István Szabó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
István Szabó
István Szabó
Nascimento 18 de fevereiro de 1938
Budapeste,  Hungria
Ocupação Diretor de cinema
Oscares da Academia
Óscar de Melhor Filme Estrangeiro
1982
Festival de Berlim
Urso de Prata de Melhor Realizador
1980

Grand Prix do Júri
1992

Outros prêmios
Grande Prémio do Festival Internacional de Cinema de Moscovo
1967

Leopardo de Ouro do Festival Internacional de Cinema de Locarno
1974

IMDb: (inglês)

István Szabó (18 de fevereiro de 1938, Budapeste) é um diretor de cinema húngaro.

Em 1996 foi o vencedor do Prêmio Pulitzer por seu documentário de televisão Os Cem Anos de Cinema. Recebeu o Oscar pelo seu filme Mephisto, em 1981.

Em janeiro de 2006 tornou-se público que ele era um agente do III/III departamento, um comunista formal da agência de inteligência interior. Depois da revolução, em 1956, ele foi chantageado e forçado a cooperar, embora mais tarde tenha cooperado de bom grado. Escreveu relatórios sobre colegas húngaros, diretores, atores e atrizes, como Miklós Jancsó, Mari Töröcsik, Károly Mécs.

Muitos críticos percebem certos parentescos com a história de seu filme mais laureado Mephisto, que narra a história real de um ator que se envolveu com o nazismo. Porém Szabó nega ter se arrependido, alegando ter salvo a vida de um amigo condenado à morte, devido a seu envolvimento na revolução de 1956.

Seus filmes mais aclamados vieram de seu trabalho com o famoso ator austríaco Klaus Maria Brandauer, e sua contínua colaboração e amizade com o fotógrafo Lajos Koltai.

Prêmiações mais importantes[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.