Lakewood Church

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lakewood Church
Fxemoji u1F546.svg
Culto em 2013
Orientação Cristã não-denominacional
Fundador John Osteen
Origem 10 de maio de 1959
Localização Estados Unidos Houston, Texas, Estados Unidos
Número de membros 52.000
Página oficial lakewoodchurch.com

Lakewood Church é uma mega-igreja cristã, evangélica não-denominacional norte-americana situada em Houston, Texas. É a maior congregação evangélica dos Estados Unidos, com uma média de 52 mil membros por semana. Seus cultos são ministrados em língua inglesa e espanhola.[1]A igreja é de orientação pentecostal e crê no batismo com o Espírito Santo e na contemporaneidade dos dons do Espírito.

História[editar | editar código-fonte]

A igreja de Lakewood foi fundada por John Osteen e sua esposa, Dodie, em 1959 numa loja abandonada de alimentação em Houston..[2] John e Dodie criaram e hospedaram o programa semanal da televisão de Lakewood, que pode ser visto em aproximadamente 100 países.[3] Quando John faleceu, em 1999, seu filho mais novo, Joel, tornou-se o pastor presidente da Lakewood Church.[4][3] Sob a liderança de Joel Osteen, a congregação Lakewood aumentou quase quintuplicadamente.[5] Devido a este aumento do número de membros, a liderança da igreja começou a procurar um novo local para reuniões semanais.

Em 2003, a igreja assinou um contrato de longo prazo com a cidade de Houston para adquirir o Compaq Center, uma arena esportiva da cidade.[6] O contrato para criar a nova sede de Lakewood no Compaq Center é estimados em 75 milhões de dólares.[5] A igreja foi requerida para pagar adiantado 11 milhões e 800 mil no aluguel pelos primeiros 30 anos.[7]

Liderança[editar | editar código-fonte]

Lakewood Church em Houston,Texas.
Joel Osteen, Pastor geral da Lakewood Church.

O filho mais novo de John Osteen (fundador da Lakewood Church), Joel Osteen está atualmente como pastor presidente da Lakewood Church. A esposa de Joel, Victoria Osteen, atua como co-pastora e líder do ministério de mulheres da igreja.[8] Paul Osteen e Lisa Osteen (irmãos de Joel), servem como pastores auxiliares e ajudam a conduzir os cultos da noite de quarta-feira da igreja. O cantor Marcos Witt foi o pastor associado da congregação latino-americana, mas foi sucedido por Danilo e Gloriana Montero depois de renunciar o cargo no dia 16 de setembro de 2012.[8] A mãe de Osteen, Dodie, conduz o ministério de oração da Lakewood.[8] Os filhos de Joel Osteen, Jonathan e Alexandra Osteen, fazem parte do Ministério de adoração e Jonathan está sendo treinado para assumir a igreja como pastor presidente.

Doutrinas e Ensinamentos[editar | editar código-fonte]

A Lakewood Church baseia sua doutrina na Bíblia e a crença na Trindade, na morte e ressurreição de Cristo e na espontaneidade dos dons do Espírito.

  • Salvação: A Igreja possui um espaço onde os participantes vêm ao altar expressar sua decisão de aceitar Jesus Cristo como seu Senhor e salvador.
  • Batismo nas Águas: A igreja acredita que o batismo é um símbolo de sua crença no poder do sangue de Cristo para purificar pecados e como um testemunho de fé.
  • O batismo no Espírito Santo: A manifestação dos dons do Espírito em cada pessoa. O Espírito Santo veio ao mundo para continuar o trabalho feito por Jesus Cristo e ajudar as pessoas na caminhada de fé.
  • Comunhão: considerado como um ato para lembrar o sacrifício feito por Jesus Cristo na crucificação.[9]
  • Crescer o relacionamento com Jesus: A Lakewood acredita que cada um deve ter um relacionamento crescente com Jesus Cristo, tomando como referência a palavra de Deus, buscando assemelhar-se ao Redentor e da intervenção do Espírito Santo.[10]

Mídia[editar | editar código-fonte]

Lakewood Church gasta quase 30 milhões de dólares a cada ano em investimentos em seu ministério televisivo.[11] O programa semanal da televisão da igreja alcança semanalmente 100 países e pode ser visto em 200 milhões de casas nos Estados Unidos. Programas de televisão semanais são transmitidos nas redes de televisão TBN (Trinity Broadcast Network) e na rede da televisão Daystar, e em outros canais locais das principais cidades americanas. Lakewood aparece também em diversas "redes secular," como a Black Entertainment Television, ABC Family, USA Network e no YouTube.[12]

A Lakewood Church gravou três CD ao vivo de adoração: "We Speak to Nations, Cover the Earth" e "Amazing God", com participação de Cindy Cruse-Ratcliff (diretor de música e do coral local - Choir da Lakewood), Israel Houghton, e Marcos Witt. Em 2006, a Houston Symphony Orchestra juntou-se a Lakewood Church e gravou um álbum de Natal denominado "The Gift". Já em 2007, a Lakewood Church gravou seu terceiro álbum ao vivo lançado em 2007, com o título "Free to worship". O último album lançado pela Igreja é o "Live In The Wonderful".

Referências

  1. «Megachurch Megatech». CIO Insight. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  2. Mark Ward Sr., The Electronic Church in the Digital Age: Cultural Impacts of Evangelical Mass Media [2 volumes]: Cultural Impacts of Evangelical Mass Media, ABC-CLIO, USA, 2015, p. 139
  3. a b «Church History». Lakewood Church. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  4. Phillip Luke Sinitiere, Salvation with a Smile: Joel Osteen, Lakewood Church, and American Christianity, NYU Press, USA, 2015, p. 64
  5. a b «Nation's largest church opens in stadium». MSNBC. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  6. «A Sports Arena Gets Religion». New York Times. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  7. «A Sports Arena Gets Religion». New York Times. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  8. a b c «Our Leadership Team». Lakewood Church. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  9. «What We Believe». Lakewood Church. Consultado em 8 de março de 2014 
  10. «What We Believe». Lakewood Church. Consultado em 8 de março de 2014 
  11. «Interview: Joel Osteen on the Future of America's Churches and Him Pastoring One». The Christian Post. Consultado em 25 de fevereiro de 2007 
  12. «What We Believe». Lakewood Church Church Services. Consultado em 8 de março de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]