Jorge Paixão da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jorge Paixão da Costa
Nascimento 13 de outubro de 1954 (65 anos)
Lisboa
Nacionalidade Português
Ocupação Realizador de televisão e cinema e professor universitário
Outros prémios
Prémio José Carlos Belchior (2013)

Jorge Paixão da Costa (Lisboa, 13 de Outubro de 1954) é um realizador de televisão e cinema e professor universitário português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Cinematografia pela Universidade de Estocolmo em 1982. Frequentou o Masters School of the European Film Academy, em Berlim, ano de 1992.

No cinema foi realizador de quatro películas, sendo as longas-metragens Adeus Princesa (1994) e O Mistério da Estrada de Sintra (2007) os títulos mais conhecidos do realizador.

Assinou a realização de mais de dez produções televisivas, entre telefilmes (2005 - 29 Golpes, A Escada e O Mergulho), séries (2004 - A Ferreirinha, 2002 - Lusitana Paixão, 2001 - Sociedade Anónima, 2000 - A Raia dos Medos, 1999 - Não és Homem Não És Nada, 1996 - Polícias, 1990 - Os Melhores Anos) e novelas (2002 - Lusitana Paixão, 1996 - Roseira Brava, 1995 - Desencontros, 1994 - Na Paz dos Anjos).

É professor da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias desde 1997.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Telefilmes[editar | editar código-fonte]

  • Fugas.pt (2003)
  • 29 Golpes (2005)
  • A Escada (2005)
  • O Mergulho (2005)
  • A Invenção (2007)

Filmes[editar | editar código-fonte]

Séries[editar | editar código-fonte]

  • Lusitana Paixão (2003)
  • Sociedade Anónima
  • A Raia dos Medos
  • Não és Homem Não És Nada
  • Polícias
  • Os Melhores Anos
  • O Que Se Passou Foi Isto (2009)
  • À Porta da História (2017)

Novelas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]