Heinrich Caro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde Novembro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Heinrich Caro (Posen, Prússia, 13 de fevereiro de 1834Dresden, 11 de setembro de 1910) foi um químico alemão.

Ele começou seus estudos de Química na Universidade Friedrich Wilhelms. Por iniciativa de Nicolaus Druckenmüller, foi treinado em impressão de calicô na Alemanha, trabalhou com impressão de calicô em Mülheim e depois em Manchester, na Inglaterra, na empresa química Roberts, Dale. Durante esse tempo Caro melhorou a análise por alizarina. Quando voltou à Alemanha, prestou serviço militar entre 1857 e 1858. Passou pelo laboratório de Jaques Meyer, pai de Victor Meyer, em Berlim, até que em 1858 pôde retornar a Mühlheim, onde não conseguiu dar prosseguimento a seu trabalho, e por isso voltou a trabalhar para a Roberts, Dale em Manchester.

Enquanto ficou na Inglaterra, melhorou a extração do corante orgânico Mauveine dos resíduos da síntese e desenvolveu um método do síntese para um tipo de anilina e outros corantes. Em 1861 Caro voltou à Alemanha, onde trabalhou no laboratório de Robert Bunsen até ser contratado pela Chemische Fabrik Dyckerhoff Clemm & Co, empresa química que mais tarde se tornaria a Badische Anilin und Soda Fabrik (Basf). Lá Caro foi responsável pelas pesquisas com índigo e, junto com Adolf von Baeyer, sintetizou o primeiro corante índigo, em 1878.[1] Caro também patenteou o corante alizarina em nome da Basf. Ele foi o primeiro a isolar a acridina, e o ácido de Caro (ácido peroximonossulfúrico) tem seu nome por causa dele.

Referências

  1. H. Caro, Carl Liebermann, Carl Graebe (1870). «Ueber die Fabrikation künstlichen Alizarins». Berichte der deutschen chemische Gesellschaft. 3 (1): 359–360. doi:10.1002/cber.187000301122 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.