Gravity Field and Steady-State Ocean Circulation Explorer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gravity Field and Steady-State Ocean Circulation Explorer
Operação União Europeia Agência Espacial Européia
Tipo de missão Satélite artificial
Lançamento 17 de março de 2009
Local do Lançamento Rússia Cosmódromo de Plesetsk
Veículo de Lançamento Rokot/Briz-KM
Duração da missão 4 anos (55 meses)
Fim da missão 10 de novembro de 2013
Designação COSPAR COSPAR
Site Site oficial
Massa 1,077 kg


O Gravity Field and Steady-State Ocean Circulation Explorer (GOCE) foi um satélite científico da Agência Espacial Europeia lançado a 17 de março de 2009, destinado a medir com uma resolução de 2 cm o campo gravitacional (geoide) da Terra, melhorando em muito a precisão do geoide medida até então.

Para conseguir tal resolução, o satélite foi colocado numa órbita especialmente baixa a 250 km de altitude e foi dotado de três pares de acelerômetros de alta precisão. A uma altitude tão baixa, o GOCE atravessava a alta termosfera, tendo um propulsor iônico que lhe permitia compensar o atrito e manter uma trajetória quase-inercial.

O GOCE trouxe novas informações sobre zonas vulcânicas ativas e sobre o comportamento dos oceanos, um dos principais interesses da sua missão. Combinando os dados gravitacionais com informações sobre a superfície dos oceanos, o GOCE permitiu o traçamento da direção e velocidade das correntes oceânicas.

A missão foi terminada a 10 de novembro de 2013 após o esgotamento do combustível do propulsor que regulava sua órbita. O satélite reentrou na atmosfera terrestre em 11 de novembro de 2013, tendo alcançado todos os seus objetivos. [1]

Ícone de esboço Este artigo sobre satélites é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências