Garfe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Portugal Garfe 
  Freguesia  
Localização
Localização no município de Póvoa de Lanhoso
Localização no município de Póvoa de Lanhoso
Garfe está localizado em: Portugal Continental
Garfe
Localização de Garfe em Portugal
Coordenadas 41° 32' 21" N 8° 14' 10" O
Município PVL.png Póvoa de Lanhoso
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Paulo Gregório da Silva Ferreira (PS)
Características geográficas
Área total 4,68 km²
População total (2011) 1 000 hab.
Densidade 213,7 hab./km²

Garfe é uma freguesia portuguesa do concelho de Póvoa de Lanhoso, com 4,68 km² de área e 1 000 habitantes (2011)[1]. A sua densidade populacional é de 213,7 hab/km².

Garfe e Sobradelo da Goma são as únicas freguesias do concelho localizadas na margem esquerda do rio Ave.

Na época de Natal, vários lugares da freguesia edificam grandiosos presépios. Dos vários lugares estão Quintã, Salgueiros, Cilindro entre outros. Em 2009 foram 15 presépios.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Garfe (1864 – 2011) [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
905 887 924 872 910 967 1 043 1 145 1 270 1 332 1 160 1 189 1 138 1 149 1 000

Santuário rupestre de Garfe[editar | editar código-fonte]

O Santuário rupestre de Garfe localiza-se no lugar de Pena, freguesia de Garfe, numa encosta de pendor suave voltada à ribeira de Teire, tributária do rio Ave.

Implantado num afloramento granítico, de forma tendencialmente circular e superfície arredondada, exibe no topo três tanques escavados: o maior em forma de T, apresenta uma orientação de E-O, numa clara alusão ao nascimento-morte; o segundo, de menor dimensão e menos profundo, ostenta uma forma rectangular, e está paralelo ao primeiro; o terceiro, e último, também rectangular, foi construído perpendicularmente aos dois primeiros.

Na vertente sul, do penedo, e na continuidade do terceiro tanque, são visíveis dois degraus de acesso talhados, de uma forma grosseira, no afloramento, ligados a um carreiro, desgastado pelo uso sistemático do monumento.

A face do penedo, voltada a oeste, foi intensionalmente rasgada a pico de forma a criar um altar.

Em 30 de março de 2020, o santuário foi classificado como Sítio de Interesse Público devido ao seu “testemunho simbólico ou religioso” e ao “valor estético técnico”[3].

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.