Gilberto Serembe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Gilberto Serembe (Milão, 17 de dezembro de 1955) é um professor e regente de orquestra italiano.

Gilberto Serembe
Gilberto Serembe

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gilberto Serembe estudou composição e regência de orquestra no Conservatório "Giuseppe Verdi" em Milão com Bruno Bettinelli e Mario Gusella.[1]Mais tarde frequentou o Superior Course in Conducting (ou curso superior em regência) na "Accademia Chigiana" em Siena sob orientação do maestro Franco Ferrara.[2][3][4]

Ele regeu muitas orquestras renomadas tanto na Itália quanto no restante da Europa, dentre as quais podemos citar a RAI Symphony Orchestra de Turim, a Orchestra della Toscana de Florença[5], a "Arturo Toscanini" Symphony Orchestra de Parma, os conjuntos do Teatro Regio de Turim e do Teatro Massimo de Palermo, a "Pomeriggi Musicali" de Milão[6][7], a "Haydn" Symphony Orchestra de Trento e Bolzano, a sueca Göteborgs Symphoniker, a belga BRT Filharmonisch Orkest Brussels e a finlandesa Turku Philharmonic.[8][9][10]

Serembe também ministrou cursos de regência orquestral na Academia de Musica de Pescara e ele trabalhou como Professor de regência no Conservatorio "Luca Marenzio" em Brescia. Em 2013 ele fundou em Milão a Italian Conducting Academy, instituição onde atua também como professor diretor.[11]

Entre os seus alunos mais conhecidos podemos citar Alvaro Albiach, Roberto Fores Veses, Riccardo Frizza, Fabio Mastrangelo, Matteo Pagliari e Daniele Rustioni.

Serembe é casado com a compositora italiana Elisabetta Brusa.[12]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Michele Gioiosa. Gilberto Serembe. Musica e scuola. 15 September 2004, pp. 5-6.
  2. Anton Giulio Onofri, Giorgio Mezzanotte Nehamas. Franco Ferrara, il maestro caduto dal podio. Sky Classica,14 October 2013.
  3. Roberto Liso. Franco Ferrara. Genio, dolore, ricerca. Rugginenti, 2014.
  4. Enrico Raggi. Cent'anni fa nasceva Franco Ferrara, l'autorevole maestro dei maestri. Giornale di Brescia, 28 December 2011.
  5. Maurizio Papini. Serembe: è nata una bacchetta. Il Giornale, 17 April 1988.
  6. Giovanni Gavazzeni. Milano: Brahms e Wagner con le mani nel sacco. Amadeus, August 1992, p. 23.
  7. Alberto Cantù. Mendelssohn palpita nella luce dei Pomeriggi con Zanini e Serembe. Il Giornale, 4 May 1992.
  8. Hannu Wuorela. Mozartia. Turun Sanomat, 12 January 1991.
  9. http://www.abruckner.com/editorsnote/features/RTSHSymphony/
  10. http://www.orchestrasinfonica.org/orchestra_sinfonica_I.php
  11. Luca Ciammarughi. Ritratti: Gilberto Serembe. Radio Classica, 11 September 2014.
  12. David M. Cummings. International Who's who in Music and Musicians' Directory, volume one. Psychology Press, 2000, p. 86.