Jeannine Taylor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jeannine Taylor
Nome completo Jeannine Alice Taylor
Nascimento 2 de junho de 1954 (66 anos)
Hartford, Connecticut
Nacionalidade norte-americana
Educação Wheaton College
Ocupação Atriz, gerente de marketing
Cônjuge James McConnell (c. 1990)

Jeannine Alice Taylor (Hartford, 2 de junho de 1954)[1][2] é uma atriz estadunidense. É mais conhecida por interpretar Marcie Cunningham no filme de terror Friday the 13th (1980) e também apareceu no telefilme The Royal Romance of Charles and Diana. Atuou em diversas produções da Broadway e off-Broadway, incluindo uma adaptação de 1979 do musical Les Parapluies de Cherbourg (1964). Pouco tempo depois do lançamento de Friday the 13th, ela decidiu se afastar do cinema e da televisão e passou a trabalhar como gerente de marketing de uma revista em Nova Iorque, aparecendo apenas esporadicamente em algumas produções teatrais e documentários.

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos e educação[editar | editar código-fonte]

Taylor nasceu em 2 de junho de 1954 em Hartford, Connecticut. Sua mãe, Diane (sobrenome de solteira: Coperthwaite) era de Fort Myers, Flórida e dirigente de um centro comunitário local.[1] Taylor começou a ter aulas de voz aos 14 anos, o que a levou a cantar em assembleias escolares, na igreja e em eventos comunitários. Depois, conseguiu papéis em peças escolares, o que despertou seu interesse pela carreira na atuação.[3] Logo após graduar-se na Wheaton College, uma universidade cristã de artes liberais localizada em Wheaton, Illinois, ela se mudou para Nova Iorque, decidida a realizar seu sonho de trabalhar como atriz profissionalmente.[1][3]

Teatro, cinema e televisão[editar | editar código-fonte]

Em 1979, Taylor interpretou Jenny em The Umbrellas of Cherbourg, adaptação teatral do filme Les Parapluies de Cherbourg (1964). A produção foi recebida com críticas positivas.[4] No musical Home Again, Home Again, de Cy Coleman, ela desempenhou o papel de Linda.[5] A produção foi apresentada entre 10 e 17 de março de 1979 no American Shakespeare Theatre em Stratford, Connecticut. Posteriormente, foi encenada no Royal Alexandra Theatre em Toronto, Ontário, Canadá, entre 19 de março e 14 de abril.[5] O musical estava programado para estrear no Mark Hellinger Theatre em 26 de abril do mesmo ano, mas foi cancelado ao custo de 1 250 000 dólares.[6]

A atriz fez sua estreia no cinema no filme de terror Friday the 13th, dirigido por Sean S. Cunningham e lançado em 1980;[7] ela foi escalada como Marcie Cunningham,[2] uma monitora de acampamento, e contracenou com Kevin Bacon, Adrienne King e Betsy Palmer.[7] Taylor fez o papel da protagonista Madame Trentoni/Aurelia Johnson em Hijinks!, uma produção off-Broadway de Robert Kalfin, encenada entre 17 de dezembro de 1980 e 18 de janeiro de 1981.[8] Em 1982, interpretou Samantha Edwards no telefilme The Royal Romance of Charles and Diana, um drama biográfico sobre o casamento de Carlos de Gales e Diana Spencer.[9]

Ainda em 1982, Taylor desempenhou o papel de Henrietta na peça Robert and Elizabeth, uma adaptação musical britânica de The Barretts of Wimpole Street, peça e filme que abordam o romance que os poetas Robert Browning e Elizabeth Barrett Browning tiveram na vida real.[10] Nos palcos, ela também participou, na década de 1980, das produções A Midsummer Night's Dream (off-Broadway) e Seagulls, encenada no Cincinnati Playhouse de Ohio.[11]

Carreira posterior e vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Algum tempo depois de estrelar Friday the 13th, Taylor decidiu se afastar das telas e tornou-se gerente de marketing na The Institutional Investor, uma revista mensal com foco no setor financeiro sediada em Nova Iorque.[1][11] A atriz afirmou que se sentia deslocada em sua carreira na atuação: "No que diz respeito a atuar em grandes filmes... francamente, eu não achava que era bonita o suficiente. Eu não era alta e loira — nunca pensei em mim dessa forma. Foi um tipo de sorte, de fato".[3] Ela foi casada duas vezes, com ambas as uniões terminadas em divórcio, antes de se casar com James Whitney McConnell, um especulador de comódites, em fevereiro de 1990.[1]

No documentário Going to Pieces: The Rise and Fall of the Slasher Film, lançado em 2006, foram usadas imagens de arquivos da atriz em Friday the 13th.[12] Em 2007, ela voltou a aparecer em filmagens de arquivo usadas em Cinemassacre's Monster Madness, uma série de documentários produzidos para a televisão.[13] Em 2010, Taylor se reuniu novamente com Robert Kalfin para a produção teatral A Cable from Gibraltar, que foi encenada no Medicine Show Theatre em Nova Iorque.[14][15] Em 2013, Taylor apareceu como entrevistada no documentário retrospectivo Crystal Lake Memories: The Complete History of Friday the 13th.[16]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas Ref.
1980 Friday the 13th Marcie Cunningham Longa-metragem [7]
1982 The Royal Romance of Charles and Diana Samantha Edwards Telefilme [9]
2006 Going to Pieces: The Rise and Fall of the Slasher Film Marcie Cunningham Documentário; filmagens de arquivo [12]
2007 Cinemassacre's Monster Madness Telessérie; filmagens de arquivo [13]
2013 Crystal Lake Memories: The Complete History of Friday the 13th Ela mesma Documentário [16]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas Ref.
1979 The Umbrellas of Cherbourg Jenny The Public Theater [4]
Home Again, Home Again Linda American Shakespeare Theatre / Royal Alexandra Theatre [5]
1980 A Midsummer Night's Dream Elenco Off-Broadway [11]
1980-1981 Hijinks! Madame Trentoni / Aurelia Johnson [17]
1982 Robert and Elizabeth Henrietta Paper Mill Playhouse [10]
1985 Seagulls Elenco Cincinnati Playhouse [11]
2010 A Cable from Gilbraltar Infanta / Mulher / Velha Medicine Show Theatre [14]

Referências

  1. a b c d e The New York Times Company (4 de fevereiro de 1990). «Jeannine Taylor Becomes a Bride». The New York Times (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2018 
  2. a b Fandango. «Jeannine Taylor». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2021 
  3. a b c Bracke 2005, p. 20.
  4. a b Gussow, Mel (2 de fevereiro de 1979). «Stage: 'Umbrellas' Opens Beguilingly». The New York Times (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de junho de 2018 
  5. a b c Dietz 2015, p. 450.
  6. Dietz 2015, p. 451.
  7. a b c «Friday the 13th». AFI Catalog (em inglês). American Film Institute. Consultado em 24 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2021 
  8. Dietz 2010, p. 198-9.
  9. a b «The Royal Romance of Charles and Diana (1982) - Peter Levin | Cast and Crew». AllMovie (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2021 
  10. a b Klein, Alvin (14 de novembro de 1982). «A Musical Reopens Paper Mill». The New York Times (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de maio de 2015 
  11. a b c d O'Brien, Jon (3 de agosto de 2016). «Where Are They Now? The Cast Of Friday The 13th». Screen Rant (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de julho de 2020 
  12. a b McQueen, Jeff; Bohusz, Michael (diretores) (10 de maio de 2006). Going to Pieces: The Rise and Fall of the Slasher Film (DVD) (em inglês). ThinkFilm/Starz Entertainment/Candy Heart Productions. ASIN B000LAZDOW 
  13. a b Rolfe, James (apresentador) (outubro de 2007). Cinemassacre's Monster Madness - 2007 - History Of Horror (em inglês). Em cena em dur: 00.14. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 – via Internet Archive 
  14. a b Simmons, Paulanne (2010). «A Cable from Gibraltar». CurtainUp (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de outubro de 2020 
  15. Windeler, Robert (12 de fevereiro de 2010). «A Cable From Gibraltar». Backstage (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 26 de fevereiro de 2021 
  16. a b Orndorf, Brian (18 de setembro de 2013). «Crystal Lake Memories: The Complete History of Friday the 13th Blu-ray Review». Blu-ray.com (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2018 
  17. Dietz 2010, p. 198.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.