Grupo Ruptura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manifesto do Grupo Ruptura.

Grupo Ruptura foi um conjunto de artistas que marcou o início do movimento de arte concreta em São Paulo, no Brasil.[1] Criado em 1952, era liderado por Waldemar Cordeiro (também seu maior teórico) e composto, inicialmente, por Geraldo de Barros, Luís Sacilotto, Lothar Charoux, Kazmer Féjer, Anatol Wladyslaw e Leopold Haar.[2] Em seu manifesto, é proposta a “renovação dos valores essenciais das artes visuais” através das pesquisas geométricas, aproximando arte e indústria, e com o desligamento da tradição abstracionista passada.[1]

Referências

  1. a b Aoki, Virginia, ed. (2013). Conexões com a Arte. São Paulo: Moderna. 312 páginas 
  2. André Luiz Faria Couto. «Grupo Ruptura». Brasil Artes Enciclopédias. Consultado em 28 de maio de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.