Julie Gayet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Julie Gayet
Julie Gayet no Festival de Cannes de 2009.
Nascimento 3 de junho de 1972 (41 anos)[1]
Suresnes, Altos do Sena
Nacionalidade França francesa[2]
Ocupação Atriz,[2] produtora cinematográfica
Cônjuge Santiago Amigorena (2003)[2] - separados[3]
Atividade 1993 - presente
Outros prêmios
Prêmio Romy Schneider (Prêmio por seu papel em Sélect Hôtel: 1997)[4]
Página oficial
IMDb: (inglês) (português)

Julie Gayet (Suresnes, 3 de junho de 1972)[1] é uma atriz francesa e produtora de cinema que trabalhou em várias séries de televisão e em vários filmes. Gayet é mais conhecida por seus papéis em filmes como "Só Um Beijo" e "Delphine 1, Yvan 0".

Biografia[editar | editar código-fonte]

Aos 17 anos foi estudar em Londres para um estágio com Jack Waltzer no Actors Studio. Em seguida, ela estudou na escola de circo Fratellini e estudou canto lírico com Tosca Marmor.[2] Ela também fez faculdade de história da arte e psicologia.

Em 1993, ela fez sua participação de estreia do filme Trois couleurs: Bleu.[5]

Em 1994, ela conseguiu seu primeiro grande papel em As Cento e Uma Noites de Agnès Varda. Em 1996, ela foi a estrela do filme Delphine 1, Yvan 0.

Em 1997 foi premiada com o Prêmio Romy Schneider por sua atuação em Sélect Hôtel.[4]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 2003, ela se casou com o cineasta Santiago Amigorena, com quem teve dois filhos.[2] Atualmente estão divorciados.[3]

No início de 2013, houve um boato de que Gayet manteve um relacionamento com o presidente da França, François Hollande. Em março de 2013, insistiu uma ação contra X por "atacar a vida privada".[6] [7] Em 10 de janeiro de 2014, a revista Closer publicou um relatório que vai retirar do site o boato sobre o caso de Gayet e Hollande.[8] [9]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

França Prêmio Romy Schneider

  • Prêmio por seu papel em Sélect Hôtel: 1997.[4]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Julie Gayet no Festival de Cinema Americano de Deauville em 2007.

Filmes[editar | editar código-fonte]

  • (1993) Trois couleurs: Bleu (A Liberdade É Azul)[5]
  • (1993) The Little Apocalypse
  • (1993) À la belle étoile
  • (1994) 3000 scénarios contre un virus
  • (1994) L'Histoire du garçon qui voulait qu'on l'embrasse
  • (1995) As Cento e Uma Noites
  • (1996) Sélect Hôtel
  • (1996) Delphine 1, Yvan 0
  • (1996) Les Deux Papas et la Maman
  • (1996) Les Menteurs
  • (1998) Sentimental Education
  • (1998) Ça ne se refuse pas
  • (1998) Le Plaisir (et ses petits tracas)
  • (1999) Paddy
  • (1999) Why Not Me?
  • (2000) La Confusion des Genres
  • (2000) Les Gens qui s'aiment
  • (2000) Nag la bombe Rosine, la serveuse
  • (2001) Vertiges de l'amour
  • (2002) Après la pluie, le beau temps
  • (2002) Novo
  • (2002) Un monde presque paisible
  • (2002) Chaos and Desire
  • (2002) Ma Caméra et moi
  • (2003) Lovely Rita, sainte patronne des cas désespérés
  • (2004) Ce qu'ils imaginent
  • (2004) Clara et moi
  • (2005) Camping à la ferme
  • (2005) Bab el web
  • (2006) A Woman in Winter
  • (2006) Le Lièvre de Vatanen
  • (2006) My Best Friend
  • (2006) De particulier à particulier
  • (2007) Shall We Kiss?
  • (2007) Les Fourmis rouges
  • (2008) Childhoods
  • (2009) Eleanor's Secret
  • (2010) Sans laisser de traces
  • (2010) Pièce montée
  • (2010) 8 fois debout
  • (2011) L'Art de séduire
  • (2011) The Shape of Art to Come
  • (2011) Carré blanc
  • (2011) Practical Guide to Belgrade with Singing and Crying
  • (2012) After
  • (2012) Au cas où je n'aurais pas la palme d'or
  • (2012) Nos plus belles vacances
  • (2013) Les Âmes de papier
  • (2013) Quai d'Orsay

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • (1992) Premiers baisers
  • (1994) Ferbac
  • (1994) La Vie de Marianne
  • (1997) Maítre Da Costa
  • (2001) Sang d'encre
  • (2004) 3 garçons, 1 fille, 2 mariages
  • (2005) Les Rois maudits
  • (2006) Le Rainbow Warrior
  • (2007) Le Légende des trois clefs
  • (2007) Elles et Moi
  • (2010) Famille décomposée
  • (2010) Clandestin
  • (2011) V comme Vian
  • (2011) Amoureuse
  • (2011) J'étais à Nüremberg
  • (2012) Emma
  • (2013) Odysseus
  • (2013) Alias Caracalla
  • (2014) Ça va passer... Mais quand?

Curta-metragem[editar | editar código-fonte]

  • (1996) Sans transition
  • (1996) Vive le cinéma!
  • (1996) 15 sans billets
  • (1997) Pédagogie
  • (1997) Play
  • (1998) Je ne veux pas être sage
  • (1998) Baby Blues
  • (2003) Rêver
  • (2006) Un secret derrière la porte
  • (2007) Fin
  • (2009) Le Petit Homme bleu
  • (2009) Une dernière cigarette
  • (2009) De plaisir

Como produtora[editar | editar código-fonte]

  • (2009) 8 fois debout - Coprodutora
  • (2009) Fix Me - Coprodutora
  • (2010) Dowaha - Coprodutora
  • (2011) Bonsai - Coprodutora

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

  • (2007) Laisse aboyer les chiens - por Benjamin Biolay
  • (2007) Dans la Merco Benz - por Benjamin Biolay
  • (2007) Qu'est-ce que ça peut faire - por Benjamin Biolay

Referências

  1. a b Certidão de nascimento n ° 1086/1972 em Les Gens du Cinéma
  2. a b c d e Biografia Jullie Gayet (em francês). Premiere.fr. Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  3. a b Julie Gayet: qui est l'actrice dont tout le monde parle? (em francês). terrafemina.com. Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  4. a b c Cinq choses à savoir sur l'actrice Julie Gayet En savoir plus. L'Express (10 de janeiro de 2014). Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  5. a b Julie Gayet em L'Internaute
  6. Julie Gayet et François Hollande sont-ils en couple? (em francês). L'Express (9 de janeiro de 2014). Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  7. Terra (10 de janeiro de 2014). Hollande considera processar revista que publicou suposto caso com atriz. Terra Notícias. Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  8. Vie privée: Hollande veut porter plainte contre "Closer" (em francês). Le Monde (10 de janeiro de 2014). Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  9. H.T. Revista "Closer" vai retirar informação do seu site. Diário de Notícias: DN. Página visitada em 11 de janeiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]