Lafayette da Costa Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho
Cônego, Servo de Deus
Nascimento 10 de novembro de 1886 em Serro, Brasil
Morte 21 de setembro de 1961 (74 anos) em Santa Maria do Suaçuí, Brasil
Veneração por Igreja Católica
Gloriole.svg Portal dos Santos

Cônego Lafayette da Costa Coelho (Serro, 10 de novembro de 1886Santa Maria do Suaçuí, 21 de setembro de 1961) foi um sacerdote católico brasileiro. Foi ordenado sacerdote em Diamantina, Minas Gerais, em 15 de abril 1917. Desde então, e ao longo de 44 anos, exerceu o seu ministério sacerdotal na Paróquia de Santa Maria do Suaçuí-MG, falecendo em 21 de setembro de 1961.

Homem de intensa oração e frequentes jejuns, Lafayette cativou o povo do Vale do Suaçuí e áreas adjacentes com a sua fé e exemplos de humildade. O seu carisma pastoral era, sobretudo, a bênção da saúde. Movidas pela fama de santidade do saudoso sacerdote, milhares de pessoas, de várias cidades de Minas Gerais e outros Estados visitam anualmente o seu túmulo, em Santa Maria do Suaçuí, principalmente no dia do aniversário do seu falecimento.

Processo de Beatificação[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de novembro de 2000, a Santa Sé, autorizou o Bispo da Diocese de Guanhães, Dom Emanuel Messias de Oliveira, a iniciar o Processo de Beatificação do Servo de Deus , o que foi feito solenemente no dia 24 de junho de 2001, com a nomeação do Tribunal Eclesiástico Diocesano e do Postulador da Causa de Beatificação.

No dia 19 de setembro de 2001, a pedido do Deputado Durval Ângelo, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais prestou uma homenagem ao Servo de Deus. A 21 de setembro de 2001 foi lançada uma biografia completa do Servo de Deus, com o título A Grandeza na Simplicidade.

O Servo de Deus é patrono da cadeira n.º 26 da Academia Brasileira de Hagiologia, com sede em Fortaleza-CE, e o ocupante da cadeira é o Postulador da Causa.

A fase diocesana do Processo do Servo de Deus foi concluída no dia 20 de setembro de 2009 e o processo foi enviado a Roma.

Referências[editar | editar código-fonte]

MATOS, Pe. Ismar Dias de. "A grandeza na simplicidade", Editora FUMARC, Belo Horizonte, 2001, 206 p. FONTE: www.hagiologiaminas.blogspot.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]