Ivorá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ivorá
Ivorá-RS.jpg

Bandeira indisponível
Brasão de Ivorá
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 9 de maio de 1988 (29 anos)
Gentílico ivorense
Prefeito(a) Vera Beatriz Rossato (PMDB)
Localização
Localização de Ivorá
Localização de Ivorá no Rio Grande do Sul
Ivorá está localizado em: Brasil
Ivorá
Localização de Ivorá no Brasil
29° 31' 12" S 53° 34' 51" O29° 31' 12" S 53° 34' 51" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Ocidental Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Faxinal do Soturno, Silveira Martins, Julio de Castilhos, Nova Palma, São João do Polêsine
Distância até a capital 280 km
Características geográficas
Área 122,887 km² [2]
População 2 118 hab. est. IBGE/2016[3]
Densidade 17,24 hab./km²
Altitude 120 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,777 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 29 148,358 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 11 980,42 IBGE/2008[5]
Página oficial

Ivorá é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

De acordo com dados do IBGE, o município conta com população de com 2.424 habitantes. Foi fundado em 9 de maio de 1988, separando-se então do município de Júlio de Castilhos.

Entretanto, sua história começa em maio de 1883, quando Manuel J. Siqueira Couto, diretor da Colônia de Silveira Martins, iniciou a medição dos lotes coloniais que seriam destinados aos imigrantes italianos lá acampados.

Colonização Italiana[editar | editar código-fonte]

Os problemas políticos e econômicos enfrentados na Itália, associados à necessidade de mão de obra no Brasil, especialmente na segunda metade do século XIX, desencadearam um intenso processo de imigração de italianos para o Brasil. No estado do Rio Grande do Sul, os italianos começaram a chegar a partir de 1870, instalando-se em quatro colônias de imigração. As duas primeiras colônias surgiram em 1870 e foram denominadas Conde D'Eu e Dona Isabel, correspondendo hoje, respectivamente, aos municípios de Garibaldi e Bento Gonçalves. A terceira colônia, denominada Caxias, foi fundada em 1875, correspondendo hoje ao município de Caxias do Sul. A quarta colônia, denominada Silveira Martins, foi fundada em 1876 pelo Governo Imperial, sendo ocupada por imigrantes italianos a partir de 1877, correspondendo hoje a vários municípios da Quarta Colônia de Imigração Italiana, entre eles, o município de Ivorá.

O atual município de Ivorá foi colonizado a partir de 1883, por imigrantes oriundos das atuais regiões italianas do Veneto e Friuli-Venezia-Giulia, recebendo inicialmente o nome de Núcleo Norte, por estar ao norte do núcleo da Colônia de Silveira Martins, hoje município de Silveira Martins.

Em 10 de maio de 1883, iniciou-se a medição dos lotes coloniais, sob o comando do Diretor da colônia de Silveira Martins, Dr. Manuel José de Siqueira Couto, e, em 25 de setembro de 1883, chegou a Núcleo Norte o primeiro colonizador italiano, Valentino Zancan, acompanhado de sua esposa, Osvalda Bortolot, e de seus quatro filhos, Antonio, Luigi Giacobbe, Giuseppe Osvaldo e Angelo Luigi.

Já em 1884, o diretor Dr. Manuel Couto, ordenou também a divisão dos lotes urbanos da sede da colônia denominada então São José de Núcleo Norte. Seus primeiros moradores foram os comerciantes Primo Dall’ Aglio e João Stroili, bem como as famílias de Daniel Morandini, Boaventura Gaspar Coderini e José Dall-Ross.

Após algum tempo, a comunidade de Núcleo Norte passou a ser denominada de Nova Údine, em homenagem à cidade italiana de Údine, terra de muitos colonizadores. Em 1 de janeiro de 1939, a comunidade de Nova Údine passou à categoria de Vila, com o nome de Ivorá, sugestão dada pelo Instituto Histórico e Geográfico do Estado do Rio Grande do Sul, devido à participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, lutando contra a Itália. Ivorá é uma palavra de origem indígena, que significa Rio da Praia Formosa.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado na Serra de São Martinho, a uma latitude 29º31'13" sul e a uma longitude 53º34'50" oeste, estando a uma altitude de 120 metros.

Ivorá se localiza na região central do Estado do Rio Grande do Sul, na região hoje denominada Quarta Colônia de Imigração Italiana, a qual compreende também os municípios de Silveira Martins (berço da colonização italiana nesta região), São João do Polêsine, Faxinal do Soturno, Dona Francisca, Nova Palma e Pinhal Grande.

A sede do município está localizada na Serra de São Martinho, na transição entre a depressão central (direção de Restinga Seca e Cachoeira do Sul) para o planalto (Julio de Castilhos e Cruz Alta).

Referências

  1. «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 24 de junho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.