Karina Battis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Karina Battis
Informação geral
Nome completo Karina Battis
Nascimento 11 de outubro de 1977 (40 anos)
Origem Florianópolis, Santa Catarina
País  Brasil
Gênero(s) Pop
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 2001 - Presente
Gravadora(s) Deckdisc
Influência(s) Madonna, Britney Spears, Kylie Minogue, Geri Halliwell

Karina Battis (Florianópolis, Santa Catarina, 11 de Outubro de 1977) é uma cantora, compositora e atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Apesar de não ter nascido em uma família de músicos, Karina sempre teve o sonho de ser cantora. Aos três anos começou a cantar para a família e amigos, imitando Rita Lee, sendo que aos 9 anos se inscreveu para em um coral em sua cidade, Florianópolis. Aos 11 anos Karina começou a tocar em festas e bares sucessos da MPB, como Elis Regina e Rita Lee, e alguns sucessos da música pop, como Shania Twain e Madonna, acompanhada por uma banda formada por amigos de colégio.

Em 2000 Karina se inscreveu para o concurso de novos talentos promovido pelo programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, onde chegou a ficar entre os 14 finalistas dos 35 mil inscritos,[1] porém sendo desclassificada em uma das semifinais. Após isso, Karina foi convidada para fazer um dueto com a Família Lima, e passou a integrar shows por todo o Brasil. Foi então que a voz da cantora chamou a atenção da Abril Music, que fechou um contrato com Karina para gravar seu primeiro CD.[2] No mesmo ano a cantora muda-se para São Paulo onde começou a gravar seu primeiro álbum, inspirado em cantoras como Geri Halliwell e Britney Spears.[1]

Em 2001 Karina lança seu primeiro álbum, o homônimo Karina Battis, de onde foram retirados os singles Eu Te Quero Aqui, Oh Baby, com participação do grupo Twister e Dono dos Meus Sonhos. Em 2002 o álbum é relançado com uma faixa adicional, a regravação de Can't Get You Out of My Head, de Kylie Minogue, intitulada Eu Não Paro de Pensar em Você, sendo o maior sucesso da carreira da cantora. Porém, no mesmo ano a Abril Music encerra as atividades e todos os contratos da gravadora foram cancelados, inclusive o da cantora.[3]

Em julho de 2003, ela foi capa da revista Sexy. Sobre o ensaio, disse Karina: "Fiz pelo dinheiro, pela chance de voltar à mídia para mostrar o meu trabalho e para desfazer a imagem de menininha pura que o meu primeiro CD pode ter passado". Com o ensaio, ressurgiram convites para aparições em programas de televisão, e Karina voltou a ser sondada por empresários e gravadoras.[3] Porém, isso não chegou a resultar na gravação de um novo álbum.

Atualmente Karina se dedica a trabalhos no teatro e cinema.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Direção
2008 Encarnação do Demônio Susy José Mojica Marins
2008 Obituário Marcela Mariliz Marins
2009 Lola Mecânica Julia Maite Castanha

Referências

  1. a b http://yahoo.imusica.com.br/artista.aspx?ID=1522&BIO=1&T=0
  2. A Notícia, Florianopolitana Karina Battis mostra o talento, grava e vive o gosto do sucesso, acesso em 15 de julho de 2010.
  3. a b A Notícia, No caminho da fama, acesso em 15 de julho de 2010.
  4. CliqueMusic, Karina Battis, acesso em 15 de julho de 2010.
  5. All Brazilian Music, Karina Battis, acesso em 15 de julho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]