Kazmer Féjer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kazmer Féjer
Nascimento 1923
Pécs, Hungria
Morte 1989 (66 anos)
Sesimbra, Portugal
Área Pintura e escultura
Movimento(s) Concretismo

Kazmer Féjer (Pécs, 1923 — Sesimbra, 1989) foi um pintor e escultor húngaro-brasileiro. Frequentou a Academia de Belas Artes de Budapeste, onde cria, em 1945, o Artclub de Budapeste. Lá, conhece Waldemar Cordeiro.[1] Vem ao Brasil e radica-se em São Paulo em 1949, participando da primeira edição da Bienal Internacional de Arte de São Paulo em 1951. No ano segundo, participa da criação do Grupo Ruptura.[2][3]

Referências

  1. Tatiana Rysevas Guerra. «Féjer:biografia». Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. Consultado em 28 de maio de 2017 
  2. «Féjer». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 28 de maio de 2017 
  3. Aoki, Virginia, ed. (2013). Conexões com a Arte. São Paulo: Moderna. 312 páginas 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.