Lago Titicaca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lago Titicaca
Localização do Lago Titicaca.
Localização
Localização Cordilheira dos Andes - entre Peru e Bolívia
País  Bolívia
 Peru
Características
Altitude 3 821 m
Área * 8300 km²
Profundidade média 140 m
Profundidade máxima 280 m
Ilhas 41
Mapa do Lago Titicaca
Mapa do Lago Titicaca
Lake Titicaca satellite image.jpg
Imagem de satélite do lago.
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

Titicaca (na grafia hispanizada) ou Titiqaqa (quéchua) é um lago nos Andes, na fronteira entre o Peru e a Bolívia. Em volume de água, é o maior lago da América do Sul.[1] [2] O Lago de Maracaibo, na Venezuela, tem uma área de superfície maior, mas é considerado uma grande baía salobra devido à sua ligação direta com o oceano.

É muitas vezes considerado o lago navegável mais alto do mundo, visto que sua superfície está a 3.812 metros acima do nível do mar.[3] [4] Embora isto refira-se a navegação de grandes embarcações, geralmente é considerada a navegação de embarcações comerciais. Por muitos anos o maior navio a flutuar no lago foi o SS Ollanta, de 2.200 toneladas e 79 metros de comprimento. Hoje, o maior navio a navegar pelo lago é Manco Capac, operado pela PeruRail (atracado, em 17 de junho de 2013, no pier da Ollanta). Pelo menos duas dezenas de corpos de água em todo o mundo estão em altitudes mais elevadas, mas todos são muito menores e mais rasos que o Titicaca.[5]

Características gerais[editar | editar código-fonte]

O lago tem cerca de 8300 km² e situando-se a 3821 metros acima do nível do mar, é o lago comercialmente navegável mais alto do mundo e o segundo em extensão da América Latina, superado apenas pelo Lago de Maracaibo, na Venezuela. Localizado no altiplano dos Andes, na fronteira do Peru e da Bolívia, tem uma profundidade média de 140 a 180 m, e uma profundidade máxima de 280 m. Mais de 25 rios desaguam no lago Titicaca, e o lago tem 41 ilhas, algumas densamente povoadas.

O Titicaca é interessante pela população vivendo nos Uros, nove ilhas artificiais. Essas ilhas tornaram-se uma grande atração turística no Peru, trazendo excursões da cidade de Puno, no Peru. Outra ilha, Taquile, é outra grande atração turística, apresentando uma comunidade indígena. Os habitantes de Taquile são conhecidos pelos seus produtos têxteis feitos a mão, considerados entre as manufaturas de melhor qualidade do Peru.

O lago Titicaca é alimentado pela água das chuvas e pelo degelo das geleiras que rodeiam o altiplano. É fonte do rio Desaguadero, que corre para o sul através da Bolívia até o Lago Poopó; no entanto, este afluente é responsável por menos do que cinco por cento da perda de água, o resto ficando por conta da evaporação devida ao ventos intensos e à exposição extrema à luz do Sol nesta altitude.

A origem do nome Titicaca é desconhecida; foi traduzido como "Pedra do Puma", combinando palavras da língua local Quíchua e Aimará. Localmente, o lago é conhecido sob diversos nomes. Como a parte sudeste do lago é separada do resto do lago pelo estreito de Tiquina, os bolivianos chamam essa pequena parte de Lago Huinaymarca e a parte maior de Lago Chucuito. No Peru, essas partes pequena e grande são conhecidas como Lago Pequeño e Lago Grande, respectivamente.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O lago Titicaca tem origem tectónica. Formou-se aproximadamente durante a era terciária devido ao afundamento de uma parte da meseta andina. A sua área primitiva era muito mais extensa sendo actualmente apenas um lago residual.

Clima[editar | editar código-fonte]

[6] O clima na região do lago é de natureza extrema, com grandes variações de temperatura que se acentuam em função da posição no lago e o aumento de altura. A pluviosidade aumenta nos meses do verão austral (Dezembro a Março) e cai drasticamente nos meses de inverno. No verão são frequentes as tempestades sobre o lago e a zona circundante, assim como inundações em zonas ao nível do lago.

Lago Titicaca
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura média (°C) 10.7 10.7 10.3 9.5 8.00 6.2 5.7 7.4 8.3 10.4 10.7 10.3
9.0
Precipitação (mm Puno 1973) 238 132 159 98 13 0 2 6 33 16 30 71
797
Fonte: International Lake Environment Committee

Berço dos Incas[editar | editar código-fonte]

Segundo a lenda andina, foi nas águas do Titicaca que nasceu a civilização inca. O "deus Sol" instruiu seus filhos para procurarem um local ideal para seu povo. Manco Capac e Mama Ocllo chegaram, então, a uma ilha - mais tarde batizada de Isla del Sol. O local teria sido o berço dos incas, que dominaram a região entre os séculos XII e XVI, quando se deu a invasão espanhola. Diversos sítios arqueológicos podem ser visitados ao longo do Titicaca, que tem como principais habitantes os povos uros, descendentes dos incas. Eles vivem, em geral, da pesca e da agricultura às margens do lago.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Grove, M. J., P. A. Baker, S. L. Cross, C. A. Rigsby and G. O. Seltzer 2003 Application of Strontium Isotopes to Understanding the Hydrology and Paleohydrology of the Altiplano, Bolivia-Peru. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology 194:281-297.
  2. Rigsby, C., P. A. Baker and M. S. Aldenderfer 2003 Fluvial History of the Rio Ilave Valley, Peru, and Its Relationship to Climate and Human History. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology 194:165-185.
  3. CIA Factbook listing for Peru; click on Geography
  4. [1]
  5. Highest lake in the world
  6. http://www.munipuno.gob.pe/puno/tur_lug_titikaka.php

Ligações externas[editar | editar código-fonte]