Manuel Bernardo de Melo e Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Manuel Bernardo de Melo e Castro (Lisboa, 16 de Fevereiro de 1716 — ?), visconde de Lourinhã, foi um fidalgo e administrador colonial português.

Filho de Maria Joaquina Xavier da Silva e de Francisco de Melo e Castro (neto de André de Melo e Castro, 4º conde das Galveias), desposou Domingas Isabel de Noronha.

Assentou praça com quinze anos de idade no Regimento de Infantaria da Corte, sendo sucessivamente promovido até o posto de coronel do Regimento de Cascais, em 1757, quando foi nomeado para o cargo de governador e capitão-general do Estado do Grão-Pará e Maranhão, de 1759 a 1763.

Posteriormente, de regresso a Portugal, exercia em 1771 o cargo de Governador das Armas da Província do Alentejo.


Precedido por
Francisco Xavier de Mendonça Furtado
Governador do Grão-Pará
17591763
Sucedido por
Fernão da Costa de Ataíde Teive Sousa Coutinho


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.