José Pinto Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Pinto Coelho
José Pinto-Coelho (2013)
Presidente do Ergue-te
Dados pessoais
Nome completo José de Almeida e Vasconcelos Pinto Coelho
Nascimento 27 de setembro de 1960 (60 anos)
Lisboa, Campo Grande, Portugal Portugal
Nacionalidade Portugal Portugal
Progenitores Mãe: Maria Pia Penalva de Almeida e Vasconcelos
Pai: José Gabriel Braamcamp Freire Pinto Coelho
Alma mater Instituto de Artes Visuais
Cônjuge Ana Mafalda de Aragão-Morais de Utra Machado
Partido Partido Nacional Renovador / Ergue-te (1999-presente)
Religião Catolicismo
Profissão Professor de Educação Visual e Educação Tecnológica

José de Almeida e Vasconcelos Pinto Coelho (Lisboa, Campo Grande, 27 de Setembro de 1960) é um designer gráfico e político português, actual presidente do Ergue-te. Considera-se católico, monárquico e nacionalista.

Família[editar | editar código-fonte]

É filho secundogénito do Arquitecto José Gabriel Braamcamp Freire Pinto Coelho (Lisboa, Mercês, 27 de Agosto de 1936 - Lisboa, Hospital da CUF, 31 de Agosto de 1996), sobrinho-bisneto do 1.º Visconde de Silva Carvalho, trineto do 8.º Conde da Ribeira Grande, 2.° Marquês de Ponta Delgada logo 1.º Marquês da Ribeira Grande, Representante do Título de Conde de Atouguia, tetraneto do 4.º Conde de Lumiares, Representante dos Títulos de Marquês do Louriçal e de Conde da Ericeira, sobrinho-trineto do 1.º Visconde da Charruada, o qual era filho segundo do 1.º Conde do Farrobo, 2.º Barão de Quintela, e neto materno do 4.º Barão de Almeirim, de ascendência Holandesa, Italiana e Irlandesa, e de sua primeira mulher (Lisboa, Santa Catarina, a 28 de Dezembro de 1957, divorciados) Maria Pia Penalva de Almeida e Vasconcelos (Lisboa, Santa Isabel, 25 de Maio de 1936), sobrinha-neta paterna do 1.º Visconde de Almeida e Vasconcelos, bisneta do 1.º Visconde de Ferreira do Alentejo e neta materna do 2.º Conde de Penalva de Alva (antes Visconde de Penalva de Alva), também candidata a Deputada para a Assembleia da República Portuguesa pelo mesmo Círculo Eleitoral e Partido do filho. É irmão do cartunista Luís Pinto Coelho, sobrinho paterno do pintor Luís Pinto Coelho e primo da jornalista Sofia Pinto Coelho. É primo em segundo grau de Nuno Vasconcellos pelo lado materno. Pelo lado paterno, é também primo em sexto grau do falecido jornalista e apresentador de televisão Carlos Pinto Coelho e primo-sobrinho em quarto grau de José Diogo Quintela.

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Pinto Coelho iniciou os seus estudos em Lisboa, onde frequentou o Liceu Normal de Pedro Nunes, até 1974. O seu pai, Arquitecto, ficou sem trabalho devido ao período de instabilidade que se seguiu à Revolução de 25 de Abril de 1974 e mudou-se com a família para o Rio de Janeiro, onde Pinto Coelho prosseguiu os seus estudos secundários.

Depois de regressar a Portugal e concluír os estudos secundários, matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, que abandonou em 1980. Acabou então por ingressar no Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing, onde se diplomou em Design.

Iniciou a militância política no final da década de 1970, no Movimento Nacionalista, liderado pelo seu mentor Vítor Luís Rodrigues. Participou também em acções do Movimento Independente para a Reconstrução Nacional / Partido da Direita Portuguesa (MIRN-PDP), partido político de Kaúlza de Arriaga.

Colaborou na revista Futuro Presente e no jornal O Século, dirigidos por Jaime Nogueira Pinto.

Nos anos 90, torna-se membro da associação Aliança Nacional e, em 1999, foi um dos Fundadores do Partido Nacional Renovador, onde chegou a Presidente da Comissão Política Nacional após a II Convenção Nacional, a 25 de Junho de 2005. Sucessivamente reade 1999 cabeça-de-lista do PNR como candidato a Deputado para a Assembleia da República Portuguesa pelo Círculo Eleitoral do Distrito de Lisboa, foi ainda cabeça-de-lista do PNR às eleições intercalares para a Câmara Municipal de Lisboa, em 2007, nas quais obteve 0,8% dos votos.

Em 2010 não conseguiu recolher assinaturas suficientes para participar nas Eleições presidenciais portuguesas de 2011, sucedendo o mesmo em 2015 para as Eleições presidenciais portuguesas de 2016.

Ate 2019, o PNR não conseguiu eleger qualquer Deputado ou Eurodeputado.

É um dos Sócios Fundadores da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou em Lisboa a 30 de Novembro de 1984 com Ana Mafalda de Aragão-Morais de Utra Machado (Lisboa, Alvalade, 23 de Setembro de 1962), com a qual tem quatro filhos e uma filha:[1]

  • Pedro de Utra Machado Pinto Coelho (Lisboa, 4 de Fevereiro de 1986)
  • Madalena de Utra Machado Pinto Coelho (Lisboa, 23 de Junho de 1987), Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa
  • Frederico de Utra Machado Pinto Coelho (Lisboa, 18 de Abril de 1989)
  • José de Utra Machado Pinto Coelho (Lisboa, 14 de Outubro de 1993)
  • Luís de Utra Machado Pinto Coelho (Lisboa, 9 de Setembro de 1998)

Referências

  1. "Anuário da Nobreza de Portugal - 2006", António Luís Cansado de Carvalho de Matos e Silva, Dislivro Histórica, 1ª Edição, Lisboa, 2006, Tomo IV, pp. 917-918

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.