Giovanny Espinoza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giovanny Espinoza
Informações pessoais
Nome completo Giovanny Patricio Espinoza Pabón
Data de nasc. 12 de abril de 1977 (40 anos)
Local de nasc. Equador Charguacayo, Equador
Altura 1,88 m
Apelido La Sombra
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1997–2001
2001–2002
2002
2003–2006
2007–2008
2008–2009
2009
2009–2010
2010–2011
2012-2014
Equador Aucas
México Monterrey
Equador Aucas
Equador LDU Quito
Países Baixos Vitesse Arnhem
Brasil Cruzeiro
Equador Barcelona de Guayaquil
Inglaterra Birmingham City
Chile Unión Española
Equador Deportivo Quito
0137 0000(3)
0006 0000(0)
0024 0000(3)
0144 0000(9)
0028 0000(0)
0025 0000(1)
0015 0000(0)
0000 0000(0)
0032 0000(0)
0042 0000(0)
Seleção nacional3
2000–2009 Flag of Ecuador.svg Equador 0090 0000(3)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 15 de abril de 2011.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 15 de abril de 2011.

Giovanny Patricio Espinoza Pabón (Charguacayo, 12 de Abril de 1977) é um ex-futebolista equatoriano, que atuava como zagueira.

Espinoza era um zagueiro central, conhecido por sua força e determinação. Participou das Copas do Mundo de 2002 e 2006.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jogou como zagueiro em clubes como a LDU Quito, o Vitesse Arnhem e o Cruzeiro, seu último clube foi o Deportivo Quito. É o segundo jogador que mais vezes foi convocado para sua seleção nacional, atrás de Iván Hurtado, com 174 jogos. Fez sua estreia em seleções em 1996 na semana de seu 19º aniversário, numa partida das Eliminatórias da Copa do Mundo de 1998, quando o Equador venceu o Peru por 4 a 1.

Espinoza e Hurtado jogando juntos mantêm o recorde internacional de mais tempo fazendo uma dupla de zagueiros - jogaram 65 partidas juntos, até 1999. Parte do sucesso do Equador nos últimos anos, inclusive a participação nas últimas duas Copas do Mundo, é atribuído à Espinoza e Hurtado.

Sua boa forma física e velociade ajudaram seu antigo clube, a LDU Quito a vencer dois campeonatos nacionais, em 2001 e 2004. Também participou da campanha nas Copas América de 2001 e 2004. Seu apelido é "La Sombra".

Anos 2006 - 2010[editar | editar código-fonte]

Na Copa do Mundo FIFA de 2006, Espinoza foi nomeado para o time ideal do torneio, que premia os melhores jogadores em cada posição.

Em 25 de Janeiro de 2007 transferiu-se da LDU de Quito para o Vitesse, time da Holanda, para substituir Ruud Knol. Assinou por um ano e meio, até Junho de 2008. Em 10 de Fevereiro de 2007 jogou sua primeira partida na Eredivisie (o Campeonato Holandês de Futebol) numa partida do Vitesse contra o SC Heerenveen[2]

Em 14 de Janeiro de 2008, Espinoza assinou pelo Cruzeiro do Brasil. Estreou em 10 de Fevereiro na partida válida pelo Campeonato Mineiro, quando o Cruzeiro venceu o Democrata de Sete Lagoas por 3 a 0.

Em 2010 acertou sua ida para a Unión Española, clube chileno. Mas não teve uma boa temporada e em 2011 assinou pelo Deportivo Quito, de seu país natal.

Referências

  1. Planetworldcup. «Elenco ECU 2002». Consultado em 12 de novembro de 2016 
  2. «Tactical Formation». Football-Lineups.com. Consultado em 14 de Fevereiro de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]