Inglês indiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
India 78.40398E 20.74980N.jpg

O inglês indiano compreende vários dialetos ou variedades do inglês falados principalmente no subcontinente indiano. Estes dialetos evoluíram durante e após o domínio colonial da Grã-Bretanha na Índia. O inglês é uma das línguas oficiais da Índia, com cerca de noventa milhões de falantes de acordo com o censo de 1991 da Índia. Com exceção de algumas famílias que se comunicam principalmente em inglês, bem como os membros da relativamente pequena comunidade anglo-indiana, a maioria dos indianos costuma a utilizar o inglês indiano como uma segunda ou terceira língua, após a sua língua nativa indiana, que pode ser o assamês, o oriá, o urdu, o guzerate, o punjabi, o hindi, o sindi, o pushto, o bengali, o balúchi, o canada, o telugu, o marathi, o tâmil, o malaiala etc.

Várias formas idiomáticas, derivadas da linguagem literária e vernacular indiana, também marcam à sua maneira o inglês indiano. Apesar desta diversidade, não há homogeneidade geral na sintaxe e no vocabulário entre as variedades do inglês indiano.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Wells, J C (1982). Accents of English 3: Beyond the British Isles. [S.l.]: Cambridge University Press. ISBN 0521285410 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

A rather thorough analysis of Indian language published by the "Language In India" magazine.