João de Barros Guerra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João de Barros Guerra

João de Barros Guerra foi um administrador colonial português.

Foi juntamente com governador Gonçalo da Costa de Alcáçova Carneiro de Meneses (1691-1694) para Angola atuar na área militar, posteriormente serviu em Lisboa como alferes sob o comando de D. Miguel Carlos de Távora, 2º Conde de São Vicente. Lutou na Guerra de Sucessão Espanhola, participando de eventos como a Restauração da Vila de Monsanto, o cerco a Albuquerque e a rendição de Badajoz. No território brasileiro, comandou expedições contra índios no Rio Madeira e foi capitão-mor da capitania do Grão-Pará, de 15 de abril de 1710 a 11 de junho de 1716.

Referências

Os capitães-mores do Pará (1707-1737): trajetórias, governo e dinâmica administrativa no Estado do Maranhão [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Pedro Mendes Tomás
Governador do Pará
17101716
Sucedido por
José Velho de Azevedo


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.