Israel Pedrosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Israel Pedrosa
Nascimento 18 de abril de 1926 (91 anos)
Minas Gerais Alto Jequitibá, MG
Morte 7 de fevereiro de 2016 [domingo]
Niterói, RJ
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Pintor e Escritor
Principais trabalhos Da cor à cor inexistente
Prémios Prêmio Thomas Mann, conferido pela Embaixada da República Federal da Alemanha

Prêmio Destaque Hílton de PIntura Colar do Mérito Universitário, conferido pela UFF em 2015; Entre outros prêmios, honrarias e homenagens.

Israel Pedrosa (Alto Jequitibá, Minas Gerais, 18 de abril de 1926 - Niterói, Rio de Janeiro, 7 de fevereiro de 2016) é um pintor, pesquisador, professor universitário, escritor e livreiro brasileiro.[1]

Pedrosa foi diretor da EDIL, distribuidora de livros do Partido Comunista e escreveu um best seller sobre a teoria das cores, que se chama: Da cor à cor inexistente.[2]

Discípulo de Ferrucio Dami e Portinari (de quem foi colaborador), formou-se na Escola Superior de Belas-Artes de Paris. [1]

Exposições coletivas[editar | editar código-fonte]

  • 1947 - Salão Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro)
  • 1949 - 1ª Exposição dos Artistas da América Latina (Paris)
  • 1950 - Exposição Internacional (Lyon)
  • 1951 - 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão do Trianon (São Paulo)
  • 1952, 1955, 1956 e 1959 (1º, 4º, 5º e 8º) Salão Nacional de Arte Moderna (Rio de Janeiro)
  • 1978 - 1ª Bienal Latino-Americana de São Paulo, na Fundação Bienal (São Paulo)
  • 1989 - FIAC, no Grand Palais (Paris)
  • 1989 - Artista Participante - Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, no Museu Charlottenborg (Copenhague)
  • 1994 - Os Novos Viajantes, no Sesc/Pompéia (São Paulo)
  • 1997 - Exposição de lançamento do Catálogo Virtual de Artistas de Niterói, na Sala Carlos Couto, Niterói Artes, Fundação de Arte de Niterói (Niterói)
  • 2001 - Museu de Arte Brasileira: 40 anos, no MAB-FAAP (São Paulo)
  • 2002 - Niterói Arte Hoje, no MAC/Niterói (Niterói)
  • 2002 - Niterói Arte Hoje, no Centro Cultural Candido Mendes (Niterói)

Referências

  1. a b Pro Arte Galeria. «Israel Pedrosa». Consultado em 23 de março de 2013 
  2. Associação Estadual de Livrarias do Rio de Janeiro. «As cores e os livros». Consultado em 23 de março de 2013 

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Da cor à cor inexistente (1977)
  • Na contramão dos preconceitos estéticos
  • Guerra e Paz
  • O Universo da Cor
  • Pedrosa o Brasil em cartas de tarô

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.