José Frederico Laranjo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Frederico Laranjo
Nascimento 1846
Castelo de Vide
Morte 1910 (64 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação jurista, economista, professor universitário e político
Principais trabalhos Reforma do estudo do direito, criação da disciplina universitária de Direito Internacional
Escola/tradição Universidade de Coimbra
Principais interesses Direito económico, Direito Internacional
Título Doutoramento , recebido em 1877
Par do reino, recebido em 1898

José Frederico Laranjo (Castelo de Vide, 1846Lisboa, 1910) foi um jurista, economista, professor universitário e político português.

Doutorou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em 1877 e iniciou a sua carreira de docente universitário no ano seguinte. Foi director do jornal O Distrito de Portalegre, deputado pelo Partido Progressista e nomeado par do reino (membro da Câmara dos Pares do Reino) em 1898.

No campo académico destacou-se pelas suas investigações históricas, pela sistematização dos conhecimentos económicos do seu tempo. Como político promoveu a reforma do estudo do direito, nomeadamente a criação da cadeira (disciplina universitária) de Direito Internacional

Encontra-se colaboração da sua autoria na Gazeta Literária do Porto [1] (1868), na publicação O Instituto, XIX anno, segunda parte, artigo Origens do Socialismo - Conferência recitada no Instituto de Coimbra em 7 de novembro de 1874 - páginas 57 a 74) e A semana de Lisboa [2] (1893-1895).

Referências

  1. Helena Roldão (19 de março de 2015). «Ficha histórica:Gazeta Literária do Porto (1868)» (PDF). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 5 de maio de 2015 
  2. Álvaro de Matos (29 de abril de 2010). «Ficha histórica: A semana de Lisboa : supplemento do Jornal do Commercio» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 3 de maio de 2016 
  • Leonel de Oliveira, ed. (1998). «Laranjo (José Frederico)». Nova Enciclopédia Larousse. 14 3899 ed. Lisboa: Círculo de Leitores e Larousse. 4111 páginas