I Married a Witch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
I Married a Witch
Casei Com Uma Feiticeira (PT)
Casei-Me Com Uma Feiticeira (BR)
Fredric March e Veronica Lake (de costas) em cena do filme
 Estados Unidos
1942 •  p&b •  77 min 
Direção René Clair
Produção Preston Sturges
Argumento Robert Pirosh
Marc Connelly
Roteiro René Clair
Dalton Trumbo
André Rigaud
Baseado em The Passionate Witch de Thorne Smith e Norman H. Matson
Elenco Fredric March
Veronica Lake
Robert Benchley
Susan Hayward
Cecil Kellaway
Elizabeth Patterson
Gênero comédia
Distribuição Paramount Pictures
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

I Married a Witch (Casei-Me Com Uma Feiticeira (título no Brasil) ou Casei Com Uma Feiticeira (título em Portugal)) é um filme estadunidense de 1942, do gênero comédia fantástica, dirigido por René Clair e estrelado por Fredric March e Veronica Lake. Visto como um dos melhores, se não o melhor, dos filmes que Clair dirigiu em Hollywood[1][2], ele é também, segundo Ken Wlaschin, um dos dez melhores da estrela Veronica Lake.[3]

A produção foi indicada para o prêmio Oscar, na categoria de Melhor Trilha Sonora (drama ou comédia).

Em um caso único na história do cinema, I Married A Witch, juntamente com The Crystal Ball e Young and Willing, ambos de 1943, e ainda vários faroestes B do cowboy Hopalong Cassidy, todos produzidos pela Paramount Pictures, foram vendidos para a United Artists, que estava com poucos produtos para oferecer. A United distribuiu todo o lote como se fossem produções da fictícia Screen Guild Productions.[1][4] (Uma Screen Guild Productions seria realmente criada em 1945 pelo produtor Robert L. Lippert, sem nenhuma ligação com o que é tratado aqui. Queira ver Robert L. Lippert) (em inglês).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Veronica Lake e Cecil Kellaway

Jennifer e seu pai Daniel são queimados por bruxaria em uma fogueira, na Salem do século XVII. Enquanto ardem, Jennifer joga uma praga na família de Jonathan Wooley, o puritano responsável por suas mortes: a partir daí, todos os membros masculinos da família Wooley estão condenados a ser infelizes no casamento.

Agora, estamos em 1942, na mesma cidade. Wallace Wooley é candidato a governador e está noivo de Estelle Masterson, filha de seu mentor, J.B. Masterson. Um raio atinge a árvore onde Jennifer e Daniel foram executados, o que libera seus espíritos. Jennifer tudo faz e finalmente consegue que Wallace se apaixone por ela e eles se casam. Como Wallace não acredita que ela seja uma bruxa, Jennifer se empenha em ajudá-lo a ganhar a eleição.

Daniel, contudo, não está nada satisfeito com a marcha dos acontecimentos e age intempestivamente, com consequências nefastas para o casal—e para ele, também.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Fredric March Jonathan, Nathaniel, Samuel e Wallace Wooley
Veronica Lake Jennifer
Robert Benchley Dr. Dudley White
Susan Hayward Estelle Masterson
Cecil Kellaway Daniel
Elizabeth Patterson Margaret
Robert Warwick J.B. Masterson
Ernest Shields Copeiro (não-creditado)
Franklyn Farnum Extra no Country Club/ Homem do fogo (não-creditado)

Principais premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Categoria Situação
Oscar Melhor Trilha Sonora (drama ou comédia) Indicado

Ver também[editar | editar código-fonte]

Filmes de 1942 da Paramount Pictures

Referências

  1. a b EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  2. QUINLAN, David The Illustrated Guide to Film Directors, Londres: Batsford, 1983 (em inglês)
  3. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)
  4. BERGAN, Ronald. The United Artists Story, 312 p., Londres: Octopus Books, 1986

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  • Rodrigues da Silva, Divino (1995). «Todos os Filmes da Paramount no período de 1940 a 1944». edição de autor. Matinê (13) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]