Grupo Desportivo Interclube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
GDI
GD Interclube.png
Nome Grupo Desportivo Interclube
Alcunhas InterClube
Azuis-Negros
Dragão
Mascote Dragão
Principal rival Petro de Luanda
Fundação 28 de fevereiro de 1976 (46 anos)
Estádio Estádio 22 de Junho
Capacidade 12.000
Localização Luanda, Angola
Presidente José Manuel Alexandre Canelas[1]
Treinador(a) Ivo Campos[2]
Patrocinador(a) Banco BIC e ENSA
Material (d)esportivo Nike
Competição Girabola
Website interclube.co.ao
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

O Grupo Desportivo Interclube (GDI), também comumente chamado de Interclube de Luanda, é um clube de multi-desportivo da cidade de Luanda, a capital da província de Luanda, em Angola. No futebol masculino, a sua mais popular modalidade, actualmente disputa o Girabola-Campeonato Nacional de Séniores, a primeira divisão do país.

No futebol, é um dos mais vitoriosos times da província luandina, conseguindo os títulos do Girabola de 2007 e 2010, da Taça de Angola de 1986, 2003 e 2011 e da SuperTaça de Angola de 1986, 2001, 2008 e 2012.

História[editar | editar código-fonte]

Por ordem do Comandante Geral da Polícia Nacional de Angola, Santana Petroff, foi fundando, em 28 de fevereiro de 1976, o Grupo Desportivo e Recreativo do Corpo da Polícia de Angola (CPA), designação então coincidente com a da Polícia Nacional após a independência angolana.

Esta agremiação Desportiva apareceu para colmatar o vazio existente no âmbito desportivo e recreativo no seio das forças policiais e com o objectivo de diferenciar a actuação da Polícia Colonial e da Polícia da Republica Popular de Angola.

A agremiação desde o inicio movimentou muitas forças vivas, entre elas os que foram os mentores do aparecimento do clube desportivo, onde constamos nomes dos seus primeiros dirigentes, atletas, trabalhadores civis, colaboradores nas mais diversificadas áreas desportivas e técnicos, que desenvolveram todo o seu saber para o engrandecimento da mesma.

Foram os primeiros dirigentes, que movimentaram as primeiras modalidades: Futebol, Atletismo, e Basquetebol. Merecem destaque o seu Presidente Santana Petroff, que tinha como colaboradores diretos, João Saraiva de Carvalho “Tetembwa”, Armindo Espirito Santo, Luís da Silveira Pegado, José de Gouveia Leite, Jesus Victor Santos, e tantos outros na área desportiva, atletas e técnicos.

Merecem ainda destaque, o primeiro treinador de futebol o senhor Fernandes “Cazumbi”, Tio Silva, o técnico Calei do Basquetebol, o coordenador e atleta Marcos Catito no Atletismo, como atletas de futebol João António André “Cuca” o primeiro capitão da equipa, Fernando da Piedade Dias dos Santos “Nandó”, Napoleão Brandão, Van-Dunem, Correia, Caxote, Manico, Santana Carlos, Friança, Paixão, Mendes João, Rodrigues Júnior “Di Pai”, Piedade, Caricungu, etc…, no atletismo Marcos Catito, Severino da Cunha, José Augusto, Maria Trajano, Sandra, Jeny, Elizabeth Ranque “Bety”, Diogo Cunha, etc., e no Basquetebol o senhor Esperito Santo, Calei, António, e tantos outros.

Depois do primeiro Presidente, o senhor Santana Petroff (1976-1978), ainda passaram os presidentes Alexandre Kito (1978-1980), Paiva Nvunda (1980-1981), Mariano Puku (1981-1982) e Nandó dos Santos (1982-1985). Na sequência da transformação do Grupo Desportivo e Recreativo do Corpo de Polícia de Angola em Interclube, por aplicação da Lei das Associações Desportivas é eleito o senhor António Mona (1985-1994), como primeiro presidente da Direcção, cumprindo assim com a legislação vigente. Seguiram-se como presidentes José Maria Alves de Castro "Gegé" (1994-1998), Fernando Alves Simões (1998-2009), José Martinez António (2009-2012), Fernando Alves Simões (2012-2020) e o actual Presidente de Direcção José Alexandre Manuel Canelas (2020).

Em 1980 o Grupo Desportivo passa a chamar-se Interclube de Luanda com a presidência do senhor Mariano Puku e a partir dai começou a proliferação dos "Interclubes", a nível de todas as províncias de Angola.

As datas comemorativas do Clube, são as da sua fundação no dia 28 de Fevereiro de 1976, como não podia deixar de ser, relembrando o seu nascimento e a data de 22 de Junho, dia do Ministério do Interior (MININT), que é o seu patrocinador oficial e tal, como regem os seus estatutos, simboliza o seu cunho institucional.

No contexto geral o Interclube de Angola actualmente é uma Associação de Utilidade Pública, vocacionado para as activades desportivas e culturais, agregando força vivas de todos quadrantes e em especial os membros do MININT, como patrono principal.

Em 2007, sob o comando do técnico brasileiro Carlos Mozer, que brilhou na Selecção Brasileira, no Benfica e no Olympique de Marseille, alcançou o primeiro título no Girabola. O Interclube é, notavelmente, um dos poucos clubes em Angola que possui um estádio próprio, denominado 22 de Junho, localizado no bairro do Rocha Pinto e com capacidade para 12.000 espectadores.[3]

Nomes históricos do clube[editar | editar código-fonte]

A agremiação desportiva já possuiu até ao momento quatro designações, que caracterizam o seu desenvolvimento nomeadamente:

  • Grupo Desportivo do CPA
  • Grupo Desportivo do CPPA
  • Grupo Desportivo Interclube de Luanda
  • Grupo Desportivo Interclube de Angola

Outros desportos[editar | editar código-fonte]

O Interclube vem participando em inúmeras actividades, tais como: a taça das a taças internacionais, torneios Internacionais, Torneios Nacionais, Torneios Provinciais, nas diversas modalidades.

O clube organizou duas actividades e participou em nove eventos realizados pelo APBL, FABOXE e a promotora Olavo Gambôa Boxing a todos os níveis com as equipas dos diferentes escalões existentes.

Preocupado com qualificação dos quadros existentes que vêm prestando serviço ao clube, organizou e realizou o 1º curso para treinadores de boxe dos clubes da Polícia, tendo convidado a participar algumas instituições das Forças Armadas, como o EMG do Exército, FAN e a Marinha de Guerra.

Actualmente a agremiação desportiva congrega sete modalidades desportivas:

  • Futebol
  • Basquetebol
  • Andebol
  • Atletismo
  • Boxe
  • Judô
  • Tiro Desportivo

Plantel[editar | editar código-fonte]

Elenco atual do Grupo Desportivo Interclube[4]
N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome
1 G Angola Rui Honésimo 11 A República Democrática do Congo Modeste Ngelenda 19 A Senegal Ben Traoré
2 LE República Democrática do Congo Lomalisa Mutambala 12 G Angola Gelson 21 LE Angola Panílson Javela
3 Z Angola Pedro Kiaku 13 Z Brasil João Donato 22 G Angola João Ngongo
5 Z Angola Abdul 14 M Angola Paty A 23 Angola Coxi
6 V Angola Ito 15 A Angola Mano Calesso 24 DEF Angola Quinito
7 M Angola Dasfaa 16 M Angola Pedy 27 M Angola Jaredi Teixeira
8 M Congo Jusly Boukama-Kaya 17 Z Angola Filipe Malanda 28 LD Angola Mira
10 M Angola Carlinhos 18 M Angola Mateus Domingos 34 Z Angola Enoque Paulo

Técnico: Portugal Ivo Campos[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Participações nas competições CAF[editar | editar código-fonte]

2008 - Terceira Eliminatória
2011 - Segunda Eliminatória
2004 - Primeira Eliminatória
2005 - Primeira Eliminatória
2006 - Fase de Grupos
2007 - Primeira Eliminatória
2008 - Fase de Grupos
2011 - Semifinalista
2012 - Fase de Grupos
  • Taça dos Vencedores Africana: 2 participações
1987 - Primeira Eliminatória
2001 - Finalista

Treinadores do Interclube[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Candidatei-me a Presidência da Direcção do Inter, por amor ao clube, e querer que o inter tenha prestigio a nível Nacional e Internacional
  2. a b c Redação (20 de Novembro de 2019). «Ivo Campos é o novo treinador do Interclube de Luanda». Rádio Renascença. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  3. «Estádios » Estádio 22 de Junho». Girabola.com. Consultado em 8 de abril de 2013 
  4. «Plantel G.D. Interclube» 
  5. «Futebol: Romeu Silva demitido do Interclube». ANGOP. Luanda. 14 de Setembro de 2006. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  6. «Futebol: Carlos Mozer treina Interclube por dois anos». ANGOP. Luanda. 19 de Outubro de 2006. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  7. a b «Interclube rescinde contrato com Álvaro Magalhães». ANGOP. Luanda. 28 de Março de 2011. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  8. a b «Técnico António Caldas assume Interclube por duas épocas». ANGOP. Luanda. 12 de Maio de 2011. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019. (...) enquanto João Arsénio “Túbia”, até então técnico interino, (...) 
  9. «António Caldas demitido do Interclube». ANGOP. Luanda. 17 de Abril de 2012. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  10. Cristóvão, António (20 de Abril de 2012). «Técnico Pedroto treina Interclube». Jornal de Angola. SAPO. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  11. «Croata Mirsad Omerhodzic substitui Pedroto no Interclube». ANGOP. Luanda. 3 de Janeiro de 2014. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  12. a b «Interclube demite técnico Misard Omerhodzic». ANGOP. Luanda. 28 de Abril de 2014. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  13. «Илиан Илиев на работа в Ангола». Blitz (em búlgaro). Luanda. 11 de Maio de 2014. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  14. «Илиан Илиев изненадващо се раздели с анголския си клуб». Topsport (em búlgaro). 2 de Junho de 2015. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  15. Kambata, Valódia (9 de Junho de 2015). «Vesco substitui Iliev no comando técnico do Interclube». Jornal dos Desportos. SAPO. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  16. Kambata, Valódia (2 de Novembro de 2016). «Interclube dispensa Zdravko Logarusic». Jornal dos Desportos. SAPO. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  17. «Filipe Moreira vai treinar o Inter de Luanda». Record. 12 de Janeiro de 2017. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  18. «Filipe Moreira já não é treinador do Interclube». Rede Angola. 26 de Janeiro de 2017. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  19. Kambata, Valódia (24 de Janeiro de 2017). «Torres assume comando dos polícias». Jornal dos Desportos. SAPO. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  20. «Torres troca Interclube pelo Kabuscorp». Jornal dos Desportos. SAPO. 8 de Setembro de 2018. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  21. Lopes Pereira, Ricardo (31 de Dezembro de 2018). «Bruno Ribeiro emigra para o futebol angolano». Record. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 
  22. de Brito, António (14 de Novembro de 2019). «Bruno Ribeiro demitido do comando do Interclube». Jornal de Angola. SAPO. Consultado em 20 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]