Jacobo Zabludovsky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jacobo Zabludovsky
Em 2013, na entrega da medalha Eduardo Neri
Nome completo Jacobo Zabludovsky Kraveski
Nascimento 24 de maio de 1928
Cidade do México
 México
Morte 2 de julho de 2015 (87 anos)
Cidade do México
 México
Nacionalidade Mexicano
Ocupação Jornalista e apresentador
Prémios Premio Ondas (da Association of Latin Entertainment Critics de New York);
Premio Internacional de Periodismo "Rey de España";
"Medalha Eduardo Neri".

Jacobo Zabludovsky Kraveski (Cidade do México, 24 de maio de 1928 – Cidade do México, 2 de julho de 2015) foi um professor, advogado, escritor, jornalista e apresentador mexicano.[1] Conduziu um dos maiores programas de notícias populares do México nas décadas de 1970 e 1980, o "24 horas"[2].

Formado em advocacia na Universidade Nacional Autônoma do México, em 1967, nunca exerceu a profissão, pois desde 1946 trabalhou como editor de notícias e jornalista, primeiro em rádios e quando surgiram os primeiros tele-jornais da televisão mexicana (início da década de 1950), assumiu a produção e direção deste formato de programa na Televisa. Entre 1971 e 1998, foi o âncora do tele-jornal popular do canal Televisa denominado "24 horas"[3][4].

Zabludovsky foi o único repórter mexicano presente em Havana, quando Fidel Castro conquistou a cidade, em 1959, e entrevistou, em primeira mão, o revolucionário Che Guevara. Outro momento de destaque em sua vida profissional, foi no dia 19 de setembro de 1985, quando de um telefone móvel do seu carro, registrou, ao vivo, o grande terremoto da cidade do México. Em 1998, aposentou-se da bancada do jornal, mantendo um contrato de consultoria com o canal.

Também foi professor na Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da Universidade Nacional Autônoma do México e colaborador nos periódicos "Novedades" e "Ovaciones" e nos semanários "Claridades" e "El Redondel" e participou da dublagem no filme Up. Foi colunista do jornal "El Universal" e nos últimos anos, manteve contratado com ESPN como comentarista para a Olimpíada de 2012 e a Copa das Confederações de 2013.

É ganhador dos prêmios: "Premio Ondas", da "Association of Latin Entertainment Critics de New York", Premio Internacional de Periodismo "Rey de España", entre outros, além de honrarias, diplomas e condecoração e autor dos livros: "La Conquista del Espacio", "La libertad y la responsabilidad en la radio y la televisión mexicana", "Charlas con pintores", "Siqueiros me dijo" e "En el aire y cinco días de agosto".

Referências

  1. Mexican TV Anchor Jacobo Zabludovsky Dies at 87. ABC News, 2 de julho de 2015.
  2. «Jacobo Zabludovsky». El Universal - Opinión. México: El Universal. 3 de outubro de 2011. Consultado em janeiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Rohter, Larry (24 de junho de 1990). «As the world turns, it's news with a spin; Mexico: The Word According To Jacobo». New York Times. Consultado em janeiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Preston, Julia (1 de abril de 2000). «In Mexico, Top Newsman And Network Part Ways». New York Times. Consultado em janeiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)