Hirão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Hirão foi rei de Tiro no período de David e Salomão, segundo relatos bíblicos de II Samuel 5:11. Quando David foi constituído rei de Israel, na idade de trinta e um anos, Hirão enviou mensageiros com madeira de cedro, carpinteiros e pedreiros que edificaram a Davi uma casa.

Já no período do reinado de Salomão, Hirão manteve boas relações comerciais com Israel, e, em acordo comercial com Salomão, recebeu várias cidades em troca da provisão de ouro e pela madeira de cedro e cipreste que serviu para a construção do Templo de Salomão.

As vinte cidades que Salomão deu a Hirão não o agradaram. Por esta razão, interpelou a Salomão: Que cidade são estas que me deste, irmão meu?[1]

A forma como Hirão interpelou Salomão reflete o significado do seu nome e o tipo de relação que mantinham esses dois personagens bíblicos. "Hirão é a forma abreviada de Airão, “irmão dum poderoso”".[2]

As cidades, por serem arenosas e improdutivas, foram denominadas Terra de Cabul.[3] A terra, após vinte anos, foi restituída a Salomão e reconstruída para os israelitas.[4]

Wiersbe escreve que Salomão já possuía 3400 toneladas de ouro antes de começar a construir o templo,[5] e considera uma surpresa tal empréstimo de 120 talentos (4 toneladas e meia) de ouro, e oferece a explicação:

“todo o ouro, prata e materiais para o templo inventariados em I Crônicas 22:28 - 29 eram consagrados ao Senhor, de modo que não poderiam ser usados para qualquer outra construção. Isso significa que Salomão precisou de ouro para a construção do “palácio”, talvez para os escudos de ouro, de modo que tomou emprestado de Hirão, dando-lhe vinte cidades como garantia. Essas cidades ficavam em localização conveniente, na fronteira da Fenícia com a Galileia.”[6]

As escrituras também se referem a outro Hirão, mais precisamente Hirão-Abi, um sábio artífice, filho de uma judia, da tribo de , com um homem de Tiro. No mesmo período da construção do Templo, Salomão mandou mensagem para trazer Hirão-Abi para fazer toda a obra de cobre, e para ser artífice nas obras do templo.[7]

Ellen G. White, escreveu a respeito desse artífice, referindo-se à utilização de um apóstata na construção do templo:

O rei fenício respondeu mandando Hirão-Abi, "um homem hábil, de entendimento, . . . filho de uma mulher das filhas de , e cujo pai foi homem de Tiro." 2 Crônicas 2:13 e 14. Este mestre entre os artífices, Hirão-Abi, era descendente, pelo lado de sua mãe, de Aoliabe, a quem, centenas de anos antes, Deus dotara de sabedoria especial para a construção do tabernáculo. Assim, à frente do grupo de artífices de Salomão, foi colocado um homem não santificado, que exigiu vultosa remuneração por sua habilidade fora do comum.
Hirão, rei de Tiro, sempre havia sido amigo de Davi. Assim que soube que Salomão havia sido proclamado rei em lugar de seu pai, enviou missionários diplomáticos à presença do novo rei. 2Então Salomão mandou a Hirão a seguinte mensagem: 3“Bem sabes que o rei Davi, meu pai, não pôde construir um templo em reverência a Yahweh, o Nome do SENHOR seu Deus, por causa das muitas guerras que sempre o envolveram, até o dia em que Yahweh lhe pôs todos os seus inimigos sob os pés. 4Mas agora, vivo um tempo em que o Yahweh me tem proporcionado paz em todas as fronteiras do meu reino. Eu não tenho inimigos e não há perigo de ataques. 5Por isso, planejo edificar um templo dedicado ao Nome do SENHOR meu Deus, conforme Yahweh prometeu a meu pai, Davi, afirmando: ‘Teu filho, que colocarei no trono em teu lugar, é quem construirá um Templo para o meu Nome!’ 6Portanto, dá ordem para que se cortem cedros do Líbano para mim; os meus servos acompanharão os teus servos, conforme tudo o que disseres; porque tu sabes muito bem que entre nós não há ninguém que domine a arte de cortar a madeira como os sidônios. 7Quando ouviu as palavras de Salomão, Hirão se alegrou sobremaneira e exclamou: “Bendito seja hoje Yahweh, que deu a Davi um filho com grande sabedoria, que governa este imenso povo!” 8Então, Hirão mandou comunicar a Salomão: “Eis que recebi a tua mensagem. Atenderei o teu pedido a respeito das madeiras de cedro e de cipreste. 9Os meus servos as levarão do Líbano até o litoral, e farei conduzi-las em jangadas; ali as desamarrarei, e tu as receberás. Em troca, tu atenderás o meu desejo, provendo meu palácio e minha corte de mantimento.” 10Assim, Hirão passou a fornecer toda a madeira de cedro e pinho que Salomão desejava, 11e Salomão entregou a Hirão, todos os anos, cerca de duas mil toneladas de trigo e quatrocentos mil litros de azeite de oliva puro para alimentar todas as famílias que viviam em seu palácio.12Yahweh, pois, concedeu generosa porção de sabedoria a Salomão, como lhe havia prometido. E houve paz e entendimento entre Hirão e Salomão, e os dois firmaram uma aliança entre si. 13O rei Salomão arregimentou trinta mil trabalhadores escravos de todo o Israel. 14E ordenou que fossem para o Líbano em grupos de dez mil por mês, e eles se revezaram: passavam um mês no Líbano e dois em casa. Instituiu Adonirão como chefe sobre eles. 15Salomão também mandou à região montanhosa oitenta mil homens especializados no corte de pedras e setenta mil homens para transportá-las. 16Ele colocou três mil e trezentos capatazes que tinham a responsabilidade de supervisionar a obra e comandar os trabalhadores.17Obedecendo às ordens do rei Salomão, eles cortaram grandes blocos de rocha de ótima qualidade a fim de servirem de alicerce de pedras lavradas para o templo. 18Os construtores de Salomão e de Hirão e alguns cidadãos de Gebal, Biblos, cortaram e prepararam a madeira e as pedras para a edificação do templo.

Referências

  1. I Reis 9:13
  2. Dicionário Bíblico Universal, Buckland, editora Vida
  3. I Reis 9:13
  4. II Crônicas 8:1
  5. (I Crônicas 22:14)
  6. Comentário Bíblico Expositivo, Warren W. Wiersbe, Vol. 2
  7. (I Reis 7:13 - 51)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Abibaal
Rei de Tiro
Sucedido por
Baal-Eser I