia E. Lemeshko (1977-1988)
  • Rússia Leonid Tkachenko (1989-1992)
  • Ucrânia V. Kamarzaev (1994-1995)
  • Ucrânia V. Udovenko (1996)
  • Ucrânia Mykhailo Fomenko (1996-2003)
  • Ucrânia Gennadiy Litovchenko (2003-2004)
  • Ucrânia Aleksandr Zavarov (2005)
  • Ucrânia Myron Markevych (2005-)

Notáveis jogadores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «"Металлист" отмечает юбилей». Status Quo (em russo). Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  2. Futbolgrad (27 de setembro de 2015). «Dnipro vs Metalist Kharkiv - The Most Storied Ukrainian Derby». Futbolgrad (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  3. Huff, Michel (27 de março de 2011). «HISTÓRIA DO F. C. METALIST KHARKIV - BLOG MICHEL HUFF». HISTÓRIA DO F. C. METALIST KHARKIV - BLOG MICHEL HUFF. Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  4. «Ярославский покинул пост президента Металлиста». football.ua. Consultado em 9 de abril de 2022 
  5. http://esporte.ig.com.br/futebol/2013-08-16/uefa-rejeita-recurso-e-confirma-exlusao-do-metalist-da-liga-dos-campeoes.html
  6. «Uefa rejeita recurso e confirma exclusão do Metalist da Liga dos Campeões». iG. 16 de agosto de 2013. Consultado em 2 de outubro de 2013 
  7. «Disciplina - Notícias – UEFA.com». web.archive.org. 25 de agosto de 2013. Consultado em 2 de fevereiro de 2022 
  8. «Metalist recorre à CAS e mantém imbróglio na Champions League». ESPN. Consultado em 2 de fevereiro de 2022 
  9. http://espn.com.br/blogs/gustavohofman/565583_antigo-comprador-do-futebol-brasileiro-metalist-kharkiv-atualmente-luta-para-sobreviver
  10. a b «Александр Ярославский: Уверен, что теперь Харьков будет с большим футболом». FC Metal. Consultado em 8 de maio de 2022 
  11. «Олександр Ярославський інвестує 53 млн грн в 14 нових ігрових полів дитячої академії». FC Metal. Consultado em 8 de maio de 2022 
  12. «Стадіон «Металіст» переходить до комунальної власності Харкова». FC Metal. Consultado em 8 de maio de 2022 
  13. a b «ФК «Металіст» підтвердив відповідність усім критеріям і отримав атестат на участь у чемпіонаті Першої ліги | ФК Металіст Харків». ФК «Металіст» підтвердив відповідність усім критеріям і отримав атестат на участь у чемпіонаті Першої ліги | ФК Металіст Харків (em inglês). Consultado em 8 de maio de 2022 
  14. https://www.057.ua/news/2395873/a-posel-na-vojnu-poka-vse-boalis-vyjti-na-ulicu-intervu-s-clenom-samoj-groznoj-fanatskoj-gruppirovki-harkova-foto  Em falta ou vazio |título= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]