Universidade de Estocolmo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Universidade de Estocolmo
Stockholm Universitet
Arrheniuslab 2010b.jpg
Fundação 1878
Localização Estocolmo, Suécia
Funcionários técnico-administrativos +5,000
Reitor(a) Prof. Kåre Bremer
Total de estudantes +50,000
Campus Urbano, 310 974 m²
Página oficial www.su.se/english

A Universidade de Estocolmo (em sueco: Stockholms universitet) é uma universidade da Suécia, e uma das maiores e mais prestigiadas da Escandinávia. Possui mais de 50.000 alunos [1] - entre acadêmicos e pesquisadores - estudando em quatro faculdades.

Posição[editar | editar código-fonte]

Na edição de 2019 do Ranking de Xangai (Academic Ranking of World Universities), a Universidade de Estocolmo ficou classificado em 73º lugar, sendo a terceira melhor universidade sueca nesse ranking. [2] Os seu investigadores e cientistas foram laureados, por seis vezes, com o Prêmio Nobel em diferentes categorias. [3]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1878, a Stockholm högskola iníciou suas operações através de uma série de aulas sobre ciências naturais, abertas à curiosidade dos cidadãos (uma tradição ainda praticada anualmente). Fato notável na história da universidade é a indicação de Sofia Kovalevskaya à cadeira de matemática em 1889, fazendo-a a terceira mulher a se tornar professora universitária na Europa.

Em 1960, foi elevada à categoria de universidade, tornando-se a quarta universidade sueca. As dependências universitárias encontravam-se no centro de Estocolmo no Observatorielunden, porém, com o crescimento da instituição em número de acadêmicos e a consequente falta de espaço, a maioria de seus departamentos foram transferidos para o campus central em Frescati, ao norte do centro da cidade.

Prêmio Nobel[editar | editar código-fonte]

Durante seus 130 anos de existência, a Universidade de Estocolmo foi laureada em seis oportunidades com o prêmio Nobel - sendo quatro deles em Química, uma em economia e outra em literatura- através de seus pesquisadores.[3]

Faculdades[editar | editar código-fonte]

  • Ciências Naturais.
  • Direito, desde 1907.
  • Humanas, desde 1920.
  • Ciências Sociais, desde 1964.

Alumni[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «About Stockholm University» (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2009 
  2. «Academic Ranking of World Universities 2019 - Sweden». Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  3. a b «Página oficial do Prêmio Nobel» (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2009 

Ver também[editar | editar código-fonte]