General Atomics MQ-9 Reaper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
General Atomics MQ-9 Reaper
Picto infobox civil drone.png
MQ-9 Reaper
Descrição
Tipo / Missão Drone militar
País de origem  Estados Unidos
Quantidade produzida 163 até 2014 unidade(s)
Custo unitário US$ 16,9 milhões (em 2013)
Desenvolvido de General Atomics MQ-1 Predator
Desenvolvido em General Atomics Avenger
Primeiro voo em 2 de fevereiro de 2001
Introduzido em 1 de maio de 2007
Especificações
Dimensões
Comprimento 11 m (36,1 ft)
Envergadura 20 m (65,6 ft)
Altura 3,81 m (12,5 ft)
Peso(s)
Peso vazio 2 223 kg (4 900 lb)
Peso máx. de decolagem 4 760 kg (10 500 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 × Honeywell TPE331-10
Performance
Velocidade máxima 482 km/h (260 kn)
Velocidade de cruzeiro 313 km/h (169 kn)
Autonomia 1852 h(s)
Teto máximo 15 240 m (50 000 ft)
MQ-9 Reaper
GM MQ-9

O General Atomics MQ-9 Reaper (Predator B ou Guardian) é o maior e mais poderoso desenvolvimento da General Atomics Aeronaltical Systems Inc. O projeto começou pela iniciativa privada em 1998 mas logo recebeu apoio da NASA. Seu primeiro vôo aconteceu em fevereiro de 2001.[1]

O Predator B é uma aeronave não tripulada equipada com sofisticados sistemas de radar e sensores podendo transportar mísseis teleguiados.

Seu uso está ligado à observação das instalações inimigas e posteriores ataques.

Apesar de ser utilizado como avião espião e em ataques surpresa, não possui sistema de defesa podendo ser alvo fácil de outras aeronaves e baterias antiaéreas.

Referências

  1. "MQ-9 Reaper Hunter/Killer UAV". Página acessada em 15 de junho de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]