Girabola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Nacional de Seniores
Girabola Zap
Girabola_logo.png
Dados gerais
Organização Federação Angolana de Futebol
Edições 48
10 (1965-1974)
38 (1979-2017)
Outros nomes Girabola
Local de disputa  Angola
Número de equipes 16
Sistema Turno e Returno
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Nacional de Séniores[nota 1], mais conhecido por Girabola, é o principal campeonato nacional de futebol de Angola,[1] organizado pela Federação Angolana de Futebol.[2]

O termo "Girabola" é uma criação do nacionalista, radialista e relator desportivo Rui Carvalho, em 1972, no tempo em que ainda o campeonato angolano era oficialmente denominado "Campeonato do Estado Ultramarino de Angola".[3] O nome "Girabola" diferenciava a competição das outras restantes províncias ultramarinas e era uma forma subtil de protesto anti-colonial.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A competição é a sucessora do "Campeonato do Estado Ultramarino de Angola".[3]

Entre 1975 e 1979, esta competição futebolística nacional não se realizou.[3]

Em 1979 foi disputada a primeira edição da prova pós-independência, composta por 24 equipas, divididas em grupos de quatro ou seis equipas,[3] numa prova iniciada a 08 de Dezembro de 1979.[4]

Em 1980 a competição foi disputada pelas treze equipas melhor classificadas na época anterior, mais o Sagrada Esperança, beneficiado da divisão das lundas em norte e sul. A última edição a ser disputada por catorze equipas foi em 1990.[3]

Em 1991 e 1992, dezasseis equipas participaram na competição.[5] Em 1993 e 1994, o número de equipas a disputar a prova foi reduzido para doze, por causa da guerra civil que impediu as equipes de Huambo de participarem da competição.[5]

Em 1995 a competição voltou a ser disputada por catorze equipas. Desde esse ano o sistema de pontuação também se alterou, o vencedor do jogo passou a ganhar 3 pontos em vez dos 2 pontos ganhos anteriormente.[4]

Desde 2010 o campeonato é disputado por 16 equipas.[5][6]

Lista dos Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão
1979 Primeiro de Agosto (Luanda)
1980 Primeiro de Agosto (Luanda)
1981 Primeiro de Agosto (Luanda)
1982 Petro Atlético (Luanda)
1983 Primeiro de Maio (Benguela)
1984 Petro Atlético (Luanda)
1985 Primeiro de Maio (Benguela)
1986 Petro Atlético (Luanda)
1987 Petro Atlético (Luanda)
1988 Petro Atlético (Luanda)
1989 Petro Atlético (Luanda)
1990 Petro Atlético (Luanda)
1991 Primeiro de Agosto (Luanda)
1992 Primeiro de Agosto (Luanda)
1993 Petro Atlético (Luanda)
1994 Petro Atlético (Luanda)
1995 Petro Atlético (Luanda)
1996 Primeiro de Agosto (Luanda)
1997 Petro Atlético (Luanda)
1998 Primeiro de Agosto (Luanda)
1999 Primeiro de Agosto (Luanda)
2000 Petro Atlético (Luanda)
2001 Petro Atlético (Luanda)
2002 Atlético Sport Aviação (Luanda)
2003 Atlético Sport Aviação (Luanda)
2004 Atlético Sport Aviação (Luanda)
2005 Sagrada Esperança (Dundo)
2006 Primeiro de Agosto (Luanda)
2007 Inter Luanda (Luanda)
2008 Petro Atlético (Luanda)
2009 Petro Atlético (Luanda)
2010 Inter Luanda (Luanda)
2011 Recreativo do Libolo (Cuanza Sul)
2012 Recreativo do Libolo (Cuanza Sul)
2013 Kabuscorp (Luanda)
2014 Recreativo do Libolo (Cuanza Sul)
2015 Recreativo do Libolo (Cuanza Sul)
2016 Primeiro de Agosto (Luanda)
2017 A definir

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Títulos por clube do Campeonato Nacional de Seniores de Angola (1979-2016)
Total Clube Anos
15 Petro Atlético 1982, 1984, 1986-1990, 1993-1995, 1997, 2000-2001, 2008-2009
10 Primeiro de Agosto 1979, 1980-1981, 1991-1992, 1996, 1998-1999, 2006, 2016
4 Recreativo do Libolo 2011-2012, 2014-2015
3 ASA 2002-2004
2 Inter Luanda 2007, 2010
2 Primeiro de Maio 1983, 1985
1 Kabuscorp 2013
1 Sagrada Esperança 2005

Período português[editar | editar código-fonte]

Melhores marcadores[editar | editar código-fonte]

Entre os maiores marcadores de golos nesta competição destaca-se Carlos Alves, do 1.° de Agosto, que em 1980 registou um total de 29 golos. Seguem-se neste escalonamento três jogadores com 23 golos: Amaral Aleixo (Sagrada Esperança) em 1991; Flávio Amado (Petro Luanda) em 2001 e Gelson Dala (1.° de Agosto) em 2016.[7][8]

Entre os jogadores que mais vezes encabeçaram a tabela de maiores marcadores do Girabola, com a conquista em três edições, encontramos Jesus, do Petro Luanda, (1982, 1984 e 1985) e Love Kabungula, com o ASA em 2004 e 2005 e pelo Petro de Luanda em 2011.[7]

Notas

  1. Como escrito no Regulamento Geral da FAF (2009).

Referências

  1. Augusto Panzo (9 de julho de 2016). «Segundona arranca esta tarde». Jornal dos Desportos. Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  2. «Regulamento Geral da FAF» (PDF). Federação Angolana de Futebol. 16 de julho de 2009. p. 53. Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  3. a b c d e f Betumeleano Ferrão (11 de Março de 2011). «"Girabola resiste ao tempo"». Jornal dos Desportos. Consultado em 20 de Outubro de 2015 
  4. a b Pedro da Ressurreição (27 Fevereiro de 2008). «Futebol: Os 30 anos do Girabola». ANGOP. Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  5. a b c «"Girabola: Pela terceira vez campeonato tem 16 equipas"». AngoNotícias. 20 de Fevereiro de 2010. Consultado em 20 de Outubro de 2015 
  6. «"Aprovado aumento de equipas no Girabola em 2010"». ANGOP. 13 de Julho de 2009. Consultado em 20 de Outubro de 2015 
  7. a b «Girabola205: Yano sagra-se goleador do campeonato». ANGOP. 10 de Outubro de 2015. Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  8. Agência Lusa (01 de Dezembro de 2016). «Reforço do Sporting eleito melhor jogador de 2016». Diário de Notícias. Consultado em 28 de fevereiro de 2017  Verifique data em: |data= (ajuda)