Hernando de Soto Polar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade. Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hernando de Soto Polar

Hernando de Soto Polar (2 de junho de 1941) é um economista e político peruano. Também preside o Instituto de Libertad y Democracia , com sede em Lima.[1] É reconhecido pela revista Time como um dos 5 maiores líderes inovadores do século, e pela revista Forbes como um dos 15 líderes que “irão reinventar o futuro”. O jornal The New York Times escreveu que suas idéias são a maior esperança que há em anos e a revista The Economist considerou o Instituto que fundou - o Instituto para a Liberdade e Democracia como “um dos dois mais importantes do mundo”.

É conselheiro de diversos chefes de estado e presidentes e autor de best sellers, traduzidos em mais de 20 idiomas, como O Mistério do Capital.

Seu trabalho de combate à pobreza é admirado pelo filósofo conservador, escritor e jornalista Olavo de Carvalho.[2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em 1941, na cidade de Arequipa, Peru. De Soto fez sua pós-graduação no Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais de Genebra. Tem sido economista no Gatt - Acordo Geral sobre Assuntos Aduaneiros e Comércio, Presidente do Comitê Executivo da Organização dos Países Exportadores de Cobre, Diretor-geral da Universal Engineering Corporation, Membro do Swiss Bank Corporation Consultant Group e Diretor do Banco Central do Peru (BCRP).

Trabalho com Fujimori[editar | editar código-fonte]

Desde 1990, começou a trabalhar com Alberto Fujimori para devolver estabilidade econômica ao país[4][5]. Seus projetos de concessão, entrega de propriedades e alta de preços resultou em controlar a hiperinflação de 2.178.500%[6][7]. Renunciou dois meses antes do golpe de 5 de abril de 1992.

Assessoramento a presidentes[editar | editar código-fonte]

Hernando de Soto tem assessorado a presidentes como:

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • El otro sendero. (1986) (Lançado no Brasil como: Economia Subterrânea: Uma análise da realidade peruana. Trad. de Gilson Schwarz, Ed. Globo, 1987.)
  • O Mistério do Capital (2000)
  • El otro sendero: La respuesta económica al terrorismo. (2002)
  • El camino al capitalismo y la espontánea generación de ley. (2004)
  • Hernando de Soto — Property Rights & Rule of Law
  1. «Hernando de Soto - President». Institute for Liberty and Democracy: ILD. Consultado em 14 de maio de 2017 
  2. de Carvalho, Olavo (27 de março de 2003). «Ética de ladrões». Jornal da Tarde. Consultado em 14 de maio de 2017 
  3. «A Função Social do Empresário». Abril de 2002. Consultado em 14 de maio de 2017 
  4. «Mario Vargas Llosa é desafiado para debate por assessor de Keiko Fujimori». Jornal do Brasil. 23 de maio de 2011. Consultado em 14 de maio de 2017 
  5. Costa, Diogo (7 de dezembro de 2013). «Contra a iniciativa privada dos ricos que é contra a propriedade privada dos pobres». Instituto Mises Brasil. Consultado em 14 de maio de 2017 
  6. «Após uma década de forte crescimento econômico, burocratas querem regular o Peru». Instituto Mises Brasil. 4 de novembro de 2015. Consultado em 14 de maio de 2017 
  7. Pinheiro da Fonseca, Joel (9 de junho de 2011). «A redescoberta do capitalismo». Instituto Mises Brasil. Consultado em 14 de maio de 2017