Itaipu (distrito de Niterói)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Itaipu
  Distrito do Brasil  
Praia de Itaipu
Praia de Itaipu
Localização
Estado  Rio de Janeiro
Município Niterói

Itaipu é um distrito do município de Niterói, no Rio de Janeiro.[1] O distrito possui cerca de 58 000 habitantes (IBGE 2000) e está situado na região sudeste do município.[2]

Topônimo[editar | editar código-fonte]

Existem várias hipóteses etimológicas para a origem do topônimo "Itaipu":

  • seria uma palavra de origem tupi-guarani que significa "pedra que canta", através da junção de itá = pedra e ipo'ú = cantora;[3]
  • o tupinólogo Eduardo Navarro sugere, para o Itaipu paranaense, a etimologia "rio barulhento das pedras", através da junção dos termos tupis antigos itá (pedra), 'y (água, rio) e pu (barulho). No entanto, o autor salienta que topônimos com a mesma grafia podem ter origens etimológicas diversas segundo a configuração geográfica do lugar, de modo que a etimologia do Itaipu niteroiense pode não ser a mesma do Itaipu paranaense.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1835, por meio de ato estadual, a então Vila Real da Praia Grande foi elevada a categoria de cidade com a denominação Niterói. Por intermédio da mesma lei, as povoações de São Gonçalo, Nossa Senhora da Conceição de Cordeiros e São Sebastião de Itaipu foram elevadas a categoria de freguesias e anexadas a Niterói. Já em setembro de 1890, um novo decreto estadual desmembrou do município estas freguesias para criação de um novo município. Assim surgiu o município de São Gonçalo, formado por São Gonçalo, Nossa Senhora da Conceição de Cordeiros e São Sebastião de Itaipu. Com isto, o município de Niterói passou a ser constituído de distrito único e homônimo.[5][6]

Porém, em dezembro de 1943, o distrito de Itaipu é desmembrado de São Gonçalo e volta a fazer parte de Niterói. Atualmente Niterói é constituído por dois distritos: Niterói e Itaipu.[7][8]

Referências

  1. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «O histórico de Niterói» (PDF). Consultado em 1 de janeiro de 2012 
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «Censo Demográfico 2000». Consultado em 9 de janeiro de 2012 
  3. Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu. «Itaipu Binacional». Consultado em 31 de janeiro de 2012 [ligação inativa]
  4. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo. Terceira edição. São Paulo. Global. 2005. p. 69.
  5. Prefeitura Municipal de São Gonçalo. «Leitura técnica do município de São Gonçalo». Consultado em 24 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 21 de junho de 2012 
  6. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «O histórico de São Gonçalo» (PDF). Consultado em 24 de dezembro de 2013 [ligação inativa]
  7. Câmara dos Deputados. «Discurso do deputado Neilton Mulim em "A voz do Brasil"». Consultado em 24 de dezembro de 2013 
  8. Prefeitura Municipal de São Gonçalo. «A história de São Gonçalo». Consultado em 24 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 21 de junho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]