Judex (seriado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Judex
Judex[1]  (PT)
Judex[2]  (BR)
Cena de Judex
 • P&B • 12 episódios, 300 min 
Direção Louis Feuillade
Produção Robert-Jules Garnier
Gaumont Film Company
Roteiro Arthur Bernède
Louis Feuillade
Elenco René Cresté
Musidora
René Poyen
Édouard Mathé
Gaston Michel
Yvonne Dario
Gênero filme policial
Música Robert Israel
Cinematografia André Glatti
Léon Klausse
Estúdio Gaumont Film Company
Distribuição Gaumont Film Company
Lançamento França 19 de dezembro de 1916
Portugal 24 de janeiro de 1918
País  França
Idioma filme mudo, com intertítulos em francês
Cronologia
Último
Último
L'X Noir (1916)
La nouvelle mission de Judex (1918)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Judex é um seriado francês de 1916, época do cinema mudo, produzido pela Gaumont Film Company, relatando as aventuras de Judex, herói das Pulp Magazines criado por Louis Feuillade e Arthur Bernède, e que tem semelhanças com The Shadow.

Conceito[editar | editar código-fonte]

René Cresté interpretando Judex.

Feuillade havia realizado dois seriados anteriormente, Fantômas e Les Vampires, sobre atividades criminosas. Embora populares junto ao público, os seriados foram muito criticados por glorificar os bandidos. Feuillade respondeu a tais preocupações criando o herói Judex, que tinha a pompa sinistra dos vilões extravagantes tão populares na época.

Judex era um vingador misterioso que se vestia de preto e usava chapéu e uma capa, como Aristide Bruant, cantor francês da época. Este traje é bem semelhante ao traje do herói de Pulp Magazine estadunidense posterior The Shadow.

Judex antecipou os heróis pulp e os super-heróis em muitos aspectos. Ele foi um lutador magistral, um perito em disfarces e ostentava uma sede secreta. Nas passagens subterrâneas sob um castelo em ruínas, Judex tinha uma base equipada com dispositivos tecnológicos. Ele também tinha uma identidade secreta, e Judex é um nome-de-guerra que ele adotou em sua busca de vingança.

Devido à semelhança estilística com os outros seriados policiais de Feuillade, Fantômas (1913) e Les Vampires (1915), frequentemente eles são considerados em conjunto, como uma trilogia[3] .

Enredo[editar | editar código-fonte]

Musidora interpretando Diana Monti em Judex.

A história é complexa e contada em 12 capítulos que, juntos, perfazem 300 minutos. A trama básica envolve um banqueiro corrupto chamado Favraux, que é o alvo da vingança de Judex, pois, por descuido, levara milhares de pessoas à falência[4] . Para complicar mais a trama, há a inocente e bela filha de Favraux, Jacqueline, por quem o vingador se apaixona. Um elemento chave vem na forma de Diana Monti e sua gangue de criminosos que cruzam o caminho de Judex.

Judex foi interpretado pelo ídolo francês René Cresté e Diana por Musidora, que já havia personificado a vilã Irma Vep em Les Vampires, o seriado anterior de Feuillade.

Capítulos[editar | editar código-fonte]

Fonte:[5]

  1. “L’ombre mystérieuse”
  2. “L’expiation”
  3. “La mente fantastique”
  4. “Le secret de la tombe”
  5. “Le moulin tragique”
  6. “Le môme réglisse”
  7. “La femme en noir”
  8. “Les souterrains du Château-Rouge”
  9. “Lorsque l’enfant parut”
  10. “Le coeur de Jacqueline”
  11. “L’Ondine”
  12. “Le pardon d’amour”

Produção[editar | editar código-fonte]

Embora Judex tenha sido produzido em 1914, a eclosão da Primeira Guerra Mundial atrasou seu lançamento, e finalmente estreou em dezembro de 1916 e, posteriormente, a versão mais ampla em 1916-1918. A sequência do seriado foi lançada em 1918, intitulada La Nouvelle Mission de Judex[6] .

As filmagens foram realizadas em Sainte-Maxime (Var), no Chateau des Tourelles.

Refilmagens[editar | editar código-fonte]

Maurice Champreux, genro de Feuillade, fez uma refilmagem 1934, com Rene Ferté, Vallée de Marcel, Mihalesco, Jean Lefebvre, René Navarre, Constantini.

Georges Franju a refilmou em 1963, em uma versão em homenagem a Feuillade, também intitulada Judex. Jacques Champreux, neto de Feuillade e filho de Maurice Champreux, juntamente com Francis Lacassin assinaram o roteiro, com a atuação de Channing Pollock (Judex), Michel Vitold (Favraux), Édith Scob (Jacqueline), Francine Bergé, Jacques Jouanneau, Theo Sarapo, Sylvia Koscina, René Génin.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Yvette Andreyor interpretando Jacqueline em Judex.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. IMDB
  2. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 24 de março de 1920, p.14 Acesso 27-09-2013
  3. Les Vampires 9: The Poisoner 1916 The Devil's Manor. Visitado em 25-08-2012.
  4. Anderson, Jeffrey M.. Judex (1917-18) - Justice League (em inglês) Combustible Celluloid. Visitado em 22/04/2010.
  5. Silent Era
  6. “La Nouvelle Mission de Judex” no IMDB

Ligações externas[editar | editar código-fonte]