Imigração espanhola em Sorocaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Espanha Hispano-brasileiros de Sorocaba Sorocaba bandeira.jpg
Joaodonizetisilvestre2017.jpg
Fábio Maldonado.jpg
População total

200.000 hispano descendentes
25.000 com nacionalidade espanhola

Regiões com população significativa
Sorocaba
Línguas
Português  • Espanhol
Religiões
A maioria
Igreja Católica Apostólica Romana
Pentecostais
Neopentecostais
Grupos étnicos relacionados
Brasileiros brancos  • Hispânicos  • Portugueses

A cidade de Sorocaba, no estado de São Paulo conta com uma numerosa e importante colônia espanhola. Mais de 30% da população da cidade tem ascendência espanhola, sendo considerada a cidade mais espanhola do Brasil, por ter a maior colônia de hispano-brasileiros do país.[1]

A presença espanhola remete à Colonização do Brasil, quando muitos espanhóis se estabeleceram no Brasil, particularmente em São Paulo. As famílias espanholas em questão participaram do fenômeno dos bandeirantes,[2] onde participaram da colonização de Sorocaba, fundada por Baltasar Fernandes. Dos primeiros povoadores de Sorocaba, assim como Baltasar Fernandes, seus genros castelhanos André de Zúnega e Bartolomeu de Zúnega e Contreras foram os primeiros espanhóis de Sorocaba.[3]

Com o Brasil já independente de Portugal, a primeira chegada documentada é de António Rodrigues, que chegou nesse ano, em terras que mais tarde iriam dar origem ao bairro do Além Ponte. No final do século XIX e no início do século XX, as fazendas de café de São Paulo funcionavam com a constante chegada de mão de obra barata oriunda da Itália. Diferente dos imigrantes italianos, maioria dos espanhóis recusavam-se ou não se acostumavam com o trabalho no campo, acabavam por se instalarem em outras localidades, tal como Sorocaba. Pouco tempo depois, a cidade de Sorocaba se tornava a maior colônia espanhola no Brasil.[4][5] A imprensa espanhola frequentemente fazia denúncias sobre o tráfico de pessoas para o Brasil, tanto que o Consejo Superior de Emigración tentou deter esse fluxo com várias medidas. Em 1910, proibiu a imigração subsidiada de espanhóis para o Brasil. Porém, tal proibição não teve efeito, pois a migração clandestina via Gibraltar se intensificou. Em 1912, por Ordem Real, as atividades dos ganchos foram proibidas e, em 1914, criou o departamento de inspeção de emigração em Gibraltar e tribunais em La Línea e em Algeciras. Por fim, em 1924, a lei de emigração estabeleceu pena de prisão para quem estivesse envolvido com agências de emigração, com recrutamento, propaganda e expedição de passagens ou reservas de viagem.[6]

Entre as décadas de 1910 e 1970, a imigração espanhola na cidade teve seu ápice, com a oferta de empregos nas fábricas da cidade e a oportunidade de negócios na região. Para se ter uma ideia, somente no ano de 1930 a colônia espanhola ganhou 12 mil novos membros. Entre as famílias aristocratas espanholas que chegaram à cidade, estão a família Ramires, de Andaluzia, Corbalán de Aragão e Martinez, de Almeria.[7][8][9] Hoje Sorocaba conta com a maior colônia espanhola no Brasil, sendo 25 mil hispanos-brasileiros e mais de 200 mil descendentes.[10] A influência espanhola está presente em bairros da cidade, como "Além Ponte", "Brigadeiro Tobias", "Vila Hortência", "Barcelona" entre outros.[11]

Parque dos Espanhóis[editar | editar código-fonte]

Inaugurado em 2008, o Parque dos Espanhóis, assim denominado em homenagem a grande colônia espanhola de Sorocaba, está localizado entre a Vila Assis e Parada do Alto. É uma das maiores áreas públicas da cidade destinada para o lazer. Construído no Centro Social Urbano - CSU está numa área de mais de 40.000 m² e custou aos cofres públicos 1 milhão de reais em reformas, novos espaços, equipamentos, paisagismo e adaptações. O pórtico da entrada principal foi desenhado em estilo típico da Espanha da Idade Média. Hoje conta com uma extensa agenda eventos culturais, além de uma boa estrutura para as várias atividades que são promovidas todos os anos nesse local.[12]

Estátua de Baltasar Fernandes no Centro de Sorocaba, em 2012.

Comunidade hispano-sorocabana atual[editar | editar código-fonte]

A influência da comunidade espanhola ainda faz parte da sociedade sorocabana, com notória presença no esporte local, através do Clube Atlético Barcelona, na economia, com diversas empresas e comércios da cidade sendo fundados e mantidos por famílias de origem espanhola e na política, com a presença de muitos políticos de origem espanhola.

Desde 2012, Sorocaba conta com a Casa de España Don Felipe II, que oferece serviços a comunidade espanhola sorocabana e é ligada diretamente ao governo espanhol.[13] Em 2013, a cidade recebeu a visita do cônsul Ricardo Martínez Vázquez e dois deputados espanhóis, que apresentaram propostas para reforçar os lanços entre Sorocaba e a Espanha.[14] Hoje, a comunidade conta com diversas festas referentes a cultura espanhola e um programa de televisão, o Raízes da Espanha.[15]

Na Eleição municipal de Sorocaba em 2016, o prefeito eleito, Caldini Crespo e sete dos vinte vereadores eleitos eram de origem hispânica.[16]

Notáveis hispano-brasileiros de Sorocaba[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Intercâmbio Brasil/Colômbia». CCBEU. 27 de junho de 2013 
  2. Buratto
  3. - João Alberto Rampim de Oliveira - Baltazar Fernandes e a cidade de Sorocaba
  4. Imigração Espanhola
  5. «A Imigração Espanhola no Brasil. Estado do fluxo migratório para o Estado de São Paulo (1931-1936)». E.I.A.L. Consultado em 17 de maio de 2015 
  6. «O misterioso silêncio dos 15 milhões de brasileiros de sangue espanhol». 2014. Consultado em 19 de abril de 2015 
  7. Casa de España de Sorocaba - História da Imigração
  8. «Raízes da Espanha». Consultado em 15 de agosto de 2015. Arquivado do original em 13 de julho de 2015 
  9. «IMIGRANTES ESPANHÓIS EM SOROCABA». Consultado em 15 de agosto de 2015. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2016 
  10. Mapa identifica de onde vieram famílias espanholas
  11. «Sorocaba Globalizada». Consultado em 15 de agosto de 2015. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2016 
  12. Viva Cidade
  13. Casa de España Sorocaba
  14. «Cônsul espanhol apresenta propostas». Jornal Cruzeiro do Sul. 23 de maio de 2013 
  15. «Raízes da Espanha». 2014. Consultado em 19 de abril de 2015. Arquivado do original em 13 de julho de 2015 
  16. Eleições 2016