LHCb (experiência)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

LHCb - sigla inglesa de Large Hadron Collider beauty" e onde "beauty" se refere ao quark bottom, é um dos detectores de partículas construídos no acelerador LHC no CERN. As outras, que tal como esta também são enormes detectores, chamam-se : ATLAS, ALICE, CMS, LHCf e TOTEM.

O LHCb [1] é um experimento desenvolvido para medidas precisas da violação da simetria CP e decaimentos raros de mésons com o quark b. ou anti-b, um conjunto conhecidas por ' mesão b'. O detector da experiência de 4 500 toneladas foi especificamente desenhado [2] para retirar estas partículas e o produto do seu descaimento.

Em vez de partirem em todas as direcções, os mesão b formados pelo feixe dos protões em colisão, mantêm-se, no tubo, perto da linha central dos feixes, e isso reflete-se no desenho do detector, Outras experiências do LHC estão em volta do ponto de colisão em camadas de subdetectores, como uma cebola, mas o detector LHCb estende-se por 20 m ao longo do tubo com os seus subdetectores dispostos ao lado uns dos outros como numa biblioteca.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Dimensões : 21 m de comprimento, 13 m de largura e 10 me altura
  • Peso : 5 600 toneladas

O complexo do CERN[editar | editar código-fonte]

A composição do CAC, sigla em inglês de CERN Acelarators Complex.

(1) antes que o LEP dê lugar ao que é hoje o LHC


Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.