Himiko (rainha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de Himiko, veja Himiko (desambiguação).

Himiko ou Pimiko (卑弥呼, d. ca. 248) foi uma obscura rainha xamanista do Yamataikoku no antigo Japão. Inicialmente as histórias da dinastia chinesa registram em crônica relações tributárias entre a rainha Himiko e o reino de Cao Wei (220-265) e relata que o povo do Período Yayoi a escolheram como governante após décadas de guerra contra os reis de Wa. Antigas historias japonesas não mencionam Himiko, mas historiadores a associam com figuras lendárias como a Imperatriz consorte Jingo, que era regente (ca. 200-269), equivalente a Himiko. Estudiosos debatem acerca de sua real identidade e a localização de seu domínio Yamatai, regido desde Período Edo, com opiniões divididas entre o norte de Kyushu ou a tradicional Província de Yamato atual Kansai. "A controvérsia de Yamatai", escrita por Keiji Imamura (1996:188), é "o grande debate sobre a história do antigo Japão."

A Rainha Himiko também aparece como antagonista no enredo do jogo eletrônico Tomb Raider (versão de 2013), onde Lara Croft e os tripulantes do navio Endurance se perdem em Yamatai, uma ilha no Triângulo do Dragão chinês. De acordo com o enredo do jogo, Yamatai fora envolvida pelas tempestades dos poderes xamânicos de Himiko, que não acabariam até que a rainha fosse destruída e sua alma não fosse para mais nenhum novo corpo pré-escolhido (no caso, a amiga de Lara, Samantha Nishimura), ela tambem aparece em Kamen Rider Ghost como um de seus poderes secundários[1].

Referências históricas[editar | editar código-fonte]

A rainha xamã Himiko é citada em várias histórias antigas, datadas do terceiro século na China, Oitavo século no Japão e Século XXII na Coréia.


  1. «Eyecons». Kamen Rider Wiki. Consultado em 2016-02-19.