Movimento Islâmico do Afeganistão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Harakat-e Islami)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Movimento Islâmico do Afeganistão (em persa: حرکت اسلامی افغانستان, Harakat-e Islami-yi Afghanistan) é um partido político do Afeganistão e uma antiga facção da Aliança do Norte. O movimento é registrado como um partido político no Ministério da Justiça. [1] Desde sua fundação até 2005, foi liderado pelo aiatolá Muhammad Asif Muhsini. O movimento surgiu em 1978, como uma formação política de não-xiitas. Inicialmente, foi inspirado pelas ideias revolucionárias islâmicas de Ali Shariati, mas ao longo do tempo essa influência diminuiu. [2][3]

Em fevereiro de 2005, Muhsini renunciou como líder do movimento. Said Mohammad Ali Jawid, que atuou no primeiro gabinete de Hamid Karzai em 2001, tornou-se o novo líder.

Em abril de 2005, o movimento se juntou à Frente do Entendimento Nacional do Afeganistão, uma frente oposicionista com doze membros. No entanto, a frente logo ficaria inativa. [2]

Durante a década de 1980, o movimento foi parte do 'Oito de Teerã', uma aliança de facções mujahedin xiitas apoiadas pelo Irã, que lutou contra o governo do Partido Democrático do Povo do Afeganistão e as tropas soviéticas. O grupo aderiu ao Hezb-e Wahdat, o que se destinava a ser uma frente política unida dos xiitas, mas logo se afastou.[2] Durante o período do regime Talibã, juntou-se à Aliança do Norte.

Após a ocupação estadunidense no Afeganistão, o movimento foi dividido em dois. Um setor dissidente se separou e formou Movimento Islâmico do Povo do Afeganistão. Os dissidentes, liderados por Sayed Hussein Anwari, estavam baseados entre as forças milicianas do movimento e possuíam uma visão política mais secular.

Referências

  1. Ministério da Justiça - República Islâmica do Afeganistão - 14 de maio de 2007
  2. a b c Thomas Ruttig. «Islamists, Leftists – and a Void in the Center. Afghanistan's Political Parties and where they come from (1902-2006)» (PDF). Consultado em 21 de dezembro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 24 de maio de 2013  |archiveurl= e |arquivourl= redundantes (ajuda); |archivedate= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |deadurl= e |urlmorta= redundantes (ajuda)
  3. «Afghanistan Online: Political parties and leaders in Afghanistan». Consultado em 21 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 12 de fevereiro de 2009